Informe Rural

Avenida Nossa Senhora do Amparo, em Nova Friburgo, recebe asfaltamento

  • PDF

Uma das principais vias de acesso que liga Duas Pedras ao distrito de Conselheiro Paulino e bairros adjacentes recebe atenção especial da Secretaria de Obras de Nova Friburgo. A Avenida Nossa Senhora do Amparo, que recebe diariamente milhares de veículos, ônibus e caminhões, está sendo asfaltada desde o último dia 1º de junho.

A via estava esburacada, atrapalhando o tráfego e a segurança dos veículos que passam por ali. Os serviços estão previstos para ficarem prontos esta semana. Na manhã de sexta-feira passada, dia 3, o prefeito Rogério Cabral vistoriou o asfaltamento e aproveitou a ocasião para conversar e ouvir as solicitações dos moradores da localidade.

O novo asfalto liga Duas Pedras ao distrito de Conselheiro Paulino e bairros adjacentes.

– A Avenida Nossa Senhora do Amparo, que é de extrema importância para os friburguenses, estava precária, com muitos buracos e com uma camada muito fina e antiga de asfalto. Fizemos uma raspagem e, agora, estamos fazendo o recapeamento. Aqui, o tráfego é muito intenso e esse acesso alternativo é muito importante. O próximo lugar contemplado será Duas Pedras, no entorno da Rodoviária Norte, próximo ao Detran. Já fizemos a fresagem ali e agora o próximo passo é o recapeamento – afirmou o secretário de Obras, Jefferson Pires.

A recuperação das vias urbanas de Nova Friburgo está entre uma das principais metas e preocupações do Governo Municipal. O cronograma de asfaltamento continua em Duas Pedras, no entorno da Rodoviária Norte, e segue para o distrito de Campo do Coelho, o bairro São Geraldo, o entorno do teleférico e o bairro Ruy Sanglard. Os bairros Cônegos e Varginha também serão contemplados, além de várias outras localidades do município.

A recuperação das vias urbanas da cidade é uma das principais metas e preocupações do Governo Municipal

O recente asfaltamento das ruas Gustavo Lira, Vicente Sobrinho e Manoel Lourenço Sobrinho, em Olaria, foi muito elogiado pelos friburguenses e motoristas que passam pelo local. Ainda em Olaria, foram recuperadas as ruas São Roque, Avenida Presidente Vargas, Raul Veiga e a Via Expressa.

Secretaria de Meio Ambiente trabalha implantação de diversos projetos

  • PDF

Na semana passada, o prefeito de Macuco, Félix Lengruber, convocou o secretário de Meio Ambiente, Niraldo Menezes, e sua equipe de trabalho para que juntos recepcionassem dois representantes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), cuja principal atribuição é executar políticas estaduais do meio ambiente, recursos hídricos e recursos florestais adotadas pelos poderes Executivo e Legislativo no estado.

Durante a reunião, realizada num clima bastante informal, os agentes da entidade ambiental fluminense Paulo Schiavo e José Wenceslau puderam ouvir as explanações de prefeito, secretário e servidores locais a respeito de alguns projetos a serem implantados em Macuco, os quais eles julgam ser de fundamental importância para o meio ambiente no município.

Segundo o planejamento da Administração Municipal, o intuito é desenvolver, por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente, um projeto de arborização urbana. Para isso, no entanto, é preciso que seja realizado um mapeamento completo da cidade capaz de identificar os locais mais favoráveis ao plantio de árvores. Neste caso, o Inea daria seu apoio com a elaboração do projeto e doação de mudas para o plantio, levando em conta as espécies mais indicadas.

Outro projeto em fase de estudo e que também deverá contar com apoio do Inea é a recuperação da mata ciliar do Córrego do Ribeirão Dourado. 

Segundo os técnicos, as matas ciliares são responsáveis pela manutenção da qualidade e quantidade de água dos corpos hídricos. Por isso, a recuperação da mata ciliar do Ribeirão Dourado é tão importante, pois, nesse córrego, é feita a captação de água para abastecer a população de Macuco.

Na reunião também houve abordagens sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Os participantes do encontro discutiram ideias e propostas que possam facilitar a realização do cadastro pelos proprietários rurais do município, o que daria ainda mais tranquilidade e comodidade ao homem do campo macuquense.

As autoridades também conversaram sobre a criação de uma unidade de conservação no município, falaram sobre a operação do aterro sanitário e discutiram a implementação da coleta seletiva de lixo. Tais projetos têm grande potencial para aumentar o repasse de ICMS Verde (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços da área ambiental), o que significaria elevar o patamar do município de Macuco no que se refere ao meio ambiente e sua preservação. 

Além do prefeito Félix Lengruber e do secretário de Meio Ambiente Niraldo Menezes, também participaram do encontro Jodir Vito, da Secretaria de Agricultura, e os biólogos Luiz Felippe Moreira e Juliana Latini.

Lei estadual confere a Cordeiro o título de Cidade Exposição

  • PDF

Sancionada pelo governador em exercício Francisco Dornelles no dia 25 de maio, a Lei Estadual 7.285/2016 conferiu ao município de Cordeiro o título de Cidade Exposição. A iniciativa partiu de um projeto de lei do deputado estadual Thiago Pampolha e a lei definitiva foi publicada na edição do dia 30 de maio do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

O prefeito Leandro Monteiro afirmou que o reconhecimento estadual é muito importante, pois a feira que deu origem ao famoso codinome movimenta a economia local e regional, cria uma expectativa positiva nas pessoas e é motivo de orgulho para o povo cordeirense. “Estamos ainda mais orgulhosos depois da lei estadual. Não há como negar que poucos eventos têm o charme, a importância e o glamour da Expo Cordeiro”, comemora o prefeito.

Em 1921, impulsionadas pelo crescimento da pecuária no interior do estado do Rio de Janeiro, as principais autoridades estaduais e federais do setor projetaram um evento para marcar época e servir de vitrine para todo o país, já que se aproximava o centenário da Independência do Brasil. A Vila de Cordeiro foi escolhida para sediar a primeira Exposição de Gado e Produtos Derivados, que foi inaugurada no dia 4 de maio de 1921, pelo presidente da República, Epitácio Pessoa, e o presidente do Estado, Raul Veiga.

Vinte e dois anos depois, em 30 de maio de 1943, o presidente da República, Getúlio Vargas, e o interventor federal no estado do Rio, Amaral Peixoto, inauguraram a segunda versão da feira. Na ocasião, selaram um pacto com o povo de Cordeiro que culminou com a emancipação do município, em 31 de dezembro daquele mesmo ano.

Atualmente, há vários eventos paralelos na feira, como a Expo Moda, o Concurso da Rainha, a Expo Arte, a Tenda Literária, a Expo Artesanato e a Tenda Cultural. A Expo Cordeiro, mais do que nunca, não é só dos cordeirenses, é um patrimônio do povo do estado do Rio de Janeiro.   

Na semana passada, o prefeito Leandro Monteiro foi ao Rio de Janeiro, numa audiência com o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, e a presidente da Emater-Rio, Stella Romanos, acompanhado do ex-presidente da Câmara Municipal, Márcio Leal, o Ratinho, para tratar de assuntos referentes aos programas de auxílio aos produtores rurais de Cordeiro, o compartilhamento do Parque de Exposição Raul Veiga e às atividades realizadas dentro do parque. 

Segundo Márcio Leal, foram tratados os problemas do Parque Raul Veiga, principalmente a realização da exposição. A Prefeitura de Cordeiro deverá reformar o Pavilhão de Equinos, que está interditado, e fazer a limpeza do local.

Leandro Monteiro fez uma proposta sobre a questão da energia do parque, e que será encaminhada à Ampla: colocar relógio na área, e a Prefeitura assumiria o custo da energia durante todo o ano, e, em troca, a municipalidade utilizaria o local em comodato para outros eventos e necessidades do município.

Atualmente, já funciona no Parque Raul Veiga o Corpo de Bombeiros, a Emater, o Instituto Federal Fluminense (IFF) e uma unidade da Secretaria de Assistência Social.

Secretário de Agricultura participa da Exposição Cordeiro

  • PDF

O secretário estadual de Agricultura, deputado estadual Christino Áureo, esteve no Parque Raul Veiga, na Exposição de Cordeiro, somente no dia 18 de junho. Acompanhado do prefeito Leandro  Monteiro (PCdoB), secretários municipais e vereadores, o secretário percorreu os diversos estandes da exposição. Para ele, o prefeito deu um exemplo de gestão ao, apesar da crise econômica, conseguir realizar um evento organizado e com tantos atrativos para a população.

– O prefeito Leandro demonstrou criatividade no enfrentamento das dificuldades e conseguiu realizar uma das melhores exposições. Uma clara demonstração de que, com competência e vontade política, é possível contornar as dificuldades – avaliou o secretário.

O prefeito destacou o apoio da Secretaria Estadual de Agricultura ao município. 

Com pecuária em crescimento, além de investimentos em culturas de tomate, mandioca, caqui, entre outros,  o município de Cordeiro tem recebido todo apoio da Emater-RJ, além de programas estruturantes da secretaria, como o Estradas da Produção.

A exposição contou com  julgamento de diversas raças de equinos e bovinos e de concurso leiteiro. 

Christino Áureo foi convidado pelos organizadores para entregar a premiação do Concurso de Gir Leiteiro ao campeão nos quesitos Campeão Novilha Maior e Reservado Novilha Maior. O produtor rural Marcão recebeu prêmio pelo seu animal.


Fábrica de ração de peixes em Bom Jardim

O subsecretário estadual de Pesca e Aquicultura, Valdecir Ramiro, e o presidente da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), Essiomar Gomes, visitaram, no dia 9 de julho, a fábrica Central Norte Rações, em Bom Jardim. 

A empresa produziu a ração experimental diferenciada para bijupirá (espécie de peixe) elaborada pelos técnicos da fundação e testada em fazenda marinha de Angra dos Reis. Ainda na região, Essiomar e Valdecir seguiram para Nova Friburgo, onde o subsecretário, que assumiu o cargo há duas semanas, conheceu um dos 12 escritórios regionais da Fiperj.

A visita à fábrica de ração contou ainda com o secretário municipal de Agricultura de Santo Antônio de Pádua, Leonardo Moura; o diretor de Pesquisa e Produção da fundação, Augusto Pereira; o coordenador de Aquicultura da instituição, Rodrigo Takata, além de técnicos do escritório da Região Serrana e empresários do setor.

Segundo Essiomar, o objetivo agora é baratear o custo da ração, para que possa ser comercializada, oferecendo ao maricultor (aquele cultiva peixes e outros organismo aquáticos em ambiente marinho) um produto acessível e ao mesmo tempo de qualidade, rico em nutrientes.

– É importante ressaltar que o Rio de Janeiro foi o primeiro estado do Brasil a testar este tipo de alimento diferenciado, que pretende otimizar a produção do bijupirá, fomentando o setor. Hoje, a ração destinada ao cultivo desse peixe é a mesma utilizada por outras espécies – explica Essiomar Gomes.

PIONEIRISMO – Elaborada por técnicos em nutrição da Fiperj, vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap), a ração para bijupirá foi produzida à base de farinha de alta qualidade doada pela ASML Group, da Mauritânia (República Islâmica no Noroeste da África).

A farinha possui mais proteínas e menos cálcio, pois é feita com o pescado inteiro (e não com o que sobra do processo de enlatamento, como é o caso das nacionais), o que garante uma composição com mais carne e menos espinha.

Entregue à Secretaria de Pesca e Aquicultura de Angra dos Reis no ano passado, a ração especialmente rica em ácidos graxos – os ômegas 3 e 6 – foi usada experimentalmente pelo produtor Kazuo Tonack, da Fazenda Nautilus, localizada na Praia de Jaconema, em Ilha Grande. O experimento durou três meses e o crescimento dos peixes foi satisfatório quando comparado à ração úmida (utilizada atualmente pelos produtores da região e feita com resíduos de sardinha e ração moída de peixe carnívoro, como a truta). No momento, os custos estão sendo revistos, devido à alta do dólar. Os pesquisadores vão se reunir com representantes da fábrica serrana para verificar a possibilidade de produção e se os valores serão viáveis para os produtores. Os resultados serão publicados em breve.

ESCRITÓRIO – Na unidade serrana da Fiperj, Essiomar Gomes conversou com técnicos da Fiperj e aproveitou para apresentar o novo subsecretário de Estado de Pesca, que assumiu o cargo em 1º de julho.


Friburgo regulamentará Turismo Rural na Agricultura Familiar

O Turismo Rural na Agricultura Familiar em Nova Friburgo será regulamentado pela Prefeitura. A Câmara Municipal aprovou a Lei nº 4.392, que foi sancionada pelo prefeito Rogério Cabral (PSD) em 22 de junho. 

A partir de então, ficam definidas as atividades de turismo rural na agricultura familiar como aquelas em que o proprietário agrícola mantenha atividades econômicas típicas da agricultura familiar e que estão dispostas a valorizar, respeitar e compartilhar seu modo de vida, o patrimônio cultural e natural, através da oferta de produtos e serviços.

De acordo com a lei, as atividades do Turismo Rural na Agricultura Familiar estão alicerçadas com os princípios de ser um turismo ambiental e socialmente correto e justo; incentivar a diversificação da produção e proporcionar a comercialização direta dos produtos locais; valorizar e resgatar o artesanato regional, a cultura da família do campo e os eventos típicos do meio rural; contribuir para a revitalização do território rural e para o resgate e melhoria da autoestima dos agricultores familiares; estimular as atividades produtivas com enfoque no sistema agroecológico.

As propriedades rurais da agricultura familiar que passarem a desenvolver atividades reguladas por esta lei deverão adequar-se às suas disposições no prazo de 180 dias contados da publicação do decreto que a regulamentar, bem como apresentar relatório circunstanciado à Secretaria Municipal de Agricultura, das atividades desenvolvidas em suas propriedades agrícolas.  Esta lei deverá ser regulamentada pelo Poder Executivo em até 90 dias após sua publicação.

A aliança entre turismo e agricultura familiar propicia o resgate de culturas tradicionais, a valorização da gastronomia típica e da produção sustentável de alimentos. É uma união frutífera que, ao mesmo tempo, fortalece o turismo interno e gera renda, agregando valor às atividades agrícolas, artesanais e agroindustriais, colaborando com a preservação do patrimônio natural e cultural.

Essa é fórmula para que o agricultor e a agricultora familiar possam perpetuar as heranças das gerações anteriores e ainda modernizar as instalações, impulsionados por mais essa oportunidade de comercialização dos seus produtos.

Proprietários agrícolas que comercializam produtos alimentícios in natura de origem local ou que comercializam produtos transformados, produtos de origem animal e os produtos de origem vegetal, e artesanato; produções rurais e artesanais, cujas atividades da propriedade são utilizadas como atrativos, por meio de demonstrações sobre as técnicas de produção, na qual o turista pode interagir e fazer parte do processo, como em atividades de campo em pomares, leiterias, apiários, pesque e pague, criações de animais em geral, áreas de agricultura orgânica, vinícolas, cervejarias, alambiques.


Representante de Cordeiro volta a vencer o concurso Rainha da Exposição

Em 2013, Bruna Bon, de Cantagalo, levou o título. No ano passado, a trajanense Thayná Daudt foi a vencedora, mas, este ano, uma cordeirense voltou e vencer um dos concursos de beleza mais concorridos do interior fluminense, o Rainha da Expo Cordeiro.

A jovem Caroline Coelho brilhou no desfile realizado no dia 17 de julho, sexta-feira, superando representantes de quatro municípios: Bom Jardim, Cantagalo, Duas Barras e Santa Maria Madalena.

As candidatas desfilaram com trajes típicos para um grande público e para apreciação do corpo de jurados, composto por profissionais ligados aos ramos da moda e da beleza. Caroline Coelho tem 18 anos, 1,70 de altura, 60 kg, olhos e cabelos castanhos. Para chegar ao título, obteve 386 pontos. O título de 1ª Princesa ficou com Paula Hingrid Garcia, de Duas Barras, com 359 pontos, e o de 2ª Princesa foi para Thainá Gomes, de Cantagalo, com 356 pontos.

O prefeito Leandro Monteiro (PCdoB) e a primeira-dama Fabiana Moulin entregaram a premiação à vencedora.

Cordeiro realiza sua 73ª Exposição Agropecuária esta semana

  • PDF

Esta semana – desta quarta-feira, dia 15, até domingo, 19 de julho –, será realizada uma das feiras agropecuárias mais tradicionais do país, a Expo Cordeiro, que chega à sua 73ª edição, mas com 94 anos de história, já que a primeira versão aconteceu em 1921. O evento deste ano terá atrações nas áreas agropecuária, cultural, industrial, comercial e turística, como confirma o prefeito Leandro Monteiro (PCdoB), que convida a população para a inauguração oficial, nesta quarta-feira (15), às 15 horas.

A parte técnica contará com exposição e julgamentos de animais de diversas raças de equinos e bovinos, além de concurso leiteiro. A Expo Moda, que destaca o polo de moda íntima da cidade, é um dos destaques do segmento industrial. As atrações culturais serão a Expo Arte, a Tenda Literária, a Expo Artesanato e a Tenda Cultural, esta última com 32 shows de artistas locais.

Os shows do palco principal começam nesta quarta-feira (15) com duas atrações regionais do estilo sertanejo universitário: Bira Bello e Cesário Ramos e Gabriel. A noite seguinte será reservada aos roqueiros com a apresentação da banda paulista Dr. Sin, aclamada como melhor banda do gênero hard rock pelas revistas especializadas. Durante o festival Hollywood Rock, em 1993, dividiu o palco com Nirvana. Um dos seus álbuns, ‘Dr. Sin’, pela Warner International, foi lançado em nove países.

Na sexta, 17, é a vez de uma das maiores bandas de forró do Brasil, a Arriba Saia, interpretar os sucessos dos seus 11 volumes recordistas de vendas, como ‘Libera o Toim’, ‘Joana’, ‘Solta o Pilão’, ‘Do Bueiro a Nova York’, ‘Amor Guardadim’ e ‘Se Você me Ama’. Na sexta também acontece o tradicional concurso Rainha da Expo Cordeiro, um dos eventos de beleza mais concorridos do interior fluminense.

No sábado (18), terá samba e do pagode com o novo show do Grupo Revelação, que, agora, tem como vocalista Almirzinho, filho do cantor e compositor Almir Guineto, uma das maiores referências do samba de todos os tempos. Fecha a programação, no domingo (19), a dupla sertaneja Munhoz e Mariano, formada pelos amigos de infância de Campo Grande (MS), e, atualmente, sucesso em todo Brasil com hits como ‘Camaro Amarelo’, ‘Balada Louca’, ‘A Bela e o Fera’, ‘Uma Saudade’ e ‘Pantera Cor-de-Rosa’.


Prefeitura quer viabilizar construção de estação de tratamento de esgoto em parceria com a Cooperativa de Macuco

Em recente visita a Macuco, o deputado federal Walney Rocha (PTB) abordou diversos assuntos com o prefeito Félix Lengruber (PMDB). Convidado a visitar a Cooperativa de Macuco, onde conheceu o presidente Sílvio Marini e produtores associados, o deputado ficou impressionado com a infraestrutura da empresa de laticínios.

Lengruber falou sobre um projeto que promete contribuir com a indústria no aumento da geração de emprego e renda. Trata-se da construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), capaz de tratar 100% do esgotamento sanitário do município. Para isso, a cooperativa acena com a doação do terreno no bairro Paraíso. “Assim, a estação existente no interior da empresa seria desativada, abrindo espaço para a ampliação do parque industrial, aumentando a contratação de mão de obra”, disse Lengruber.

Confirmando já ter uma parceria que custeará o projeto da Estação de Tratamento de Esgoto, o prefeito solicitou apoio do deputado Walney Rocha na captação de recursos que garantam a sua construção, cujas obras envolvem grandes cifras.

O parlamentar informou que o caminho natural é buscar apoio na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão responsável pela promoção de ações de saneamento. Porém, ele não descartou uma coalizão de forças para que fossem utilizadas verbas parlamentares dos deputados.

– Vamos estudar a melhor forma de colocar essa proposta do prefeito em prática. Será uma obra fundamental e revolucionária para a prevenção da saúde e melhoria da qualidade de vida, que é um dos propósitos em que nossas ideias convergem, pois não é possível realizar uma ação pública senão pelo bem da coletividade – garantiu Walney.

Agradecido pela boa vontade e iniciativa do parlamentar nessa empreitada, o prefeito de Félix Lengruber aproveitou para entregar inúmeros ofícios e documentos para que o deputado inicie a busca de respostas para as solicitações de recursos e ações junto a ministérios, secretarias e demais entidades governamentais da capital federal.


Nova Friburgo sedia terceira edição do Encontro dos Comitês de Bacia Hidrográfica

O terceiro Encontro Estadual dos Comitês de Bacia Hidrográfica do Rio de Janeiro (III Ecob) será realizado no período de 26 a 28 de agosto, em Nova Friburgo, no Teatro Municipal Laércio Rangel Ventura, na Praça do Suspiro, no Centro da cidade.

A cerimônia oficial de abertura será seguida por mesas de diálogo com temas variados, encontros setoriais e assembleia geral do Fórum Fluminense de Comitê de Bacia Hidrográfica. O evento visa uma maior integração entre os organismos que compõem os Comitês de Bacia Hidrográfica, outras entidades públicas e privadas, tendo o último dia destinado à visita técnica.

Com a crise hídrica que já assola o Rio de Janeiro e muitos outros estados brasileiros, a boa gestão dos recursos se transformou em assunto de interesse não só de especialistas, governo, empresas e indústrias, mas, em especial, da sociedade civil. É tempo de reinventar os hábitos e práticas, desafiar a lógica do consumo e encontrar novas maneiras para viver em um mundo mais sustentável para a atual e futuras gerações.

O encontro vai incentivar o debate sobre temas para a gestão compartilhada, integrada e sistêmica das águas; promover um espaço para a divulgação de programas e planos de ações em andamento, além da exibição de casos de sucesso. 

A proposta é que o evento seja um veículo propulsor à preparação dos Comitês de Bacias Hidrográficas Fluminenses para o Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (Encob), além de fomentar o diálogo visando a qualificação para uma gestão efetiva das águas do estado do Rio de Janeiro.

O programa prevê para o dia 26 de agosto, às 9 horas, o credenciamento; 9h30min. – abertura; 10h30min. às 12h30min., mesa de diálogo 1 – Segurança Hídrica; 14h às 16h – mesa de diálogo 2 – Proteção de Mananciais e PSA; 16h às 18h – mesa de diálogo 3 – Legislação de Recursos Hídricos – Avanços e Desafios.

No dia seguinte, 27 de agosto, a programação segue das 9h às 10h30min. com a mesa de diálogo 4 – Águas Subterrâneas; 10h30min. às 12h30min. – Encontros Setoriais; 14h às 15h – apresentação dos relatórios dos Encontros Setoriais; 15h30min. às 17h - Experiências Exitosas – dez minutos para cada CBH; 17h às 18h - Assembleia Geral do FFCBH.

O terceiro e último dia do encontro, 28 de agosto, tem na programação, das 9h às 12h, visitas técnicas, com opções para o Parque Estadual dos Três Picos, estação de tratamento de esgoto (ETE) Conselheiro Paulino e a Stam Metalúrgica.

Por se tratar de um evento já consolidado com a repercussão dos eventos anteriores, nesta edição do encontro a estimativa de público é de 400 participantes, entre membros dos Comitês de Bacias do Estado, gestores públicos (federais, estaduais e municipais), empresas de saneamento, universidades, instituições da sociedade civil e demais interessados no tema. 

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas com Alda Oliveira, na Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, da Prefeitura de Nova Friburgo, que fica na Avenida Alberto Brune, 225, no Centro da cidade, ou pelos telefones (22) 2525-9214 ou 2525-9164.


Nova fábrica vai aquecer pecuária leiteira no interior do estado

A inauguração da fábrica da Vigor Alimentos em Barra do Piraí, uma importante etapa na consolidação do Programa Rio Leite, da Secretaria Estadual da Agricultura, está prevista para o último trimestre deste ano. Com investimentos estimados em R$ 120 milhões, a planta industrial irá gerar 300 empregos diretos.

De acordo com o presidente da Vigor Alimentos, Gilberto Xandó, em uma primeira etapa, deverão ser captados 300 mil litros de leite/dia para a produção de 12 mil toneladas de lácteo/mês. Este volume poderá chegar, no futuro, a 600 litros/dia. O secretário de Agricultura, Christino Áureo, que visitou semana passada as obras da unidade, destacou a importância da fábrica para os produtores de leite daquela região.

– É uma indústria focada na agregação de valor, com a maioria de suas linhas de produção voltadas para produtos que levam ao consumidor o leite já transformado. Além disso, a Vigor se identifica fortemente com a população fluminense e vai incluir toda a bacia leiteira do Médio Paraíba e do Sul do estado em seu projeto. Estamos otimistas, acreditando em uma virada na pecuária leiteira – afirmou Áureo.


Banco de Alimentos da Ceasa chega a Trajano de Moraes

Através de convite do prefeito Carlinhos Gomes (PSDB), esteve em Trajano de Moraes, no último dia 24 de junho, uma equipe do Banco de Alimentos da Ceasa Itaocara, com objetivo de visitar e cadastrar entidades filantrópicas para o recebimento de cerca de mil qualidades de  alimentos, como batata, banana, abóbora, inhame, cebola, alho, laranja, tangerina poncã, abacate, jiló, chuchu, entre outros benefícios, dando, assim, mais qualidade na alimentação e também fomentando a produção dos trabalhadores rurais do município.

Durante a conversa, o prefeito Carlinhos Gomes apresentou nomes de entidades, como a Casa de Repouso Santa Terezinha e o Hospital Francisco Limongi, para serem cadastrados pelo Estado e ficarem aptos para receberem os alimentos.

Os profissionais, logo depois da reunião, visitaram os estabelecimentos e realizaram os cadastros. Em breve, o município receberá toneladas de produtos, reforçando a alimentação dos internados nestes estabelecimentos.

Para Carlinhos Gomes, que ficou muito feliz com a vinda dos profissionais da Ceasa, Trajano de Moraes mais uma vez sai ganhando com as parcerias oferecidas pelo Estado e que a Prefeitura vai disponibilizar caminhões, que, em breve, irão a Itaocara buscar estes benefícios.

– Agradeço ao secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, e a toda equipe da Ceasa, que, hoje, vem ao nosso município. Com certeza, quem ganhará serão os nossos internados nestes estabelecimentos, visto que os alimentos que são distribuídos nos municípios vizinhos são de primeira qualidade e até os produtores trajanenses vendem para o Estado – analisou Carlinhos Gomes, atestando que pesquisou antes em municípios vizinhos o bom trabalho da Ceasa em prol de entidades filantrópicas.

O projeto Banco de Alimentos da Ceasa atua como um auxílio e centro de atenção ao produtor, além de um ótimo facilitador de chegada de bons produtos às entidades filantrópicas e também incentivador da agricultura familiar no interior do estado do Rio de Janeiro.

– Hoje, estamos cadastrando o asilo e o hospital trajanenses. Quero ressaltar que temos seis unidades da Ceasa em todo o estado. Proporcionamos união de investimentos entre o produtor e entidades e a quantidade de alimentos distribuídos chega a ser de meia tonelada por entidade nos municípios da Região Serrana. Teremos prazer em atender ao pedido do nosso amigo Carlinhos Gomes em servir estas entidades trajanenses – disseram.

Produtor rural de Bom Jardim aprende boas práticas na pecuária de leite

  • PDF

O casal de produtores Carlos Antônio Pinheiro e Dilza Jacintho da Motta, de Bom Jardim, é o exemplo real de que investimentos no melhoramento genético do rebanho, nos cuidados com o manejo dos animais e do pasto e na qualidade da produção são fundamentais para o aumento da produtividade na pecuária leiteira. Os produtores estão colhendo os resultados de uma unidade demonstrativa instalada pela Emater-Rio (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro) no Sítio Santo Antônio, na localidade de Trapiche, em Barra Alegre.

Desde 2012, o casal vem recebendo assistência técnica continuada do médico veterinário Fabiano Bohnenberger, técnico executor do Programa Rio Rural, da Secretaria Estadual de Agricultura. O trabalho teve sua origem numa capacitação sobre manejo intensivo das pastagens, promovida pelo Programa Rio Leite e pela Embrapa Pecuária Sudeste, em 2010. No início do acompanhamento, o sítio possuía uma criação caseira de porcos e de galinhas caipiras, além de um rebanho de quase 70 bovinos, cuja produção diária chegava próximo dos 20 litros, destinados exclusivamente à produção de queijo artesanal. Atualmente, são cerca de 40 cabeças de gado, sendo 11 vacas em lactação, que rendem uma média de 75 litros diários.

Para alcançar os resultados, houve um trabalho prévio de sensibilização do casal sobre a importância das anotações zootécnicas e dos controles sanitário, reprodutivo e leiteiro. Levando em consideração a disponibilidade de água na área, os produtores e o técnico elaboraram um planejamento para a propriedade, que contemplou, inicialmente, o preparo conservacionista do solo através de análise, correção e adubação.

As primeiras apostas para alimentação do gado foram na introdução do capim napier no entorno do curral e no plantio da cana forrageira. Paralelamente, foi sugerida a redução da quantidade de animais e a aquisição de novas matrizes mais produtivas. Numa segunda etapa, foi introduzido o sistema de pastoreio rotacionado em parte da área baixa do sítio, com o uso do capim Tifton 85.

O controle sanitário do rebanho foi estabelecido desde o pré-parto, passando pelo nascimento, cria e pelas fases de novilhas, vacas secas e em lactação. Foi estabelecido um calendário para o controle antiparasitário, associado à suplementação com vitaminas, vacinação contra febre aftosa, entre outras práticas preventivas. Para consolidar a higiene no curral, a Emater-Rio fez a doação do kit ordenha manual, tecnologia desenvolvida pela Embrapa Gado de Leite.

Através do controle reprodutivo, criou-se um plantel de matrizes da raça girolando. Com apoio da Cooperativa Agropecuária de Macuco, a técnica da inseminação artificial por tempo fixo (Iatf) acelerou o ganho genético nas matrizes mais produtivas.

Ainda para este ano, está previsto um outro módulo de pastejo rotacionado com capim mombaça, próprio para terrenos mais declivosos. A compra de uma ordenhadeira mecânica, a construção de um telhado para a área de espera das vacas e de um reservatório de água também são metas previstas até dezembro. Já na produção de leite, o casal espera fechar 2015 alcançando os 100 litros por dia.

Para Fabiano Bohnenberger, responsável técnico da unidade, as tecnologias atualmente disponíveis para a bovinocultura leiteira trazem grandes benefícios ao pecuarista.

– O criador familiar deve estar sempre atento à alimentação dos bovinos, em especial na época de seca. Um incremento de produtividade gera aumento de renda e, consequentemente, uma vontade de continuar progredindo. Houve uma grande especialização por parte dessa família e isso propiciou que eles acessassem novos mercados – analisou o veterinário.


Plano Safra destinará R$ 28,9 bilhões de crédito para a agricultura familiar

A agricultura familiar contará com R$ 28,9 bilhões de crédito para operações de custeio e investimento no ano safra 2015-2016. Os recursos do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) representam aumento de 20% sobre o valor destinado ao setor na safra passada. O volume de recursos do Plano Safra da Agricultura Familiar foi anunciado pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Patrus Ananias, no dia 22 de junho, no Palácio do Planalto.

As taxas de juros do Pronaf continuam negativas, variando de 2% a 5,5%, dependendo da região e do valor financiado. Para agricultores familiares da região do semiárido, estão garantidas condições diferenciadas, com índices entre 2% e 4,5%. Taxas menores foram mantidas para os segmentos de baixa renda.

Além do maior volume de recursos destinado à agricultura familiar nos 20 anos do Pronaf, o Plano Safra prevê a criação de dois programas e uma série de medidas para regulamentar a agroindústria familiar e de pequeno porte, expandir os mercados de compras públicas e ampliar a assistência técnica com foco na produção sustentável, com especial atenção à região semiárida.

Destacam-se ações de apoio a empreendimentos econômicos de mulheres, de simplificação do acesso ao crédito para jovens, de garantia de preço mínimo para produtos extrativistas e regularização de territórios quilombolas. O Seguro da Agricultura Familiar (Seaf), que completa 10 anos, oferece como novidade uma bonificação para aqueles agricultores que tiverem menores perdas. E os agricultores atendidos pelo crédito fundiário terão acesso ao programa ‘Minha Casa, Minha Vida Rural’.

Representando o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, destacou a indicação, durante a solenidade, do nome do engenheiro Paulo Guilherme Francisco Cabral, para ocupar a presidência da Anater (Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural), favorecendo a interação da agência com as empresas de extensão dos estados.

– A expectativa é de que, a partir de agora, ocorra uma ação mais forte por parte do Governo Federal voltada para a extensão rural, uma vez que o suporte nessa área vinha sendo dado praticamente pelos estados – afirmou o secretário.

Para a presidente da Emater-Rio, Stella Romanos, outro importante ganho para a agricultura familiar anunciado durante o evento foi o decreto e instruções normativas que criam regras específicas para a regularização de agroindústrias de pequeno porte, garantindo a mesma qualidade exigida de grandes agroindústrias pelo Sistema Único de Atenção à Sanidade Animal (Suasa).

– A simplificação da regulamentação estabelece um ambiente mais favorável para os pequenos negócios baseados na produção familiar e oferta de alimentos com qualidade – finalizou.


Agricultor que cuidar de nascente d’água será remunerado

A Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária (através do Programa Rio Rural e da Emater-Rio) vem executando uma campanha de proteção de nascentes, batizada ‘Água Limpa para o Rio Olímpico’, nas microbacias hidrográficas do estado do Rio de Janeiro.

Recentemente, a campanha alcançou o número de 1.785 nascentes protegidas, da meta de 2016, até as Olimpíadas. Trata-se de uma ação permanente de conscientização e mobilização da população rural. Só nos últimos 12 meses, por exemplo, foram executados 615 novos projetos para preservar nascentes, todos em propriedades rurais, com incentivos financeiros não reembolsáveis e apoio dos técnicos executores do programa. Até o momento, já foram investidos cerca de R$ 2,521 milhões na proteção de nascentes.

A proteção de nascentes é uma ação da campanha e complementa outros projetos de conservação ambiental, como áreas de recarga hídrica, que permitem a infiltração e retenção da água por mais tempo no solo, e recuperação de matas ciliares, à beira dos rios.

O Programa Rio Rural oferece incentivos financeiros diretos ao produtor que deseja preservar suas fontes de água. Cada agricultor participante pode receber até R$ 10 mil, de acordo com o perfil de suas atividades, como incentivo para adotar práticas de preservação ambiental e produção sustentável. O trabalho é feito de acordo com a metodologia participativa do Rio Rural, envolvendo a comunidade no planejamento local e tomada de decisões sobre investimentos.

Entre as ações ambientais, a proteção de áreas de recarga é uma das que mais vêm despertando o interesse dos agricultores, pois contribuem para o enfrentamento dos efeitos da estiagem que afeta o estado do Rio de Janeiro. O cercamento da área no entorno das nascentes evita a degradação causada, principalmente, pelo pisoteio pelos animais.

A regeneração natural das áreas verdes ajuda a regularizar o ciclo da água e, assim, reduzir o custo do tratamento. Além disso, com a maior disponibilidade de água, diminuem os efeitos da seca na pastagem e na lavoura, incrementando a produção agrícola e pecuária.

A campanha, no entanto, vai muito além do incentivo financeiro. A Emater-Rio (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro) executa atividades de sensibilização e mobilização no campo. De acordo com estimativas da própria Secretaria Estadual de Agricultura, existem ao cerca de 44 mil quilômetros de rios que podem ser preservados ou manejados de modo sustentável.


Prefeito se reúne no DER e reivindica obras para Nova Friburgo

O prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral (PSD), se reuniu com o presidente do DER-RJ (Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro), Ângelo Monteiro Pinto, e protocolou uma série de solicitações ao órgão para a melhoria da mobilidade ao longo do trecho urbano da rodovia estadual RJ-116.

De todas as solicitações, destacam-se a terceira pista para desaceleração e acesso ao bairro Catarcione, sinalização semafórica e a terceira pista de rolamento das avenidas Presidente Costa e Silva e Rui Barbosa (do trevo de Duas Pedras até a Rua Padre Yabar).

O prefeito de Nova Friburgo também solicitou ao presidente do DER-RJ ciclovia, passarelas e sinalização das áreas contempladas com o programa Asfalto na Porta, entre outros assuntos.

Estiveram presentes ao encontro, além do presidente do DER, Ângelo Monteiro Pinto, o prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral; Delmo Pinho, da Secretaria Estadual de Transportes; Edson Lisboa, secretário municipal de Governo; Haroldo Pereira, secretário municipal de Ordem e Mobilidade Urbana; e o assessor jurídico André Gripp e Bruno Mayer, subsecretário municipal de Comunicação Social.

O DER assumiu o compromisso de realizar as três primeiras intervenções solicitadas ainda neste ano e analisar cuidadosamente a realização dos demais projetos, incluindo a sinalização das ruas contempladas no Programa Asfalto na Porta.


Estado registra maior número de compradores na Rio Genética, em Macuco

Reafirmando a vocação leiteira regional, a 30ª Feira de Animais Rio Genética, realizada em Macuco, registrou o maior número de compradores nas edições já realizadas desde sua criação, como confirma o Governo do Estado. 

Segundo a Secretaria de Agricultura e Pecuária, no total, 51 produtores rurais, oriundos de diversos municípios fluminenses, disputaram as 200 vacas e novilhas registradas da raça girolando, touros da raça zebuína gir e bezerras filhas de reprodutores de alto padrão genético geradas pelo processo fertilização in vitro.

Assim como já havia sido observado nas outras duas edições anteriores da feira realizadas no município, foi grande a participação dos pecuaristas dispostos a levar para suas propriedades animais para o melhoramento de seus rebanhos, financiados com recursos do Tesouro Estadual, juros de 2% ao ano e até 60 meses para pagamento.

– Num ano difícil financeiramente falando, estamos registrando uma vitória significativa ao manter vivo o modelo de apoio aos produtores de leite em nosso estado, com linha de crédito a juros de 2%, quando as taxas no país se aproximam dos 14% anuais. O Rio Genética já beneficiou cerca de 1,2 mil produtores, introduzindo no rebanho leiteiro estadual mais de 11 mil animais de qualidade, com investimento de R$ 34,3 milhões – destacou o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, acrescentando que a próxima Feira Rio Genética será em Itaperuna, em 15 de agosto.

Sistema cooperativista fluminense enaltece o ramo agropecuário

  • PDF

O Sistema OCB/Sescoop-RJ iniciou mais uma etapa do projeto ‘Presidência Itinerante’. Dia 3 de junho, o presidente Marcos Diaz e o diretor da OCB/RJ, Vinícius Mesquita, ao lado de técnicos da instituição, visitaram  cooperativas agropecuárias localizadas na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro.

A comitiva esteve em esteve em Macuco, Duas Barras e Sumidouro, onde se reuniu com representantes das cooperativas locais. Durante os encontros, o presidente da instituição responsável pelas cooperativas fluminenses, Marcos Diaz, reforçou a importância do ramo agropecuário. O dirigente destacou a necessidade de se abrir um canal de comunicação com as cooperativas agropecuárias da Região Serrana, já que são fontes importantes de recursos para o desenvolvimento do cooperativismo no estado.

O Sistema OCB/Sescoop-RJ possui, em seu portfólio de serviços, o curso Formacoop - Gestão Empresarial de Cooperativas. Esta capacitação também foi discutida com os dirigentes, pois garante aos cooperados e funcionários o acesso às soluções de formação e qualificação profissional, além de promover a profissionalização da governança cooperativista.

O Programa de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) também foi tema dos encontros.  “Para garantir um bom desempenho produtivo e reprodutivo, há a necessidade da redução do intervalo entre partos através da inseminação ou monta natural de vacas, favorecendo a gestação o mais cedo possível com a redução do período voluntário de espera no pós-parto”, disse a analista do Sistema OCB/Sescoop-RJ e responsável pelo setor agropecuário na instituição, Sabrina Serto, explicando que esta técnica permite que toda a reprodução fique sob controle do produtor.

O Sistema cooperativista no estado do Rio de Janeiro é formado pelas duas instituições, a OCB/RJ e o Sescoop/RJ. Juntas, elas têm a visão de que em 2025 o cooperativismo será reconhecido pela sociedade por sua competitividade, integridade e capacidade de promover a felicidade dos cooperados.

O Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio de Janeiro é a Entidade Sindical que congrega os sindicatos representativos da categoria econômica dos cooperativas fluminenses. A OCB/RJ mantém um serviço de registro das cooperativas fluminenses, conforme artigo 107 da Lei 5.764/71, atualmente com mais de 1,7 mil cooperativas.


Curso de manutenção e operação de tratores agrícolas em Santa Rita da Floresta

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com os sindicatos rurais, disponibiliza treinamentos gratuitos para a qualificação profissional e promoção social do homem do campo em todo o país.

Em Cantagalo, o Sindicato Rural, atendendo à solicitação do proprietário rural Aldemar Celito Jahn, de Santa Rita da Floresta, segundo distrito, promoveu um curso de manutenção e operação de tratores agrícolas em sua fazenda. O proprietário solicitou curso para três funcionários, colocando os tratores à disposição para que o treinamento fosse feito na Fazenda Conquista. O treinamento foi estendido a outras pessoas interessadas em trabalhar com tratores.

– O curso foi excelente. Fico feliz em poder prestar este tipo de serviço, que o sindicato pode oferecer aos produtores rurais, agregando valor à sua atividade na zona rural – afirmou Elson Pereira, presidente do Sindicato Rural de Cantagalo.

O curso foi ministrado pelo instrutor Pedro Paulo Catete Filho, do Senar, com a participação de 13 alunos. Foram ministradas 40 horas.


Festa do Produtor Rural em Maria Mendonça ressalta o meio ambiente

Foi realizada, de 5 a 7 de junho, mais uma grande festa em prol dos produtores rurais do quarto distrito de Trajano de Moraes. Por três dias, toda a região do interior pode curtir boa música de forró, eleger a rainha e a princesa da localidade e, ainda, conferir os produtos que os trabalhadores colocaram em exposição no pátio da festa. A organização ficou através da associação dos moradores e produtores locais, que tem à frente Dedé de Almeida, que, com sua equipe, mostrou boa organização e união em prol dos visitantes e moradores.

Na sexta-feira, dia 5, foi realizada uma grande festa na quadra de esportes unindo professores, moradores e autoridades. Durante uma tarde inteira,  foi debatido o meio ambiente. À noite, teve a abertura dos festejos e apresentação do Grupo de Teatro Contra Mão, apresentando a peça ‘O que eu faço com meu lixo’. Logo após, um show  de forró com Parada Louca animou o público presente.

No sábado, dia 6, durante o dia, aconteceu o tradicional torneio de futebol de salão e de campo, quando foram consagrados os vencedores da localidade e vizinhança. À noite, a Quadrilha Pé de Serra animou a todos que se espremiam na noite fria.  A atração que marcou também  foi a realização do Concurso da Rainha, que teve nove lindas candidatas. Quem  venceu foi Emily Oliveira, de apenas 15 anos. Na segunda colocação ficou Letícia Grativol e, em terceiro, Joice Gomes. Ainda durante a madrugada, aconteceu a apresentação do Cantor Mozart Show, que, acompanhado com A Pimentinha do Forró, animou e contagiou os presentes.

Já no domingo, dia 7, bem cedo, a comunidade recebeu visitantes para mais uma edição de torneios de futebol. À noite, aconteceu a premiação dos campeões das competições e também a disputa da princesinha dos produtores, quando foi a jovem Hílary Wenderosk, o que alegrou ainda mais a comunidade rural. Em segundo lugar ficou Hilari Castro, enquanto que, na terceira posição, a pequena Natália Soares.

Para o presidente da Associação do Produtores, Zilmar de Almeida, as parcerias com a Prefeitura de Trajano de Moraes reforçam ainda mais a segurança aos produtores. Ele agradeceu à secretária municipal de Turismo, Flávia Natividade, além dos demais secretários, pelo sucesso do evento, que também conseguiu atrair várias pessoas das comunidades vizinhas.


Pezão vistoria quatro pontes reconstruídas em Nova Friburgo

Quatro pontes essenciais para o escoamento da produção agropecuária e industrial de Nova Friburgo foram vistoriadas pelo governador Luiz Fernando Pezão na última segunda-feira, 15 de junho. Os acessos, reconstruídos após as enchentes de janeiro de 2011, ficam no distrito de São Pedro da Serra.

– Esses caminhos são fundamentais para escoar a produção, e a recuperação deles representa desenvolvimento e geração de empregos. Muitos acessos foram danificados ou completamente destruídos. Já recuperamos boa parte deles – afirmou Pezão. 

As pontes Bocaina dos Blaut 1, 2, 3 e 4 integram um total de 92 acessos que estão sendo reconstruídos pelo Governo do Estado, em parceria com o Governo Federal e o Banco Mundial. Foram investidos R$ 101,7 milhões nas obras, que estão sendo executadas pelas secretarias estaduais de Obras e de Agricultura e Pecuária e pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Já foram entregues 82 pontes. Outras 10 deverão ficar prontas até o fim deste ano. Além deste total, o DER e a Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária reconstruíram outras pontes e pontilhões.

Esta é a quinta vez este ano que o governador vistoria acessos reconstruídos depois do temporal de 2011, na Região Serrana. Pezão já vistoriou e inaugurou pontes em Petrópolis, Sumidouro, Teresópolis e Bom Jardim.


Secretaria de Agricultura coleta embalagens vazias de agrotóxicos

A Prefeitura de Nova Friburgo, através da Secretaria Municipal de Agricultura, realizou, no último dia 9 de junho, em Vargem Alta, a coleta de embalagens vazias de agrotóxicos. Na ocasião, foram disponibilizados dois caminhões-caçamba e uma pick up, além de técnicos da Ceasa (Central de Abastecimento do Rio de Janeiro, que mantém uma unidade no município, na localidade de Conquista.

A iniciativa teve o objetivo de recolher o material nas propriedades agrícolas da região visando criar consciência ambiental, causar menos impactos ao meio ambiente e preservar a saúde da população.

A proposta é que a ação se estenda durante os próximos meses até outras localidades do município a fim de que o material não se acumule, sobretudo de maneira indevida, ou seja descartado de forma irregular.

De acordo com o secretário da pasta, José Carlos Siqueira, dar destinação correta às embalagens é um item fundamental para que o produtor rural esteja em dia com a lei. “De acordo com a lei, as embalagens de agroquímicos usadas devem ser descartadas no prazo de um ano a partir da data da compra. Além disso, agir corretamente neste caso significa diminuir o risco para a saúde das pessoas e de contaminação do meio ambiente”, enfatizou Siqueira.

O material recolhido foi levado para a Ceasa e, posteriormente, será enviado ao Paraná, onde servirá na confecção de tubos corrugados para passagem de fios de luz. Ao terem um destino controlado, as embalagens podem ser enviadas para a reciclagem ou para a incineração industrial e, com isso, contribuírem para o desenvolvimento rural sustentável.

Feira de Animais Rio Genética promete movimentar Macuco

  • PDF

Ótima notícia para pecuaristas leiteiros da Região Serrana, em especial para os que atuam em Macuco, uma das maiores receptações de leite estado. O município de Macuco receberá no próximo sábado, 13 de junho, a 30ª Feira de Animais Rio Genética, evento cujo objetivo central é criar facilidades para que os produtores rurais adquiram bovinos de alta qualidade genética em condições especiais de pagamento.

A feira será realizada no Parque de Exposições Edgar Rodrigues Luterbach (Macuco Rural Park), a partir das 9 horas. Os organizadores confirmam que estarão disponíveis 200 animais, entre vacas e novilhas da raça girolando. Os compradores terão a opção de financiar a aquisição dos animais pela linha de crédito do programa. Os juros são de 2% ao ano e o prazo para pagamento é de 60 meses. Cada produtor poderá adquirir até dez animais, obedecendo ao teto do valor de financiamento, que é de R$ 60 mil por produtor. As vendas são confirmadas após a abertura dos envelopes com as propostas mais altas. Em caso de empate, será aberto um novo processo de compra entre aqueles que oferecerem o mesmo valor, e a maior oferta será a vencedora.

A feira é promovida pela Secretaria Estadual de Agricultura, em parceria com a Associação de Criadores do Estado do Rio de Janeiro (Acerj) e Prefeitura de Macuco. Desde a implementação, o Rio Genética investiu R$ 33 milhões, fortalecendo a cadeia produtiva de leite no estado e promovendo melhoramento do rebanho leiteiro fluminense. Até o momento, já financiou a compra de 11 mil bovinos de qualidade, beneficiando mais de 1,2 mil produtores.

O secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, lembra que, além dos números significativos alcançados pelo programa com ações de fomento à bovinocultura, também estão sendo elaborados mecanismos que detectam o impacto do Rio Genética no setor produtivo. “Estamos dimensionando os resultados sobre a produtividade do rebanho leiteiro e seu reflexo na renda do produtor”, informa Áureo.

Segundo o subsecretário estadual de Agricultura, Alberto Mofati, existe grande possibilidade da presença do governador Luiz Fernando Pezão, entusiasta do projeto e que mantém excelente relacionamento com o prefeito de Macuco. “Estamos aguardando a presença do nosso governador nessa feira, que é de suma importância para o setor leiteiro de nosso município e região”, declarou o prefeito Félix Lengruber.

Os animais participantes da feira serão expostos à visitação a partir das 9 horas. As propostas dos interessados em cada lote começarão a ser recebidas às 11 horas. Na edição do ano passado, Macuco recebeu um número recorde de produtores. Foram 104, oriundos de diversos municípios do estado.


Parceria entre Secretaria de Meio Ambiente e Sindicato Rural auxilia proprietários no Cadastro Ambiental Rural

Embora o prazo para que os proprietários rurais possam efetuar o Cadastro Ambiental Rural (CAR), que é obrigatório, tenha sido prorrogado por mais um ano – 5 de maio de 2016 –, a parceria firmada entre a Prefeitura de Cantagalo, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e o Sindicato Rural de Cantagalo não cessou.

– Através da Secretaria de Meio Ambiente, pudemos garantir um trabalho mais coeso, já que todas as explanações técnicas dessa obrigação foi facilitada pelo secretário Gustavo Neder e sua equipe. Além disso, através da Prefeitura, pudemos contar com uma ampla divulgação, realizada através da Assessoria de Imprensa e Comunicação. E a nossa parceria continua, pois o cadastramento dos proprietários segue. Quem tem propriedade rural deve procurar a secretaria e realizar o cadastro desde já, evitando deixar para a última hora – disse o presidente do Sindicato Rural de Cantagalo, Elson Pereira.

CAR – Criado em 2012, o Cadastro Ambiental Rural tem como objetivo integrar informações ambientais das propriedades e posses rurais para compor uma base de dados que sirva de controle, monitoramento, além de planejamento ambiental, econômico e combate ao desmatamento.

O registro gratuito, que é eletrônico, é obrigatório para toda propriedade rural brasileira. O CAR é autodeclaratório, nos moldes da declaração do imposto de renda. 

O sistema já tem o cadastro de aproximadamente 40% da área prevista, o equivalente a 150 milhões de hectares estimados. Os estados e municípios são responsáveis por efetuar o cadastro e, em 2017, quem não estiver inscrito no CAR, não terá acesso a crédito agrícola.

Para se cadastrar, corrigir informações do imóvel ou saber a situação do registro, basta acessar a página do CAR na internet: www.car.gov.br.


Rio Rural avança com a agricultura sustentável no estado

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), agricultores de todo o estado colhem os resultados de um trabalho diário para conciliar a produção de alimentos e o uso sustentável dos recursos naturais.

O Rio Rural, programa da Secretaria Estadual de Agricultura para o desenvolvimento sustentável, já beneficiou 5.240 famílias de agricultores fluminenses com 7.776 projetos, totalizando investimento de R$ 27,5 milhões. As mais de 100 práticas incentivadas pelo programa, como proteção de nascentes e matas ciliares, sistema de pastoreio rotacionado, cultivo agroecológico vem contribuindo para o aumento da produtividade e renda no campo e fazendo do produtor um agente de transformação da relação com o meio ambiente.

Celismar Pereira, produtor de café na Microbacia Córrego do Lambari, em Bom Jesus do Itabapoana, é um deles. Beneficiado com projeto coletivo, recebeu, juntamente com outros sete produtores, R$ 27,2 mil para a aquisição de um secador de grãos de café.

– O equipamento trouxe ganhos significativos de tempo e qualidade. No bolso chega a representar até R$ 120 a mais por saca de café, ou cerca de 30% de valor agregado. O mesmo café que levava 25 dias para secar ao sol, com o secador leva 30 horas – afirmou, satisfeito, o agricultor fluminense, que também recebeu recursos para projetos de criação de galinha caipira, canais de contenção e aquisição de microtrator.

Para o produtor José Almeida de Oliveira, da Microbacia Varre-Sai, em Varre-Sai, os incentivos recebidos do Rio Rural para proteger a mata ciliar e a  nascente de sua propriedade foram o marco de uma mudança de comportamento. “A consciência ambiental é o caminho viável. Já fui madeireiro, cortei muita árvore, mas aprendi que não era o que devia ser feito. Desde então, venho preservando o ambiente”, contou o produtor.

O secretário executivo do Rio Rural, Nelson Teixeira, explica que todas as práticas são decididas de forma participativa nas comunidades rurais das microbacias atendidas. Os recursos financeiros vão diretamente para os agricultores, que recebem também assistência técnica para a implantação dos projetos.

Além dos incentivos financeiros para os produtores do estado, o Rio Rural também executa ações estruturantes para  saneamento e mobilidade rural, através da recuperação de estradas vicinais com revestimento primário. Até o momento, já foram implantadas 5.540 fossas sépticas, beneficiando igual número de famílias, em comunidades rurais de microbacias das regiões Norte e Noroeste. A previsão é que até 2016 sejam instalados 18 mil desses sistemas, contabilizando o investimento total de R$ 35,8 milhões.

Para o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, o grande diferencial do Rio Rural, reconhecido internacionalmente por entidades como o Banco Mundial e FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), é a integração do trabalho diário dos produtores com as questões da atualidade.

– Temas como mudanças climáticas, conservação dos recursos hídricos, saneamento, mobilidade rural e segurança alimentar estão inseridas no cotidiano dessas comunidades. Com essa agenda o Governo do Estado consolida o Rio de Janeiro como vitrine da agricultura sustentável no país – finalizou.


Biblioteca rural em Bom Jardim

Durante o Seminário Regional de Cultura de sábado passado, 6 de junho, na comunidade rural de Bom Jardim, foi apresentada uma biblioteca no meio de um sítio, onde os moradores dos sítios vizinhos tomam livros emprestados por conta própria e anotam num caderno. A porta fica sempre aberta para todos, dia e noite, e não existe funcionários.

Trata-se de um sistema muito democrático e participativo, onde todos confiam em todos. Parece com o sistema da Suíça, onde os próprios moradores pegam e pagam os jornais na banca. Essa é uma ação do Ponto de Cultura Rural, com a finalidade de levar informação e cultura também para a comunidade rural.

O morador está andando no carro de boi, passa na biblioteca, pega um livro e, depois, vai lendo antes de cuidar da lavoura. É uma iniciativa bastante interessante, representando uma nova forma de olhar a cultura, que não pode ficar apenas dentro das cidades. Ou seja, a cultura não é feita apenas de ações urbanas, mas de ações globais, envolvendo toda uma diversidade populacional.


Elas Ecomodas inicia ciclo de palestra em escolas de Friburgo sobre sustentabilidade

Visando promover a conscientização ambiental de crianças e adolescentes de escolas de Nova Friburgo, Alex e Adriana Santos, da Elas Ecomodas Confecções, iniciaram um ciclo de palestras educativas, quando percorrerão diversas escolas na Região Serrana.

Com o tema ‘Preservação Ambiental na Prática e para Todos’, Alex e Adriana apresentam os cases de responsabilidade social e ambiental da Elas Ecomodas Confecções, que, muitas vezes, já foram premiadas.

Um dos momentos ápices da palestra é quando eles apresentam para os estudantes como a garrafa PET vira tecido limpo para o desenvolvimento de camisas, bolsas, estojos e outros produtos. Inclusive, os alunos levam para casa uma pequena amostra do tecido de garrafa PET e também podem adquirir as peças que são comercializadas após a apresentação.

Durante a palestra da Elas Ecomodas, que dura, em média, cerca de 40 minutos, eles abordam temas como a reciclagem e a importância do descarte correto do lixo e mostra alternativas ecologicamente corretas para que se preserve os recursos naturais do planeta de maneira simples no dia a dia. A idade mínima indicada para assistir às palestras é de 8 anos.


Qualificação profissional e apoio técnico alavancam a agricultura em Friburgo

A Prefeitura de Nova Friburgo, através da Secretaria Municipal de Agricultura, vem desenvolvendo trabalhos de relevância para o agricultor dentro do município, com ações de qualificação profissional e apoio técnico. A iniciativa está ligada a diversos programas que visam o desenvolvimento rural sustentável.

Dentro desta linha, nos últimos dois anos, foram atendidos 550 proprietários no serviço de Recadastramento Geral de Produtor Rural, que tem como objetivo atualizar o perfil das propriedades produtivas, promover o avanço tecnológico e a capacitação dos técnicos e agricultores. 

O incentivo ao cadastramento de imóveis rurais tem sido outra importante ação desenvolvida pela secretaria. A adequação dos produtores a uma nova realidade de mercado está ligada à confecção de talonário de nota fiscal visando elevar a renda, a arrecadação do município, a obtenção de benefícios previdenciários e a qualidade de vida das famílias rurais.

Ainda dentro do processo de captação de renda, o maior espaço de comercialização de produtos de hortifruticultura da região – a Ceasa – também vem ganhando características de um importante ponto de apoio para a agricultura familiar, com benefícios voltados especialmente para o pequeno produtor. No local, de janeiro até hoje, já foram movimentados cerca de R$ 12 milhões.

Numa parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura, o município vem realizando a revitalização das estradas vicinais. O trabalho conta com apoio das administrações regionais e do programa Estradas da Produção, do Governo do Estado. No total, foram recuperados, aproximadamente, 700 quilômetros de estradas, garantindo um melhor escoamento da produção e redução dos custos de manutenção de veículos.

Para o secretário municipal de Agricultura, José Carlos Siqueira, o setor tem como tendência de mercado um crescimento sólido e precisa receber investimentos continuamente. “Alavancar o segmento é a nossa grande proposta. Com o fomento da rede agrícola, é possível contribuir efetivamente para aumentar a arrecadação e, consequentemente, gerar riquezas substanciais para o município”, finalizou o secretário.

Pgina 8 de 18

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado