Noticias

ABCP anuncia construção de 6,5 mil casas na Região Serrana

  • PDF


Durante a abertura da 3ª Feira de Desenvolvimento Sustentável do Centro-Norte Fluminense, realizada sexta-feira da semana passada, 23 de setembro, na Fazenda Gamela Eco Resort, em Cantagalo, evento organizado pela Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) e as três fábricas de cimento do Polo Cimenteiro de Cantagalo – Votorantim, Lafarge e Holcim –, o diretor de Relações Institucionais da ABCP, Mário William Esper, anunciou que a entidade está firmando uma parceria com as prefeituras e o Governo do Estado para a construção de 6,5 mil casas populares na Região Serrana, beneficiando famílias atingidas pela maior catástrofe climática registrada no Brasil, ocorrida em janeiro deste ano.

Mário William Esper disse que esteve conversando há poucos dias com o subsecretário estadual para Reconstrução da Região Serrana, Affonso Monnerat, ex-prefeito de Bom Jardim, para acertar os últimos detalhes da parceria. Já a partir de outubro, serão iniciadas as obras das primeiras 4.150 unidades, das quais 3,8 mil em Nova Friburgo e 350 em Bom Jardim. Ele não antecipou onde serão erguidas as demais 2.350 casas. A previsão inicial é de que as obras durem cerca de quatro meses.

Segundo o diretor da ABCP, serão casas sustentáveis, com eficiência energética, uso racional da água, preferência por materiais ecologicamente corretos e preservação ambiental, entre outros. O sistema construtivo das unidades habitacionais será o concreto PVC, um sistema desenvolvido no Canadá e formado por perfis leves e modulares de PVC, de simples encaixe. O sistema é preenchido com concreto e aço, resultando em um produto de elevada resistência e com inúmeras qualidades construtivas. As obras terão apoio técnico da ABCP. “O concreto PVC possibilita uma construção rápida e de baixo custo. O mesmo sistema foi adotado nas casas para as vítimas de São Luiz do Paraitinga (SP). Em apenas três meses, foram feitas 151 habitações”, diz Mário William Esper.


Adicionar Comentario

Nova Friburgo com várias vagas de emprego

  • PDF


A Subsecretaria do Trabalho de Nova Friburgo está conclamando os profissionais do município e da região a comparecerem à sua sede, que funciona na Avenida Alberto Braune, 223, antiga Rodoviária Leopoldina, ao lado da Prefeitura, pois há muitas vagas a serem preenchidas. Para o cadastramento, os profissionais devem levar carteira de trabalho e demais documentos.

A rede de fast food Girafas, que está se instalando em Nova Friburgo, dispõe de 22 vagas para atendente, duas para subgerente e uma para gerente, para ambos os sexos. Outras vagas disponíveis na Subsecretaria do Trabalho são três para professora de educação física (mulher); costureiras - cinco para overlock para encapar bojos e pregar; cinco para zigzag para pregar e pespontar elástico; e cinco para colarete para sanduíche.

As vagas para torneiro mecânico são três, além de operadores e programadores de forno CNC e de centro de usinagem; 30 vagas para auxiliares de produção para indústria de bebidas; três para motoristas CNH categoria D; caixas (mulheres), repositores e açougueiro para supermercado; mecânicos de automóveis, manicures, auxiliar administrativo (mulher até 36 anos), com ensino médio completo e informática; pintor de móveis e muitos vendedores.

A Subsecretaria do Trabalho ainda dispõe de muitas vagas para a construção civil, como 385 para armadores de ferro, 200 para serventes, além de pedreiros, carpinteiros, encanadores, eletricistas com NR 10 e soldadores.


Adicionar Comentario

Ministro de Dilma inaugura obras com Guga de Paula em Cantagalo

  • PDF


A Prefeitura de Cantagalo entregou oficialmente à comunidade, sábado passado, 24 de setembro, as obras de revitalização completa, contemplando urbanização, contenção de encostas, recapeamento asfáltico e sinalizações horizontal e vertical de trânsito dos 1,6 mil metros de extensão da Avenida Rodolfo Tardin, que liga o Centro da cidade à RJ-160, altura do Condomínio Desembargador Alcides Carlos Ventura, no Santo Antônio.

Os investimentos tiveram início em 2005, primeiro ano do primeiro mandato do prefeito Guga de Paula (PP). O próprio prefeito, que recebeu, para a inauguração, o ministro da Pesca e Aquicultura, deputado federal licenciado Luiz Sérgio (PT-RJ), fez questão de lembrar as várias fases de obras por que passou a avenida, uma das portas de entrada da cidade. No total, foram aplicados mais de R$ 2,6 milhões, com recursos dos governos federal e estadual, além de próprios da Prefeitura, já que houve etapas que foram bancadas com recursos e pessoal do município, sem falar na participação do Governo Municipal nas contrapartidas financeiras dos convênios com o Estado e a União.

A última investida foi este ano, quando foram realizadas as obras de recapeamento asfáltico e sinalizações horizontal e vertical de trânsito, num investimento de R$ 706.092,74, recursos do Governo Federal. O secretário de Obras e Serviços Públicos, Arthur Jevoux, explicou que, antes, a avenida havia recebido obras de contenção de encostas, com implantação de cortina atirantada, além de drenagem pluvial e rede de esgotamento sanitário, com aplicação de mais R$ 632.950,26, verba do Governo do Estado, através do programa ‘Somando Forças’. A avenida também foi contemplada com outra cortina atirantada para contenção de encosta, num investimento de outros R$ 699,370 mil, com recursos do Governo Federal, além de construção de calçadas, muretas de contenção e iluminação pública com luminárias padronizadas, representando mais R$ 595.350,05 de investimento, também com verba da União.

O secretário de Defesa Civil e Trânsito, Gustavo Bard, lembrou que, complementando a obra executada na avenida, a Prefeitura também conseguiu uma parceria com o DER-RJ (Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Rio de Janeiro) para a realização de obras de melhoria no entrocamento entre as avenidas Rodolfo Tardin e Djalma Beda Coube com a Rua Maria Pontes Jucá e o acesso ao bairro São José e ao Condomínio Desembargador Alcides Carlos Ventura, no Santo Antônio. O novo trevo organizou o trânsito, embelezou o local e ainda contribuiu para um trânsito mais seguro para motoristas, motociclistas e pedestres.

De acordo com o prefeito Guga de Paula, os recursos federais para execução do trabalho foram conseguidos por intervenção do ministro Luiz Sérgio, ainda quando no exercício do mandato de deputado federal. “Até hoje, Luiz Sérgio foi o responsável por dar a Cantagalo mais de R$ 8 milhões em obras, nas mais variadas áreas. Por isso, ministro, temos tanto prazer e orgulho em recebê-lo aqui para a entrega da conclusão deste trabalho à população, pois é a nossa maior prestação de contas”, disse o prefeito ao ministro, acrescentando que, como ministro, é a segunda visita de Luiz Sérgio a Cantagalo.

Durante a cerimônia, que contou com participação de vários convidados e da comunidade em geral, o ministro Luiz Sérgio destacou que é fácil canalizar recursos para Cantagalo. “A administração do prefeito Guga de Paula tem todas as contas em dia, todas as certidões negativas de débito e as prestações de contas das obras realizadas foram apresentadas e aprovadas pelos ministérios envolvidos. Quando a gente trabalha com uma administração séria e competente, fica fácil conseguir verba em Brasília. Conheço municípios que eu tentei ajudar e não consegui, porque a prefeitura está inadimplente, deve FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), entre outras contribuições”, revelou. O ministro também conclamou a população a preservar, ajudar a cuidar da obra. “Tudo que aqui está é nosso, é patrimônio público, e todos devemos contribuir para que tudo seja preservado e limpo”, disse.


Adicionar Comentario

Vereador cria, em Cantagalo, o diploma ‘Cidade do Calcário’ para reconhecer apoio ao setor turístico

  • PDF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projeto de resolução de autoria do vereador Ciro Fernandes (PR), apresentado na Câmara Municipal de Cantagalo, criou o diploma ‘Cidade do Calcário’.Segundo o parlamentar, serão agraciados com o diploma personalidades, empresas e entidades que, reconhecidamente, tenham prestado meritória e destacada contribuição ao desenvolvimento do setor turístico do município de Cantagalo.

– A honraria tem como principal objetivo incentivar as pessoas, empresas e entidades que colaboram com o crescimento turístico de nosso município, concedendo-lhes um diploma de reconhecimento por todo seu trabalho – disse Ciro.

Esporte - No dia 7 de setembro, Cantagalo sediou um dos maiores eventos futebolísticos da cidade, o jogo entre os veteranos de Cantagalo e o master do Flamengo.

O evento contou com a  presença de nomes como Andrade, Zé Carlos, Rondinelli, Marquinhos, Nélio, Piá, Júlio César Urigueli, Adílio, Nunes entre outros grandes nomes.

– As crianças adoraram, pois, além de entrarem em campo com esses fenômenos do futebol, ainda tiveram a oportunidade de conhecer de perto, tirar fotos e conseguirem autógrafos dos craques que fizeram história no futebol na época de seus pais – afirma Ciro Fernandes, bastante empolgado com os resultados obtidos pelo evento.

Após o jogo, Ciro Fernandes inaugurou a ‘Galeria da Fama’, uma homenagem, mais que merecida, aos ex-atletas.

 

Adicionar Comentario

Moradores do Santo Antônio estão preocupados com laudo da Emop sobre deslizamentos

  • PDF

Dezenas de moradores do final da Avenida Presidente Vargas, no bairro Santo Antônio, o Arraial do Sapo, como é mais conhecido, em Cordeiro, já estão sem dormir devido à chegada da temporada das fortes chuvas. Tudo porque foi descoberto um laudo apontando que a maior parte do bairro é uma encosta com grandes proporções de deslizamentos, que poderão causar sérios danos às famílias moradoras do local.

Os moradores compareceram à sessão legislativa do dia 19 de setembro, quando a moradora Andréa Campos usou a tribuna para relatar que, por boatos em toda a cidade e depois que conheceu a verdadeira realidade do bairro, através do laudo da Emop (Empresa de Obras Públicas do Estado), sob o número 010/97, constatou que existe ameaça de eminente deslizamento de terras sobre as casas. Ela, em nome dos moradores, solicitou dos vereadores intervenção para que haja providências urgentes por parte do Executivo. Em seu discurso, ela disse que, se existem áreas de risco, que as autoridades interditem todas as casas e que obras sejam feitas evitando tragédias futuras.

– Agora, que somos sabedores da real  situação de nosso bairro, peço atenção especial dos  vereadores e do prefeito, para uma solução antes do período das chuvas fortes – solicitou Andréa Campos, alertando que, hoje, casas são alugadas e vendidas sem a devida precaução e anúncio de que as áreas do bairro estão condenadas.

Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil de Cordeiro, o Santo Antônio está correndo perigo desde 1997. Anualmente, o Departamento de Recursos Minerais do Estado (DRM-RJ) apresenta laudos, através de vistorias técnicas sobre risco de escorregamento de encostas e, para este ano, as localidades citadas também estão em eminente perigo: Avenida Presidente Vargas (Santo Antônio); final da Avenida Presidente Vargas (Santo Antônio); quilômetro 3 da RJ-160 (estrada Cantagalo/Cordeiro), no bairro Ferreirinha; Rua Petit Cabral, no bairro Constantino; quilômetro 2 da RJ-160 (São Luís); Rua 6 (Retiro Poético); Rua 5, Travessa 2 (Alto do Retiro) e Rua José Ventura de Paiva (Rodolfo Gonçalves).

A Coordenadoria de Defesa Civil de Cordeiro disse que um documento contendo esses laudos foram encaminhados ao departamento geral da Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro.

No dia seguinte à reunião realizada na Câmara de Vereadores, os moradores, ainda não se sentindo satisfeitos, procuraram a Procuradoria Pública de Tutela Coletiva, onde foram orientados a exigir mais documentos do Executivo e Defesa Civil do município e que as autoridades judiciais irão convocar os responsáveis pelos documentos para possíveis esclarecimentos.

– Não entendo porque esses documentos que chegaram em minhas mãos estavam sem conhecimento dos moradores – questionou a moradora Andréa Campos, que levou o problema à Câmara Municipal.

Adicionar Comentario





Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado