Noticias

Prefeitura de Cantagalo está construíndo praças e quadras em bairros do município

  • PDF

A Prefeitura de Cantagalo está realizando várias obras no município graças a emenda parlamentar do deputado federal Simão Sessim. Através de recursos extras do Ministério da Cidade no valor de R$ 3 milhões para infra estrutura urbana, estão sendo construídas e reformadas praças e prédio histórico.

Em Euclidelândia, a  reforma do prédio histórico da Estação Ferroviária, já está sendo realizada e custará R$ 193.348,47.

No bairro Quinta dos Lontras, no primeiro distrito de Cantagalo, está sendo construído uma praça com quadra de esportes e custará aos cofres públicos a importância de R$ 617.933,94.

Já no bairro São Pedro, no primeiro distrito de Cantagalo, também uma  praça com quadra está sendo construída e custará R$ 406.467,97.

Em São Sebastião do Paraíba, quarto distrito de Cantagalo, a praça da cidade está sendo reformada. A reforma custará R$ 277.777,41.

Estas obras em andamento, custam em torno de R$ 1.5 milhão. O restante dos recursos estão em fase de aprovação e deverão ser liberados para outras obras em Cantagalo.



Adicionar Comentario

Encontro de Canoagem reúne muita gente no Rio Paraíba, em Porto Marinho

  • PDF



O Encontro de Amigos de Canoagem é promovido pela Associação de Canoagem de Itaocara há 13 anos. Os organizadores do evento foram Jefferson, Miguel, Markley, Rafael, Sérgio, Wendel e Zuza. 45 canoístas e oito turistas curtiram o trecho paradisíaco do Rio Paraíba do Sul no evento este ano.

A Associação de Canoagem  (Acai) foi refundada em 2005, com a realização do primeiro evento, na região de Porto Marinho, numa confraternização entre os três amigos, Jeferson, Luizão (de Nova Friburgo) e Marclei. Já foram realizados nove eventos nestes 13 anos.

No início era somente de canoagem, mas depois foram surgidos outras modalidades no esporte. “Do quinto para frente, passamos a incrementar o lado de turismo, para divulgar o potencial do texto”, garantiu Jeferson, um dos organizadores do evento.

Os objetivos do encontro são quatro: divulgar o esporte; o lado da saúde, pois a pratica esportiva traz benefício da saúde; o turismo, pois o potencial turístico do Rio Paraíba é muito grande; e o mais importante, que é o pilar da preservação do Rio Paraíba.

O local do evento é em Porto Marinho, na divisa dos municípios de Cantagalo e Itaocara, pois é um local apropriado para a pratica esportiva, garante os organizadores.

Itaocara e Pádua é um berço da canoagem, e este ano foi homenageado um campeão mundial, Walnner Viegas Falante. Um outro destaque do evento este ano foi a participação de  mulheres. A jovem Maria Perez participou da conoagem. 

Nas redes sociais, o evento deste ano recebeu elogios. A fotógrafa Elizabete Carvalho afirmou que foi sua primeira experiência em fotografar no balanço das águas, e garantiu que foi uma experiência única.

“Parabéns a ACAI- Associação dos Amigos da Canoagem de Itaocara, pelo belíssimo evento. Parabéns ao nosso campeão Walnner Viegas Falante, uma homenagem cheia de verdade, admiração e reconhecimento por tudo que vocês representou para esta categoria do esporte e representa para todos nós itaocarenses”, afirmou Elizabete Carvalho, fotógrafo de Itaocara.

O encontro foi também muito familiar, pois várias famílias estavam a beira do rio assistindo os participantes do evento.

Além do apoio das Prefeituras de Cantagalo e de Itaocara, através das Secretarias de Turismo, o Encontro de Amigos de Canoagem teve apoio de empresas privadas e instituições.



Adicionar Comentario

Especialistas defendem que há margem para aumento da cobrança do uso da água

  • PDF

Entre as atividades de comemoração dos 10 anos do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio dois Rios, foi realizado, no dia 29 de agosto de 2018, o II Encontro Técnico do CBH-R2R, no auditório da FIRJAN/SENAI no centro de Nova Friburgo.

Estiveram presentes representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Secretaria Estadual do Ambiente (SEA) e do INEA, apresentando o conhecimento relacionado à aplicação dos instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos, em especial a outorga e a cobrança.

 Giordano Bruno, primeiro palestrante e Coordenador de Sustentabilidade Financeira e Cobrança da Agencia Nacional de Águas ANA/Brasília, informou sobre os valores vigentes de cobrança nas principais bacias hidrográficas do país, comparando valores cobrados pelo m³ da água bruta pagos pelos usuários regularizados deste recurso natural. Ele destacou a declaração do relatório “Cobranças pelo uso dos recursos hídricos no Brasil: caminhos a seguir”, elaborado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e consolidado após amplo debate com a sociedade civil organizada e instituições públicas e privadas, que concluiu: “water charges in Brazil do not bite”. Em uma tradução livre e reforçada pelo Giordano, o relatório quis dizer os valores da cobrança pela água no Brasil não “mordem”.  

Demonstrou também, através de cálculos subestimados, que para a renda média per capita brasileira, existe margem para que o m³ da água custe por volta de até R$ 0,25. E defendeu que, somente a partir de uma cobrança significativa é que será possível alcançar um dos principais objetivos do referido instrumento, que é estimular o uso racional dos recursos hídricos. Atualmente, são cobrados R$ 0,04 pelo m³ da água na bacia do CBH Rio Dois Rios, menos de 1/5 do valor de margem anunciado.

Durante a palestra seguinte, proferida pela  Márcia Chaves, chefe de Serviço da Coordenadoria de Governança da Águas e complementada pela Lívia Soalheiro, ambas da Secretaria Estadual do Ambiente, foi ratificada a declaração de margem para o aumento da cobrança pelo uso da água no âmbito do estado do Rio de Janeiro. 

Através da segunda palestra o público presente foi esclarecido também sobre o processo de outorga no Estado. Teve destaque o questionamento sobre a cobrança referente à água mineral, que hoje não existe. Esta é considerada por Lei Federal como recurso mineral, sendo parte dos recursos de subsolo, portanto de domínio da União. Lívia respondeu que este assunto é passível de discussão no âmbito do Conselho Estadual de Recursos Hídricos. Uma outra fala de destaque foi a chamada de atenção para a importância da participação de representantes do Comitês Estaduais afluentes do Rio Paraíba do Sul, nas instâncias do Comitê para Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, o CEIVAP.

Vicente Bastos Ribeiro, diretor Presidente do CBH Rio Dois Rios, encerrou o evento agradecendo a presença de todos, em especial a dos palestrantes, destacando o privilégio da presença do representante da esfera federal, presença notória e incomum em eventos dos Comitês de Bacia do país. Ele também salientou que a lentidão do processo de aplicação dos recursos oriundos pela arrecadação com a cobrança pelo uso da água, problema diagnosticado em todo o sistema nacional de gestão de recursos hídricos, não invalida a necessidade da revisão sobre os valores atualmente cobrados. E que esta valoração naturalmente depende das condições específicas de gestão, disponibilidade e qualidade dos recursos hídricos de cada bacia hidrográfica.



Adicionar Comentario

IBGE estima crescimento da população de municípios da região

  • PDF

Com cerca de 17,2 milhões de habitantes, o Rio de Janeiro é o terceiro estado mais populoso do país, conforme a estimativa populacional divulgada no dia 29 de agosto pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A população fluminense corresponde a aproximadamente 8% de toda a população do país, estimada pelo IBGE em 208,5 milhões de pessoas. A estimativa considera todas as pessoas que viviam no país até o dia 1º de julho deste ano.

Dos 92 municípios fluminenses, apenas cinco têm mais de 500 mil habitantes. Outros 21 têm entre 100 mil e 500 mil habitantes. A maioria, 57 municípios, têm população entre 10 mil e 100 mil, e apenas seis municípios têm menos de 10 mil habitantes.

O município com o menor número de habitantes no estado é Macuco, com 5.574 pessoas.  No censo de 2010, realizado pelo IBGE, o município de Macuco tinha 5.269 habitantes. 

O município de Cantagalo que no último censo do IBGE realizado em 2010 tinha 19.830 habitantes, na estimativa atual, o município passou a ter 20.177 habitantes. Ou seja, houve um acréscimo de 347 pessoas nestes últimos oito anos.

A maior população da região está no município de Nova Friburgo. A estimativa do IBGE em 2018 é de 190.084 habitantes.  No censo de 2010, realizado pelo IBGE, o município tinha 182.082 habitantes.

O município de Cordeiro tinha no censo de 2010, segundo o IBGE 20.430 habitantes, e agora com a estimativa divulgada recentemente, o município tem 21.806 habitantes.

Já o município de Bom Jardim, segundo o IBGE, a estimativa deste ano é de 27.269 habitantes. No censo de 2010, o município tinha 25.333 habitantes.

Segundo o IBGE, a estimativa da população do município de Carmo este ano é de 18.755 habitantes. Em 2010, o censo informou que o município tinha 17.434 habitantes.

São Sebastião do Alto tinha no cento de 2010, 8.895 habitantes, e este ano, com a estimativa do IBGE, a população foi para 9.326 habitantes.

Já Trajano de Moraes, tem uma estimativa do IBGE para este ano de 10.611 habitantes. No censo de 2010, a população era de 10.289 habitantes.

O município de Duas Barrras tinha em 2010, segundo o censo, 10.930 habitantes. Mas a estimativa de 2018 do IBGE é que tenha 11.454 habitantes.

Na região Noroeste, o município de Itaocara tinha no censo do IBGE de 2010 uma população de 22.899 habitantes. Este ano, a estimativa é de 23.247 habitantes.



Macuco é a cidade da região com menor população

Adicionar Comentario

Musical recorda trajetória de Rogéria e renda será para construção do Mausoléu da artista em Cantagalo

  • PDF

O jornalista Luiz Carlos Lourenço, homenageou a artista transformista Astolfo Barroso Pinto, com o musical 'Um Ano Sem Rogéria', no Teatro Rival, no Rio de Janeiro, no dia 3 de setembro deste ano.

O musical tem direção de Cesar Sepulveda, e teve a participação de um time de amigos e admiradores da cantora: Jane di Castro, Eloina, Camille K, Divina Nubia, Divina Aloma, Karina Duque Estrada, Beth Guilher, Marisa Alfaya, Eliana Pittman, Paula Goodarth, Ellen de Lima, Marcio Gomes, Gottsha, Vitoria Virtus, Leda Lucia, Helcio Hime e Fernando Reski.

Além do show, houve também a exibição de cenas do documentário ‘Divinas Divas’, dirigido por Leandra Leal, que traz cenas da atriz, em sua maioria gravadas no Rival. 

O objetivo do evento não é apenas relembrar Rogéria e seu pioneirismo, é também arrecadar fundos para a construção do mausoléu de Rogéria no município de Cantagalo, cidade onde nasceu e está sepultada.



Adicionar Comentario

Pgina 3 de 382





Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado