Coluna do Vereador

Sóstenes Cavalcante recebe título de cidadão honorário da Câmara de Cordeiro

  • PDF

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) recebeu, no último dia 27 de novembro, o título de cidadão honorário de Cordeiro, durante sessão solene realizada pela Câmara Municipal.  “Quero agradecer a homenagem, que foi uma iniciativa do vereador Marcelo Sardinha, e a todos os vereadores que, unanimemente, aprovaram essa honraria. Obrigado a todos os colegas partidários, entre eles o prefeito de Cordeiro, Leandro Monteiro”, disse Sóstenes.

Adicionar Comentario

Racismo (II)

  • PDF

Ele promoveu um tremendo bate-boca entre seus seguidores ao informar que levaria à Câmara propostas que chamou de contra a vitimização dos negros. "Vou lutar para combater o vitimismo”, disse Holiday, que é negro. Fernando quer tirar o percentual mínimo de negros para concursos do município, seja os de nível educacional, ou então o de contratação de servidores. As propostas reverberam até no feriado de Zumbi dos Palmares, também conhecido como o Dia da Consciência Negra.

Adicionar Comentario

Racismo (I)

  • PDF

Fernando Holiday pertencente ao grupo 'Movimento Brasil Livre' (MBL). Ele lutou pelo impeachment da ex-presidente da República, Dilma Rousseff. Este tipo de protagonismo o ajudou a ser eleito vereador em São Paulo pelo Democratas (DEM). 

Entre as propostas que ele pretende levar para a maior cidade do país, muitas são polêmicas, como a extinção das cotas raciais. Holiday diz que é necessário promover a consciência humana e não uma cota apenas pela cor da pele.

Adicionar Comentario

Imprensa alternativa de Nova Friburgo

  • PDF

Foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Nova Friburgo o projeto de lei de autoria do vereador Cláudio Damião que destina no mínimo 10% dos recursos de publicidade do Executivo às mídias comunitárias da cidade.

De acordo com a proposta, “deverão ser observados os preceitos constitucionais e legais sobre a matéria, os órgãos e entidades da Administração Pública Municipal direta e indireta, inclusive fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público, na publicidade de suas obras, anúncios, editais, programas, serviços e campanhas em geral. Esses órgãos devem se utilizar de jornais alternativos, televisões e rádios comunitárias na proporção especificada por esta lei.

Adicionar Comentario

Redução de salários de vereadores no Brasil

  • PDF

Todo fim de mandato a história é a mesma: os vereadores aprovam leis reajustando os salários para a legislatura que se inicia em 1º de janeiro do ano seguinte. Mas muitos parlamentares que ocuparão as mais de 57 mil cadeiras em todo o país a partir de 2017 farão parte de um enredo diferente. Em vez de ter um contracheque maior que os colegas, muitos serão obrigados a conviver com menos dinheiro no bolso. Seja por pressão da população, campanhas em redes sociais ou crise econômica, pipocam nas câmaras municipais leis reduzindo os salários a partir do ano que vem.

Em Minas Gerais, já são vários os casos de corte salarial. Os nove vereadores de Monte Sião, no Sul do estado, tomarão posse em janeiro com uma redução salarial de 30% – passando dos atuais R$ 3.975,61 para R$ 2.783,14. E o valor poderia ser ainda menor, caso os parlamentares tivessem acatado abaixo-assinado com mais de 900 assinaturas e que limitava o contracheque a um salário mínimo (atualmente R$ 880).

Adicionar Comentario

Homenagens

  • PDF

A equipe do Serviço de Cuidados Paliativos do Hospital Unimed de Nova Friburgo foi homenageada pela Câmara Municipal.

O Serviço do Hospital Unimed é pioneiro no interior do estado do Rio, sendo encontrado na capital fluminense apenas no Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Adicionar Comentario

Posse

  • PDF

As câmaras municipais dos municípios da região já estão em frenético processo de preparação para a cerimônia de posse dos eleitos – vereadores, prefeitos e vice-prefeitos –, que será realizada em 1º de janeiro de 2017. Primeiro serão empossados os parlamentares, que, na sequência, serão empossarão prefeitos e vices.

Adicionar Comentario

Outra liminar suspende a leitura do relatório final da CPI da Saúde em Friburgo

  • PDF

O prefeito Rogério Cabral, por meio de seu advogado, conseguiu mais uma liminar que suspende a leitura do relatório final do trabalho que investiga o setor da saúde do município. Desta vez, a liminar suspensiva alega que a prorrogação do prazo para a finalização dos trabalhos da CPI não foi submetida ao plenário.  

O fato, de acordo com o presidente da Comissão, não procede. “Tal medida foi tomada dentro de todos os padrões que regem a legislação, inclusive temos os documentos que comprovam essa ação e vou entrar com recurso para suspender esta liminar. Diante disso, fica uma certeza: o prefeito teme a CPI da Saúde”, finaliza o vereador Cláudio Damião.

Adicionar Comentario

Pgina 5 de 43

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado