Noticias

Vereadores pedem apoio para cooperativas

  • PDF
Um grupo de vereadores do município de Macuco esteve na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) pedindo apoio aos deputados estaduais em benefício das duas cooperativas de laticínios instaladas no município. Os vereadores Carlos Alberto, o Tico, Alberto Herdy, Zé Estephani, Rômulo Oliveira, João Batista, Diogo Latini e Cássio Daflon foram à Alerj defender as empresas de laticínios: a Cooperativa Regional Agropecuária de Macuco e a CCA Laticínios.

O Governo do Estado, através do Fundo Estadual de Equilíbrio Financeiro (FEEF), ameaçou cortar o incentivo que os laticínios recebem e repassam para os produtores rurais. "Graças ao trabalho realizado hoje, com o vice-presidente da Cooperativa de Macuco, Marcos Thadeu, o diretor da CCA, Antônio Carlos, e o secretário de Agricultura, Felipe Carvalho, tivemos a boa notícia que no dia 28 deste mês o projeto de lei irá a votação e já vimos hoje diversos deputados se mostrando favoráveis ao nosso pedido", informou o vereador Diogo Latini.







Adicionar Comentario

Duas mulheres assumem comando da saúde em Nova Friburgo

  • PDF

A enfermeira Suzane Menezes passa a ocupar o cargo de secretária municipal e a médica Michelle Silvares é a nova subsecretária executiva de Saúde do município

O prefeito Renato Bravo anunciou em entrevista coletiva no fim da manhã desta segunda-feira, 20, os nomes que passam a comandar a partir de agora a Secretaria Municipal de Saúde. A imprensa foi recebida pelo chefe do Executivo municipal na Sala de Gestão, no Centro Administrativo César Guinle, em frente à Prefeitura.

Durante a coletiva de imprensa o prefeito Renato Bravo anunciou a enfermeira Suzane Menezes como a nova secretária de Saúde de Nova Friburgo. Suzane já fazia parte do Comitê de Gestão da Saúde desde o início do ano e agora assume também o comando da pasta. O posto era ocupado interinamente pela médica Michelle Silvares, que segue integrando o Comitê de Gestão da Saúde e agora também responde como subsecretária executiva de Saúde do município.

“Esta é uma empreitada difícil, mas absolutamente empolgante, que é a melhoria da saúde pública de Nova Friburgo. Vocês têm acompanhado esse desenvolvimento, como as coisas têm acontecido. Tudo de uma forma muito leal, correta, transparente, para que nós possamos verdadeiramente melhorar a saúde dos nossos queridos friburguenses”, declarou o prefeito Renato Bravo.

Como ambas já integravam o Comitê de Gestão da Saúde de Nova Friburgo e estavam à frente das principais ações da pasta, o planejamento segue o mesmo. Todas as iniciativas já implementadas e outras que ainda estão para acontecer estão mantidas, como as melhorias no Hospital Municipal Raul Sertã, mutirões de cirurgias, capacitação de servidores, descentralização do atendimento e da marcação de consultas e exames (com a criação da Central de Regulação, na última semana), além do fortalecimento da atenção básica e a humanização do atendimento.

“A gente tem um planejamento muito grande ainda a ser feito. Temos muitas mudanças boas para a saúde de Nova Friburgo. Estamos apenas começando. Desde o início temos mapeado a Saúde e já conseguimos mostrar um aspecto de melhorias. Começamos algumas ações que tiveram um grande impacto e vamos continuar trabalhando pelos friburguenses”, afirmou Michelle Silvares, subsecretária executiva de Saúde de Nova Friburgo.

“É um orgulho fazer parte desse Comitê de Gestão da Saúde e hoje ser uma representante desse grupo. A Saúde tem milhões de desafios. Então precisamos agregar os diversos saberes, a comunidade tem que participar conosco. Vou trazer um pouco do que aprendi ao longo da vida pública para Nova Friburgo. Sou Nova Friburgo de coração! Convivo com Friburgo há mais de 20 anos. Tenho família aqui, meu filho também mora aqui. Nova Friburgo faz parte da minha vida. O compromisso desse Comitê de Gestão da Saúde será pautado em três grandes alicerces: transparência, saneamento financeiro e cuidados com a assistência e com o que as pessoas precisam”, destacou Suzane Menezes, nova secretária municipal de Saúde.

Além do prefeito Renato Bravo, da nova secretária de Saúde, Suzane Menezes, e da subsecretária Executiva de Saúde, Michelle Silvares, também participaram da coletiva Luiz Hubner, do Comitê de Gestão da Saúde, Marcelo Gustavo Moreira Franco e Paulo Eduardo de Souza.

Saiba mais sobre Suzane Menezes e Michelle Silvares

A nova secretária municipal de Saúde, Suzane Oliveira de Menezes é graduada em enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre em saúde pelo Instituto Fernandes Figueiras/Fiocruz, especialista em enfermagem obstétrica pela UFRJ, especialista em enfermagem neonatal pela Uerj e especialista em gestão em saúde pela Fiocruz. Suzane Menezes também desempenha as funções de consultora técnica do Ministério da Saúde na área da criança, sendo os projetos mais relevantes a Rede Cegonha (também implantado por ela em Nova Friburgo) e o Método Canguru.

Suzane Menezes também foi superintendente de maternidades na Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, de 2010 a 2014, e coordenadora geral de Urgência e Emergência da cidade do Rio de Janeiro entre 2014 e 2017, quando foi cedida para integraar o Comitê de Gestão da Saúde de Nova Friburgo.

Já a médica Michelle Silvares, nova subsecretária executiva de Saúde de Nova Friburgo, tem vasta experiência como gestora de unidades da rede privada e pública na área hospitalar e na gestão de contratos médicos. Michelle também faz parte do Comitê de Gestão da Saúde desde o início do mandato do prefeito Renato Bravo e ocupava interinamente o cargo de secretária municipal de Saúde desde o último dia 14 de fevereiro.

Adicionar Comentario

Motoristas de ônibus tem que fazer trabalho de cobradores

  • PDF
A decisão de algumas empresas de demitirem e retirarem a função do cobrador nas linhas intermunicipais de ônibus na região está provocando pânico e preocupação nos passageiros.

Nas redes sociais, o caso está sendo feito como denúncias dos usuários das linhas de ônibus. “Gostaria aqui de externar meu desespero e o de muitas pessoas que hoje fazem uso da empresa de ônibus 1001 para se deslocarem entre municípios vizinhos para trabalhar”, afirmou um usuário.

Os usuários alertam que o índice de desemprego aumentará de forma significativa com a extinção da função de cobrador. Além disso, os ônibus estão apresentando atrasos abusivos e absurdos em suas linhas, o que levará muitas empresas a dispensarem seus funcionários.
Outro fator agravante, denunciado pelos passageiros, são os veículos que a empresa usa para estas linhas intermunicipais, que apresentam péssimas condições. “Os motoristas, por sua vez, indignados, assim como nós usuários, desenvolvem um trabalho de baixa qualidade, atuando em uma função dupla que requer muita atenção e concentração. Estressados e com horário para cumprir, tendem a optar pelo desconforto dos passageiros, apresentando velocidade elevada e paciência zero no trato com o público, que apenas paga uma tarifa com valor elevadíssimo”, afirma a passageira Viviana Mafort.

Outra passageira que pediu para preservar a sua identidade publicou nas redes sociais o drama que ela passou. “Sou usuária da linha Cordeiro X Bom Jardim e, esta semana, passei por um momento de muita tensão neste percurso, tendo em vista a alta velocidade praticada pelo motorista. Vale ressaltar que em momento algum culpo os funcionários da empresa, pois, da mesma forma que eles apresentam indignação, nós também, como usuários, podemos manifestá-la”.

Viviana Mafort, usuária dos ônibus, conta também o drama que passou neste trecho. “Sou usuária da linha Friburgo X Cantagalo. Compartilho do mesmo sentimento. Além do cansaço de levar quase três horas nesse curto trajeto, existe o medo de não saber se vou voltar para casa em segurança. Situação indignante”, afirmou.


Adicionar Comentario

Representante de Bom Jardim fica em segundo lugar em concurso na Tailândia

  • PDF
A bonjardinense Nathálie Olival Oliveira, a Nathy, já é internacional. Durante 30 dias, permaneceu na Tailândia para disputar o concurso Miss International Queen, conquistado o segundo lugar, e, por pouco, não ficava em primeiro. Perdeu para a representante do próprio país-sede, a Tailândia.

Sua primeira tentativa foi o Miss T Brasil em 2013. Retornou depois em 2014 e se classificou no top 10 do concurso. Mas, em 2015, na terceira tentativa, ela foi a vencedora, e foi coroada a transexual mais bela do pais.

– Quando venci o Miss T Brasil, automaticamente passo a representar meu país no Miss International Queen – informa  Nathálie Oliveira.
Na Tailândia, país asiático, as concorrentes ficaram cerca de 30 dias para participar do concurso internacional. Foram selecionadas 28 meninas de países diferentes.

Perguntada se pretende seguir carreira de modelo, ela responde logo que sim. “Pretendo sim seguir carreira como modelo, estou aguardando propostas interessantes”, afirma.

Nathálie cita seus principais patrocinadores, que são o Hospital Kamol Cosmetics, Hospital de Bangkok e a Facial Team de São Paulo. 
– Além disso, tenho ajuda do meu namorado e família, pois estar em um concurso desse nível requer bastante dinheiro – conclui a modelo.
Segundo Nathálie Oliveira, foram 10 dias de competição muito forte e compromissos todos os dias. Além disso, ensaios diários que requerem muito preparo físico e mental.

A miss Tailândia, Jiratchaya Sirimongkolnawin, foi a grande vencedora do Miss Internacional Queen 2017.

A representante de Bom Jardim, Nathálie Olival Oliveira, ficou em segundo lugar, enquanto a venezuelana Andréa Collazo foi a terceira colocada na competição internacional.


Adicionar Comentario

Nova Friburgo pode ser tema de escola de samba no Rio de Janeiro em 2018

  • PDF

O início da mobilização para divulgar a história e os atrativos friburguenses numa das plataformas de maior visibilidade disponíveis no Brasil partiu do presidente da Comissão de Turismo, Assuntos Exteriores, Cidades Irmanadas, Países Colonizadores, História e Patrimônio da Câmara Municipal, vereador Professor Pierre, que protocolou na Câmara uma indicação legislativa voltada a estimular e apontar caminhos para o estabelecimento de parcerias com este objetivo.

– O objetivo desta indicação é provocar positivamente o Poder Executivo para que possa buscar essa projeção internacional o mais rápido possível – explica Pierre. “A riqueza do processo histórico da criação de Nova Friburgo certamente ajuda muito, e oferece uma excelente plataforma a ser explorada por carnavalescos. Somos, afinal, a única cidade brasileira criada por decreto real, a que recebeu a primeira imigração suíça, a primeira imigração alemã...”, completou o parlamentar.

O vereador também justificou a opção pela via legislativa para uma situação que poderia ser tratada de maneiras diferentes. “Precisava de uma legislação para isso? Não. Mas fiz essa opção pela regulação para que possa haver uma participação de historiadores, do Legislativo, dos agentes públicos de turismo, da cultura, a própria Prefeitura, além de pessoas ligadas ao Carnaval ou empresários que queiram apoiar. É apenas uma indicação legislativa, se o governo não quiser mandar o projeto de lei de volta para a Câmara, então que faça um decreto. Enfim, vale como sugestão”, destacou Professor Pierre.

O vereador, por fim, alerta para a necessidade de que qualquer procedimento seja tomado com rapidez, dada a escassez de tempo para a definição do enredo das agremiações para os desfiles de 2018. “Sabemos que as agremiações costumam ter os seus enredos pré-definidos nesta altura do ano, mas nada impede que possa haver uma alteração ou adaptação. Ainda mais que os apoiadores deste enredo podem ser entes internacionais, uma vez que o desfile certamente irá falar sobre os povos formadores”, encerrou.
A indicação foi protocolada no último dia 15 de março e deve seguir a apreciação do plenário nos próximos dias.





Adicionar Comentario

Pgina 10 de 365






Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado