Noticias

Trajano e Madalena no campeonato Estadual de Rally de Regularidade

  • PDF

Está chegando um momento singular no campeonato de regularidade do Rio de Janeiro e ele já tem hora, locais marcados: Trajano de Moraes e Santa Maria Madalena – cidades que compõe o bucólico cenário na Região Serrana. O evento pretende definir o campeonato quase que de maneira irreversível. E atenção, o negócio parece que vai pegar tanto que até curso de navegação terá. O evento será entre 2 e 4 de novembro.

De acordo com o secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Tiago Pecly, o município de Trajano de Moraes, por exemplo, é privilegiado, pois além das montanhas, estradas com acessos íngremes, o local é perfeito para a prática de esportes radicais. “Temos também a Zona Rural que serve para trilhas e esportes radicais. Nosso povo é hospitaleiro e gosta de eventos desta natureza”, comentou Tiago Pecly.

No Rally da Inclusão todos são vitoriosos, desde que completem o percurso. “O prefeito Rodrigo Viana e o vice Jorginho Diniz, são gestores que gostam de incentivar e apostar o esporte num todo. Essa parceria entre nosso município e a cidade vizinha de Santa Maria Madalena, fomenta de forma clara e objetiva o turismo no local. Tenho certeza que será mais um evento de grande sucesso, visto que os envolvidos são muito organizados”, disse o secretário.

O site Diários de Judith (www.diariosdejudith.com.br), esta recheado de informações sobre o evento. Segundo informações publicadas na edição on-line, o evento é “instantâneo” e a pontuação, não se pode prever o que irá rolar nas etapas seguintes, porém, demonstra o quanto importante serão as 4º e 5º etapas do campeonato.

E com isso chegamos novamente ao ponto! Um campeonato inteiro convergindo nas cidades de Santa Maria Madalena e Trajano de Morais em uma rodada dupla, dois dias, totalizando quatro provas e um absurdo de possibilidades. Eduardo da Hora parece não se conter quanto ao objetivo de trazer ao Carioca de Regularidade um portfólio infindável de desafios, muito além do que a simples navegação, mas uma experiência completa que envolve inclusive logística e disponibilidade para competir.

Do centro do Rio de Janeiro até Santa Maria Madalena são aproximadamente 260 quilômetros com uma previsão de 3 horas e 40 minutos. A largada será em Maria Madalena e a chegada na cidade vizinha Trajano de Morais que fica a 30 quilômetros de distância, sendo que no domingo as coisas se invertem entre largada e chegada, partida em Trajano e chegada em Maria Madalena.

O traçado é desconhecido, como todas as provas, mas notícias do front indicam uma prova “curta” com o objetivo de liberar os competidores para conhecer as cidades porem com um traçado que requer cuidado e atenção como em qualquer prova de regularidade, apesar de ser rico em belezas naturais.



Adicionar Comentario

LafargeHolcim doa brinquedos para mais de 100 crianças

  • PDF

Arrecadação aconteceu por meio da campanha Faça uma Criança Ainda Mais Feliz, realizada com empregados e terceiros da fábrica de cimento.

Por meio da campanha “Faça uma Criança Ainda Mais Feliz”, a LafargeHolcim distribuiu na semana do Dia das Crianças, 106 brinquedos a crianças carentes de Cordeiro. Empregados e terceiros da fábrica de cimento venderam rifas para comprar brinquedos novos, que beneficiaram meninos e meninas, entre 3 a 11 anos, da escola municipal Rita Cabral Pinto e de algumas famílias da comunidade no bairro Manancial.

“Fico muito emocionada com essa ação da LafargeHolcim, o carinho que recebemos de todos os profissionais foi enorme. Além de toda a ação para arrecadar os brinquedos, eles também tiveram a disponibilidade para participar da entrega e aproveitar o dia de atividades com as crianças. Ficamos muito contentes com esse carinho e parceria”, contou Alessandra Maranhão, diretora da escola municipal Rita Cabral Pinto.

O Instituto Holcim é uma associação sem fins lucrativos, reconhecida como Oscip – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público –, que faz a gestão dos investimentos sociais do grupo LafargeHolcim no Brasil. Os projetos de investimento social, apoiados pelo Instituto Holcim, são desenvolvidos e gerenciados pela comunidade, o Instituto atua como um facilitador. O Instituto Holcim é associado ao Grupo de Institutos e Fundações e Empresas (Gife) e à RedEAmérica.



Adicionar Comentario

Câmara de Nova Friburgo derruba veto e construção de hidrelétricas está proibida na cidade

  • PDF

Em votação realizada na sessão do dia 23 de outubro, a Câmara de Vereadores de Nova Friburgo derrubou, por unanimidade, o veto do prefeito Renato Bravo ao projeto que proíbe a instalação de Centrais Hidrelétricas ao longo dos rios que margeiam a RJ-142 (Estrada Serramar), que corta o distrito de Lumiar e liga Nova Friburgo a Casimiro de Abreu.

A possibilidade de construção das hidrelétricas mobilizou a comunidade do distrito de Lumiar, que desde o começo se mostrou contrária à iniciativa. Na sessão da Câmara, diversos manifestantes protestaram contra a decisão de veto pelo Executivo Municipal.

O projeto de lei é de autoria do vereador Joelson do Pote (PDT), foi aprovado anteriormente pela Casa e vetado em seguida pelo prefeito Renato Bravo. Em entrevista ao Portal Multiplix, o parlamentar falou sobre a aprovação da Casa.

“Eu imaginava ter maioria na votação, mas uma decisão unânime me surpreendeu. Visamos atender um desejo da população, pois desde que surgiu a notícia, vários moradores de Lumiar pediram ajuda à Câmara sobre este tema. O veto proíbe ainda que se instalem hidrelétricas em qualquer área da cidade. Imagino que o Executivo não enviará outro projeto neste sentido” revelou.

“Este projeto impactaria diretamente o turismo da região, que possui uma grande vocação. Isso serviu de base para a minha defesa na sessão. Que se fosse construído, ocorresse em um área sem esse potencial turístico. Mas de qualquer forma, o ideal é preservar o meio ambiente e o turismo”, afirmou.

Através das redes sociais, a Associação de Moradores de Lumiar (AMA) celebrou a decisão. “Os vereadores em votação unânime, acabam de derrubar, nesta terça (23), o veto do prefeito a Lei que proíbe a construção de hidrelétricas ao longo do rio Macaé. Agora é Lei, aprovadíssima e que passa a vigorar assim que for promulgada pelo prefeito Renato Bravo. RIO MACAÉ LIVRE DAS HIDRELÉTRICAS!!! Queremos parabenizar a todos envolvidos, em especial ao Movimento O Rio Macaé Livre, aos vereadores que entenderam as aspirações da população e a necessidade de preservação do meio ambiente, e a própria população, que se envolveu e se empenhou nessa questão. É uma grande conquista para todos nós! Viva o Macaé livre! O episódio é um indicativo de que é primordial um caminho mais estreito de comunicação entre o executivo e as comunidades e entidades representativas do município para o desenvolvimento de ações que realmente atendam as necessidades dos habitantes de Nova Friburgo”, diz a publicação.

Em nota, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que “Apesar de concordar com o projeto de lei que proíbe a instalação de hidrelétricas, por orientação da Procuradoria Geral do Município, o veto foi elaborado observando questões eminentemente técnicas sobre as competências para tratar da matéria. A Prefeitura de Nova Friburgo insiste que é a favor da proibição, entretanto, entende que a legislação sobre recursos hídricos e de subsolo é de competência federal, conforme a Constituição Federal do Brasil e a Lei de Política Nacional de Meio Ambiente. Sob este aspecto, uma lei municipal não teria efeitos práticos. Por fim, cabe acrescentar que governo Renato Bravo não pretende autorizar nenhum tipo de hidrelétrica em Nova Friburgo e ainda que a preocupação maior é com a preservação dos leitos dos nossos rios e nascentes, com as nossas Áreas de Proteção Ambiental (APAs) e com as famílias que residem às margens dos rios”.

O projeto da Câmara foi produzindo em razão da possibilidade de instalação de três Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e que gerariam mais de 60 megawatts de energia por hora (MW/h). As centrais seriam construídas nos seguintes locais: PCH Rio Bonito – Um pouco acima do encontro dos rios Bonito e Macaé; CH Casemiro – Abaixo da Cachoeira da Fumaça; e PCH Macaé – Abaixo do encontro dos rios Macaé e Sana. 

As três centrais dariam vazão de água de 57 mil litros por segundo e seriam abastecidas com água oriundas de túneis de 4x4 metros e cinco quilômetros de comprimento escavados na rocha, segundo levantamento realizado pelas empresas Alupar Investimentos S.A., W Energy Participações S.A. e Ipar Participações Ltda em 2016. De acordo com o mesmo relatório, foram indicadas nove áreas em que as hidrelétricas poderiam ser construídas, mas seis foram vetadas pelo Instituto estadual do Ambiente (Inea).



Adicionar Comentario

Cantagalo irá receber “Vila Encantada de Natal” no dia 4 de dezembro

  • PDF

A magia do Natal em Cantagalo terá um atrativo muito especial este ano, o grande projeto “Vila Encantada de Natal” irá visitar a cidade no dia 4 de dezembro. Este ano serão 8 cidades visitadas no Estado do Rio, e Cantagalo foi escolhida para ser uma das sedes deste belo projeto. Esta iniciativa é fruto de parceria entre a Prefeitura de Cantagalo e a Enel Distribuição Rio, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

O projeto Vila Encantada de Natal (www.vilaencantadadenatal.com.br), é uma caravana itinerante que conta com exibição de filme, espetáculo teatral com a presença do Papai Noel e oficina de enfeites natalinos ao ar livree  tudo isso com entrada franca.

“É uma grande alegria para Cantagalo receber um projeto desta magnitude. Estamos muito felizes com esta escolha e creio que as crianças e a população em geral ficará impactada por este belo projeto. Muito importante manter viva esta magia do natal e ainda promover ações de sustentabilidade através das oficinas de artesanato com materiais recicláveis.”, declarou o Secretário de Turismo, Cleyton Filho.

Participaram da reunião em Cantagalo para apresentação dos detalhes da realização do evento os responsáveis pela produção, Danilo, Mariana e Cris. Também estiveram presentes o representante da Enel, Edson Curty, o secretário de Turismo, Cleyton Filho e o secretário de Governo, Eduardo Medeiros.

Em breve serão divulgadas a programação completa e maiores informações sobre o projeto “Vila Encantada de Natal” em Cantagalo.



Adicionar Comentario

Pezão recebeu governador eleito no Palácio Laranjeiras

  • PDF

O governador Luiz Fernando Pezão recebeu, no dia 30 de outubro, o governador eleito Wilson Witzel. A visita de cortesia ocorreu no Palácio Laranjeiras, onde combinaram a primeira reunião de transição governamental para o dia 31 de outubro, às 13h, no Palácio Guanabara.

Pezão reafirmou que as equipes do governo estão à disposição do governador eleito para que a transição seja feita de forma transparente e sem burocracia. Um decreto do governador, publicado nesta terça-feira no Diário Oficial, instituiu a comissão de transição governamental, formada pelos secretários da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Sergio Pimentel, Fazenda e Planejamento, Luiz Claudio Gomes, e Governo, Affonso Monnerat. Por parte do governador eleito, o coordenador da transição será José Luiz Cardoso Zamith.

De acordo com o decreto de Pezão, “a nova gestão administrativa necessita estar a par de informações fundamentais para a adequada implantação de seu programa de governo, já a partir do início do exercício do novo mandato”.

Ainda segundo o texto, os secretários estaduais deverão encaminhar ao presidente da comissão de transição governamental, secretário Sergio Pimentel, até 22 de novembro, informações sobre programas realizados e em execução, assuntos que demandarão ação ou decisão da administração nos 100 primeiros dias do novo governo, projetos que aguardam implantação ou que tenham sido interrompidos e as contas públicas do governo estadual.



Adicionar Comentario

Pgina 2 de 387





Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado