Noticias

Macuco, Trajano e Cantagalo EC são campeões do Calcário

  • PDF



No dia 12 de outubro, em Macuco, encerrou a 16a edição do Campeonato do Calcário de Escolinhas de Futebol, no Estádio Dr. Mário Freire Martins.

Na categoria Sub 11, Macuco sagrou se campeão, ao vencer nos pênaltis a equipe de Trajano de Moraes, apos empate em 3 a 3 no tempo normal. Ryan Diniz (Trajano) foi artilheiro com 9 gols e melhor jogador da competição. Joao Renan (Cordeiro) foi eleito melhor goleiro. Melhor treinador foi Gabriel Espíndola (Macuco) e a equipe fair play foi o Bom Jardim EC.

Na categoria Sub 13, Trajano sagrou se campeão, ao vencer nos pênaltis a equipe do Monte Carmelo AC, apos empate em 2 a 2 no tempo normal. Matheus Magalhães (Trajano) foi artilheiro com 11 gols e melhor jogador da competição. Gustavo (Macuco) foi eleito melhor goleiro. Melhor treinador foi Ze Carlos (Trajano) e a equipe fair play foi o Macuco.




Na categoria Sub 15, Cantagalo EC sagrou se campeão, ao vencer a equipe do Monte Carmelo AC por 1 a 0. Ryan Mesquita (Cantagalo) foi artilheiro com 6 gols e melhor jogador da competição foi Samuel Francisco (Carmelo). Joao Felipe (Carmelo) foi eleito melhor goleiro. Melhor treinador foi Suca (Cantagalo) e a equipe fair play foi o Trajano de  Moraes.

A entrega da premiação foi feita após os jogos pelo Presidente da Liga de Macuco e Vereador Diogo Latini, pelo Prefeito Bruno Boaretto, pelos Secretários de Esporte Hugo (Macuco), Alex (Trajano) e Hudson (Carmo), além do Presidente da Liga de Carmo (Vilmar) e dos presidentes de clube Merica (Carmelo), Jorge Moraes (Cordeiro).

A competição foi realizada pela Liga Desportiva de Macuco com apoio da Prefeitura de Macuco, das equipes participantes e da FERJ



Adicionar Comentario

Moradores poderão ter isenção de pedágio na rodovia RJ-116

  • PDF

Os moradores do distrito de Sambaetiba, no município de Itaboraí; do bairro de Boca do Mato, em Cachoeiras de Macacu; e do distrito de Banquete, no município de Bom Jardim, podem ficar isentos do pagamento de pedágio da rodovia RJ-116. É o que determina o projeto de lei 4.356/18, dos deputados André Ceciliano e Gilberto Palmares (ambos do PT) e Paulo Ramos (PDT), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, no dia 10 de outubro, em segunda discussão. O texto seguirá para o governador Luiz Fernando Pezão, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

Atualmente, a rodovia, que liga Itaboraí ao município de Macuco, na Região Serrana, tem quatro praças de pedágio, com tarifas no valor de R$ 5,80 para carros ou caminhonetes com um eixo simples.  Os moradores somente terão isenção no pedágio localizado próximo à sua região. A via é administrada pela concessionária Rota 116.

No caso do distrito de Sambaetiba, por exemplo, o pedágio fica entre a localidade e o Centro de Itaboraí, o que dificulta o acesso dos moradores a serviços essenciais, como saúde e educação. “As pessoas que vivem em Sambaetiba precisam pagar duas tarifas para conseguirem ir a hospitais e escolas. Muitas vezes para resolver simples problemas bancários também é necessário o pagamento do pedágio. Acredito que essa cobrança para os moradores locais é desnecessária”, afirmou o presidente das associações de moradores do município de Itaboraí, Antônio Luiz Português, que acompanhou a primeira votação do projeto no plenário.    

Para receber a isenção, os moradores devem apresentar à administração da rodovia um documento que comprove residência fixa nas localidades por, no mínimo, dois anos. O cadastro do veículo também deve ser renovado anualmente junto à concessionária da rodovia. Cada morador somente poderá cadastrar um automóvel para receber a isenção, que deve ter placa dos municípios em que os moradores vivem.



Adicionar Comentario

Seminário em Cantagalo reúne poder público, empresários e contadores para discutir avanços tecnológicos na desburocratização

  • PDF



No dia 4 de outubro, Cantagalo  foi a sede do seminário: “Desburocratização – Uma ferramenta para o Desenvolvimento”, evento gratuito e de grande importância, promovido pela Prefeitura em parceria com a Junta Comercial do Estado do Rio de janeiro (Jucerja), Conselho Regional de Contabilidade (CRC/RJ), Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon/RJ), Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Sebrae/RJ e Rede de Agentes de Desenvolvimento.

O evento teve como público alvo prefeitos, contadores, empresários, servidores públicos e agentes de desenvolvimento responsáveis pela formalização de pequenos negócios na Região Serrana com interesse em saber das novidades do Registro Empresarial Integrado (Regin). Este encontro contou com a presença de aproximadamente 100 participantes, com uma expressiva participação dos contadores de toda região.

Foram abordadas questões como o novo sistema de registro da Junta Comercial, integração com a Sefaz/RJ, o procedimento simplificado da Secretaria de Saúde do Estado, a importância da integração dos municípios, entre outros.

“há um ano a gente vem tentando trazer este evento. para que a gente possa esclarecer as dúvidas de todos e apresentar melhor a ferramenta REGIN. Sempre buscando ser o interlocutor entre contadores, empresários e junta comercial”, declarou o secretário de Fazenda, Jorge Braz.

O Regin é uma ferramenta para o desenvolvimento econômico e a Junta também é um órgão para o desenvolvimento econômico. Tudo que a gente fizer para ajudar o desenvolvimento dos municípios ainda é pouco, pois vivemos nos municípios.Temos que buscar ajudar os municípios com o melhor ferramental possível”, declarou Luiz Velloso, presidente da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro.

Em sua fala o presidente da Junta Comercial, apresentou as inovações e modernidades do sistema de registro empresarial da Junta, o REGIN, que traz uma verdadeira modernização aos processos que antes eram realizados inteiramente de forma física. Destacou que o trabalho de combate a burocracia é realizado com muito empenho por toda equipe da Junta Comercial e conta sempre com o apoio do Sebrae e da Rede de Agentes de Desenvolvimento da Região Serrana, que tem sido parceiros fundamentais na implantação do alvará online e da integração com os municípios.

Na apresentação de suas considerações, o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, foi representado pelo capitão Davi. O Capitão destacou a busca da simplificação dos processos e a dedicação da equipe dos Bombeiros para tornar a integração da corporação ao processo digital a melhor possível. 

Abordando a integração dos municípios e o papel do Sebrae neste processo, a coordenadora Regional do Sebrae em Nova Friburgo, Fernanda Gripp destacou as diversas áreas de atuação que a instituição tem desenvolvido na região. Fernanda ainda abordou sobre a presença do Sebrae nos municípios da região através do atendimento nas Salas do Empreendedor, que é um local de atendimento especializado para empresários.

Finalizando as apresentações do evento, a Superintendência de Vigilância em Saúde do Estado do Rio teve em sua fala pelo representante João de Farias Figueiredo, destacou o grande avanço no processo online que reduziu em até 90% os prazos.

No evento destacamos a entrega de um livro com informações econômicas sobre o município de Cantagalo, um trabalho realizado pela JUCERJA. O livro foi entregue às mãos do prefeito Guga de Paula, pelo presidente da Junta, Luiz Velloso. Será um importante material para estudo das equipes da Prefeitura e será uma grande contribuição ao programa “Cantagalo Compra de Cantagalo”, que levou o prefeito a ser premiado como Prefeito Empreendedor pelo Sebrae este ano.



O prefeito de Cantagalo, Guga de Paula, recebe livro do presidente da Junta, Luiz Velloso

Adicionar Comentario

Programa dá oportunidade a quem tem dívidas de IPTU, Alvará e ISS

  • PDF

Com a assinatura da Lei Nº 2.292/2018, em 4 de outubro de 2018, já publicada na Edição Nº 54 do Diário Oficial do Município, o prefeito Luciano Batatinha instituiu o Programa Municipal de Recuperação de Créditos Fiscais (REFIS/2018), provendo oportunidade para que os contribuintes cordeirenses, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas, possam regularizar seus débitos com a municipalidade.

Para quem ainda não está familiarizado com a sigla ou nunca ouviu falar do termo REFIS, trata-se de um nome popular dado ao programa que visa regularizar débitos de tributos e contribuições administrados pelos órgãos públicos. No caso específico da Prefeitura de Cordeiro, poderão ganhar a chance de acertar suas dívidas com a municipalidade aquelas pessoas que têm IPTU, Alvará e ISS atrasados.

Além da possibilidade de quitação dos débitos, empresas e pessoas físicas que optarem pelo REFIS/2018 poderão obter isenção de juros e multas. A Administração Municipal também sai ganhando, pois a arrecadação aumenta a possibilidade de melhorias nos serviços diários aos munícipes. E também porque a criação do programa deve diminuir o número de execuções fiscais, ou seja, ações levadas à justiça para garantir a quitação dos débitos.

Pode e deve aderir ao REFIS todos os contribuintes que tenham débitos até o ano de 2017. Para isso é preciso se dirigir primeiro ao Setor de Protocolo, solicitar a senha e o número do protocolo para formalizar o processo. Em seguida o contribuinte é encaminhado ao Setor de Dívida Ativa onde receberá todas as orientações sobre o Requerimento de Adesão e as formas de pagamento.

É indispensável comparecer com os seguintes documentos: Carteira de Identidade, CPF, Comprovante de Residência, cópia do IPTU e Escritura do Imóvel. No caso de dívidas com ISS e Alvará deve ser apresentado ainda o Contrato Social. O prazo para o requerimento vai de 8 de outubro a 8 de novembro de 2018. Vale registrar que é necessário o comparecimento do proprietário do imóvel ou sócio-proprietário do estabelecimento.

No caso de o contribuinte aderir ao REFIS para saldar suas dívidas, existem quatro faixas de atendimento: Cota Única, com 100% de descontos nos juros e na multa; 4 Parcelas, com 50% de descontos; 8 Parcelas, com 35% de descontos; 12 Parcelas, com 25%; e 24 Parcelas, 15% de desconto. O cálculo é feito na hora e a regra prevê que a primeira parcela seja paga no ato da adesão, sendo que essa parcela não pode ser inferior a R$ 100,00 no caso de pessoa jurídica e R$ 50,00 se for pessoa física. Mais informações no Setor de Protocolo da Prefeitura de Cordeiro.



Adicionar Comentario

Prefeitura de Macuco retoma as obras do Hospital Municipal

  • PDF



As obras do Hospital de Macuco, foram retomadas no dia 2 de outubro. Com investimento inicial de R$ R$ 4,2 milhões, as obras da unidade foram reiniciadas como fruto de muita luta e inúmeras viagens do prefeito Bruno Boaretto ao Rio de Janeiro, buscando soluções com o Governador Luiz Fernando Pezão e na Secretaria Estadual de Obras.

Sendo assim o Estado depositou duas parcelas dos recursos do programa "Somando Forças" da Secretaria Estadual de Obras.

O convênio, assinado no dia 10 de fevereiro de 2014, estabelecia que o Estado repassasse R$ 3,2 milhões e a prefeitura, que também executa as obras, financiasse o restante.

Após finalizar as obras e equipar o tão sonhado hospital, os moradores de Macuco não precisarão mais ir a municípios vizinhos em busca de tratamento médico, principalmente em casos de emergência, partos e cirurgias. "Quero deixar registrada toda a minha alegria e satisfação por mais essa etapa que está sendo iniciada em nossa administração. Agradeço a todos que torcem por nosso governo e deixo aqui o meu muito obrigado por acreditarem em nós", disse o Prefeito Bruno Boaretto.



Adicionar Comentario

Pgina 4 de 387





Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado