Noticias

Trajano de Moraes faz abaixo assinado para tentar evitar fechamento de Comarca

  • PDF

Um abaixo assinado está circulando pela internet em que o município de Trajano de Moraes, representado por suas autoridades legais, servidores públicos, membros de associações, instituições e demais munícipes,  encaminhando o documento ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro pedindo para que não se concretize o fechamento da Comarca do município.

É que tramita no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o procedimento administrativo de nº. 2017.103494, cujo objetivo seria aglutinação ou extinção das Comarcas do interior do Estado do Rio de Janeiro.

"Assim, vem o ente público manifestar, de forma veemente, sua contrariedade à aglutinação e/ou extinção da Comarca de Trajano de Moraes, cuja proposição acarretará diversos e incomensuráveis prejuízos a toda população trajanense", justifica as pessoas que assinam o abaixo assinado.

O município de Trajano de Moraes conta com cinco distritos, e uma vasta extensão territorial de mais de 500 km², dentre os quais mais de 1.000 km de estradas vicinais, cujos limítrofes territoriais circundam os Municípios de Nova Friburgo, Bom Jardim, Macaé, Cordeiro, Macuco, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, e Conceição de Macabú.

"A extinção/aglutinação da Comarca da Vara Única de Trajano de Moraes, trará inúmeros e gravíssimos prejuízos para toda a população trajanense, principalmente, porque inviabilizará o amplo acesso à justiça em todos os seus âmbitos, até mesmo, diante da própria logística do transporte público municipal existente", garantem os organizadores do documento.

O prédio público, que funciona o Fórum da cidade, também tem instaladas as instituições, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, e a 45ª Subseção da OAB/RJ, que não só garantem o acesso à justiça, como auxiliam o exercício da própria cidadania.

"Ainda, o fórum atende a uma população carente, sem condições de se deslocar e, atualmente, sem sombra de dúvidas, nosso Município é um dos que mais sofrerá com os nefastos e injustos efeitos deste processo, mormente, diante de todas as peculiaridades aqui traçadas", justificam.

A Comarca de Trajano de Moraes está instalada desde 3 de agosto de 1968, quando o Poder Judiciário, então, já havia percebido sua indispensabilidade para o povo trajanense e o desenvolvimento municipal.

A existência dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário na esfera municipal é demasiadamente imprescindível, e logicamente, não só preserva como garante a harmonia dos Três Poderes em prol do bem estar de toda uma população, argumentam os defensores.

"Sendo a garantia de acesso efetivo à máquina jurídica e judiciária, talvez um dos maiores mecanismos de luta para a realização da ordem jurídica justa capaz de efetivar o exercício da cidadania plena, nós, autoridades legais, servidores públicos, membros de associações, instituições e demais munícipes, passamos a expressar a contrariedade ao ato, que pretende deixar um Município legalmente constituído sem o seu Poder Judiciário", concluiu o pedido das autoridades e munícipes que assinaram o abaixo assinado.



Adicionar Comentario

As 10 Colônias de Nova Friburgo

  • PDF

Nova Friburgo comemora seu bicentenário com as várias colônias que marcaram a história da criação e desenvolvimento do município:




Colônia da Suíça


Em 1818, D. João VI autorizou a vinda de 100 famílias do Cantão de Fribourg, numa experiência pioneira no Brasil, fazendo surgir em 1820 a vila de Nova Friburgo. O Memorial da Colonização, a Escola de Queijo e Chocolate, resgataram a memória desta colonização. A Colônia comemora o seu dia 1 de agosto, data da unificação da confederação helvética. Os suíços foram os primeiros a chegar ao território friburguense, oriundos do Cantão de Fribourg, com a criação da localidade chamada Morro Queimado. Logo depois vieram outros imigrantes para as terras fluminenses.


Colônia da Alemanha

A presença alemã em Nova Friburgo começou em 03 de maio de 1824, quando chegaram os primeiros imigrantes alemães contratados, experiência pioneira em todo o Brasil. Trouxeram, com eles, a religião Luterana. Em 1911, novas levas de imigrantes desenvolvera um parque industrial que revolucionou a economia da cidade e regiões vizinhas, alcançando destaque em todo o Brasil


Colônia da Itália


Os primeiros italianos chegaram a Nova Friburgo por volta de 1855. Destacaram-se no comércio, como a Casa Miele, Vassalo, Lo Bianco, Spinelli, Mina de Ouro, profissões liberais e na vinda de instituições religiosas, como os colégios Anchieta e Nossa Senhora das Dores. A Colônia comemora o seu dia 02 de junho, dia da unificação italiana.


Colônia do Líbano


Por volta de 1870 chegavam à Nova Friburgo os primeiros imigrantes libaneses, trabalhando inicialmente como mascates e depois se destacando em diversas atividades. O Brasil abriga hoje o maior número de libaneses do mundo fora do Líbano, em torno de oito milhões. A data comemorativa é 22 de novembro.


Colônia do Japão


Os japoneses chegaram ao Brasil a partir de 1908 e logo se destacaram na agricultura, oferecendo sua técnica para melhorar as culturas brasileiras. A presença japonesa em Nova Friburgo começou em 1927, quando aqui chegou o engenheiro agrônomo Tohoro Kassuga, com sua família. A Colônia comemora o seu dia em 29 de abril, data natalícia do imperador Hiroíto.


Colônia da Espanha


Os espanhóis chegaram a Nova Friburgo no final do século XIX. Destacaram-se no comércio, nas olarias e na construção civil (prédio do Colégio Anchieta). A religiosidade é uma característica marcante: o Colégio Nossa Senhora das Mercês foi fundado por uma ordem espanhola. A Colônia comemora o seu dia em 12 de outubro, dia do descobrimento da américa.


Colônia de Portugal


A presença portuguesa na região remonta ao século XVIII, quando o Brasil ainda era uma colônia de Portugal. Destacaram-se na música (Banda Euterpe), comércio e construção civil. Em 11 de junho de 1933, foi fundado o Grêmio Português de Nova Friburgo. A Colônia comemora o seu dia 10 de junho, dia da morte de Camões.


Colônia da Áustria


O Brasil e a Áustria têm uma relação antiga e profunda, desde o casamento de D. Pedro I com a princesa austríaca D. Leopoldina. Em Nova Friburgo, os austríacos se destacaram nas indústrias têxteis e no comércio, frutificando daí uma herança de tecnologia, trabalho, alegria e originalidade. A colônia comemora o seu dia em 26 de outubro.


Colônia da Hungria


Os húngaros que aqui se estabeleceram trouxeram consigo a confiança num mundo melhor. Pioneiros em muitas atividades, indústria do vestuário infantil, tintura em fio sintético, tiveram destaque também na hotelaria e na gastronomia. A Colônia comemora seu dia em 23 de outubro, dia da revolução de 1956, quando os húngaros se insurgiram contra a presença soviética em seu país.


Colônia Pan-Africana


A Presença africana na região remonta ao século XVIII, em fazendas ou quilombos. Os negros muito contribuíram para o progresso da cidade. Hoje, os afro-descendentes constituem 55% da população. Em 1983, foi fundado o centro cultural Afro-Brasileiro Ysun-Okê. A Colônia comemora o Dia Nacional da Consciência Negra em 20 de novembro, dia da morte de Zumbi dos Palmares.




Bandeiras dos países que estabeleceram colônia em Nova Friburgo,
fundando, assim, a cidade que agora completa seu bicentenário
Adicionar Comentario

Equipe de Voleibol de Cordeiro fica em terceiro lugar em torneio regional

  • PDF

A participação em mais uma competição regional comprova que o resgate do voleibol de Cordeiro caminha a passos largos, especialmente porque em pouco tempo já é possível destacar a qualidade dos atletas cordeirenses envolvidos com essa modalidade esportiva que é considerada a segunda no coração do povo brasileiro, perdendo apenas para o futebol, que continua liderando a preferência popular.

Dessa vez foi o time masculino quem demonstrou a força da Cidade Exposição em um torneio no distrito de Papucaia, em Cachoeiras de Macuco, onde encarou adversários bem mais preparados e que estão treinando há mais tempo, o que valoriza ainda mais o trabalho realizado com apoio integral da Secretaria de Esporte e Lazer de Cordeiro, comandada pelo desportista Jairo Amaral.

Treinador da equipe cordeirense, Geovaneo Gomes disse que as partidas tiveram um grau de dificuldade imenso, especialmente em virtude do bom entrosamento dos adversários. Segundo ele, a garra e a determinação dos atletas foram fundamentais para colocar Cordeiro na terceira colocação numa competição disputada por equipes como o anfitrião Papucaia, Comary (Teresópolis), Petrovolei (Petrópolis) e Nova Friburgo.

“Perdemos de 2 a 1 para Teresópolis e ganhamos de 2 a 0 de Papucaia. O campeonato foi duríssimo e nossos jogadores estão de parabéns. Agradeço ao secretário Jairo Amaral e ao prefeito Luciano Batatinha por nos darem a oportunidade de representar Cordeiro”, confirmou o professor Geovaneo, acrescentando que a primeira posição ficou com Comary e o vice-campeonato com Petrovolei. “Na próxima fase entraremos com mais confiança”, prometeu.



Adicionar Comentario

Tyson Nunes, ator e modelo cordeirense, faz sucesso em Lima, capital do Peru

  • PDF

O jovem cordeirense Tyson Nunes está trabalhando e morando em Lima, no Peru, já há algum tempo. Atualmente fazendo trabalhos de modelo na cidade peruana. “Eu trabalho como modelo de passarela comercial e campanhas de diferentes marcas, tipo lojas de departamento, marcas de roupas, acessórios, etc. O trabalho consiste em ceder o uso da minha imagem com fins comerciais por determinado tempo em diferentes meios de difusão seja impresso, digital, web, etc”, afirmou o jovem à reportagem do Jornal da Região.

Segundo Tyson, ele também realiza um trabalho social na cidade. “Nas minhas horas vagas eu consegui desenvolver a minha vocação social. Eu faço parte de um grupo que trabalha fazendo obras sociais com crianças com câncer, desvalidas e idosos. Junto com outros modelos visitamos as comunidades levando além de presentes, muita alegria, fazemos shows com fantasias de super heróis. As crianças adoram. Isto tem me trazido muita satisfação pessoal e faço isto com muito carinho”, garante.

O mercado da moda no Peru está em expansão. “Os modelos brasileiros fazem sucesso aqui, pois o nosso tipo físico chama a atenção. Tenho conhecido modelos famosas de agências grandes de São Paulo que já passaram por aqui e agora estão em Milão, Nova York, México, e outras cidades. É um trabalho satisfatório que nos permite conhecer muitas pessoas de diferentes culturas e aprender com elas”, afirma Tyson Nunes.

“A agência na qual estou aqui está de olho em algumas meninas de Cordeiro e quando eu for visitar lá darei uma força para elas fazerem o mesmo percurso que o meu. Com a vontade Deus esse ano eu parto para outro mercado internacional”, afirmou o modelo, mas que não adiantou nada sobre o novo projeto, esperando primeiro acontecer. 

Tyson Nunes foi para Fashion Week 2017 e acabou ficando para o de 2018.

“Sou grato por dois amigos que me deram muito apoio, Perla Bessane e Victor Sally. Duas pessoas que sempre vou carregar no meu coração. Apesar de ser de Cordeiro, tenho Cantagalo como minha cidade também… sempre falo que sou Cordeiro x Cantagalo”, garantiu Tyson Nunes, que já fez uma participação em um filme peruano.



Adicionar Comentario

Prefeitura de Trajano de Moraes já está apta a receber recursos federais

  • PDF

A administração pública municipal de Trajano de Moraes tem muito que comemorar. O prefeito Rodrigo Viana e o vice Jorge Diniz conseguiram junto a sua equipe de governo e da Secretaria Municipal de Fazenda limpar o nome da prefeitura junto a órgãos federais, ou seja, com isso o município pode voltar a celebrar convênios com o Estado e a União. A notícia foi anunciada recentemente pelos chefes do executivo.

Desde que assumiu a prefeitura em janeiro de 2017, a gestão vem tentando junto aos órgãos responsáveis rever essa e outras situações herdadas da gestão anterior. Atualmente o município não possui mais débitos pendentes de negociação. “Trajano de Moraes começa agora mais uma etapa com essa boa notícia. A Prefeitura atendeu aos requisitos fiscais do Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC), da secretaria do Tesouro Nacional. Agora a prefeitura está apta a receber recursos para ser investido na cidade”, comemorou o prefeito Rodrigo Viana.

Em 2017, quando foi iniciada a atual administração de Trajano de Moraes, o serviço notificava várias irregularidades que impediam o município de firmar convênios e receber verbas de emendas para obras, por exemplo. “Fizemos um grande esforço para regularizar a prefeitura de Trajano de Moraes no CAUC, uma vez que basta um atraso no pagamento do INSS ou até mesmo na prestação de contas de um convênio para que o município fique impedido de receber verbas federais”, lembrou o prefeito.

O CAUC trabalha juntamente com o Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), que tem como objetivo dar transparência nas transferências voluntárias de recursos da União. É alimentado por diversos órgãos diariamente. “Trajano enfrentava problemas de restrições no CAUC e no SIAFI devido ao não pagamento de tributos entre outros. Todos os municípios e o Estado têm um cadastro com a secretaria do Tesouro, e uma dívida em qualquer um dos itens do CAUC impede a transferência de convênios federais”, explicou Rodrigo Viana.

A prefeitura entrou com uma ação na Justiça Federal para obter o certificado e assim voltar a celebrar convênios com o Estado e União. “Depois de um ano de muito trabalho e articulação conseguimos limpar o nome de Trajano de Moraes no CAUC. Isto significa que, além das emendas impositivas, estamos aptos a receber também recursos de transferências voluntárias através de convênios com o Governo Federal. Temos logrado êxito em retomar a credibilidade de nossa cidade. Povo de Trajano de Moraes pode comemorar”, concluiu o prefeito Rodrigo Viana.



Adicionar Comentario

Pgina 8 de 375





Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado