Esporte

Há 65 anos Garrincha jogava em Cantagalo

  • PDF

Ronald Vieira, atual morador de Nova Friburgo, mas que viveu em Cantagalo nos anos 1950 e 1960, hoje com 80 anos de idade, contou com detalhes a participação do jovem atleta Manuel Francisco dos Santos, conhecido como Mané Garrincha, na sua primeira partida pela equipe principal do Botafogo contra o time de Cantagalo, no dia 28 de junho de 1953, ou seja há 65 anos.

“Eu tinha 15 anos de idade, mas me lembro muito bem, quando o jovem, ainda desconhecido Garrincha entrou no segundo tempo da partida. Eu não imaginava que aquele jogador de pernas tortas iria fazer o que fez em campo. Ele entortou vários jogadores do Cantagalo com seus dribles”, garante Ronaldo Vieira, durante entrevista ao Jornal da Região, em sua residência em Nova Friburgo.

Outra curiosidade interessante envolvendo o atleta é com referência a seu nome. “Inicialmente ele chegou a ter dois apelidos; “Gualicho,” que era nome de um cavalo de corrida, que, aliás, Garrincha gostava de apostar. Já o nome de Garrincha, era em razão dele gostar de criar passarinhos. Mas o interessante, que este pássaro não é tão criado apesar de ser muito comum”, informa Ronald Vieira.

Naquela ocasião, o Cantagalo tinha um time muito bom, segundo Ronaldo Vieira, e ter sido este o motivo que levou a equipe do Botafogo jogar em Cantagalo, no Estádio Acúrcio Torres. A partida terminou com a vitória do Botafogo por 5 a 1. Os gols foram marcados por Ariosto, Orlando Vinhas, Geraldo e Jarbas; Osmar. A equipe do Botafogo jogou com Amaury, Orlando Maia e Floriano; Britto, Bulau e Calico; Garrincha (Jarbas), Geraldo, Ariosto, Orlando Vinhas (Rubinho Gomes) e Braguinha (Jorginho Santos). O técnico era Paulo Amaral.

A equipe do Cantagalo, segundo Ronald Vieira teria jogado com Zé Vieira, Flávio, Cleir, Ari Caldeira, Osmar, Aroldo (I), Aroldo (II), Alcides e Arley. “Era um timaço”, garante.

De origem humilde, com quinze irmãos na família, Manuel dos Santos era natural de Pau Grande, um distrito de Magé.Sua irmã o teria apelidado de Garrincha, fazendo uma associação com o pássaro de mesmo nome, muito comum na região.

Com quatorze anos de idade, começou a jogar no Esporte Clube Pau Grande e seu talento, já manifestado, despertou a atenção de Arati: um ex-jogador do Botafogo. Começou sua trajetória em um time de fábrica: Garrincha, que trabalhou na Companhia America Fabril Fábrica Pau Grande. Teve uma breve passagem pelo Serrano Foot Ball Club, time de Petrópolis. Após esta passagem pelo Serrano, foi treinar no time do Botafogo de Futebol e Regatas.



Adicionar Comentario

“A época de ouro do futebol”, do jornalista José Duarte

  • PDF

O jornalista friburguense José Duarte é autor do livro “A época de ouro do futebol”. 

“Escrevi um livro denominado - A Época de Ouro do Futebol -, prefaciado pelo professor Carlos Arnaldo Bravo Berbert (Juca) e com homenagem especial ao jornalista Laercio Rangel Ventura, um dos incentivadores desta obra. O projeto de 112 páginas está à venda pelo telefone (22) 992676552. O livro custa R$ 20 e nele estão o curriculum de 52 nomes que fizeram a história do nosso futebol”, garante o jornalista.

Eis a lista dos nomes dos atletas que constam do livro de José Duarte:

Carlos Arnaldo Bravo Berbert (Juca); Newton Paulo de Oliveira (Paulo Banana); Almir da Fonseca Coelho (Mi; Antonio Carlos Pinheiros de Medeiros (Lenga); Antonio Felipe Deccache; Attila de Oliveira (Rainha); Augusto Breder de Oliveira (Barata); Carlos Alberto Fonseca; Carlos Alberto Magalhães Martins; Carlos Alexandre Fajardo Viana; Carlos Erick Kramer (Chiminga); Cidney Barcellos; Cirineu Cunha; Cleris Freitas (Gaguinho); Clóvio Pinheiro (Pardal); Dario Maduro; Edward Monnerat Rodrigues; Francisco Braga (Chico); Frederico Martins de Oliveira; Gabriel Sebastião Domingos; Gustavo Pinto de Faria; Humberto Marchon Fontão (Betito); Jael Pinto de Faria; João Batista Farias (Cabrita); Jorge Tobias Kleyn; José Carlos Ayub (Carlinhos Ayub); José Maria Mury (Zé Maria); José Pinto de Faria (Zé Pinto); Lecy Cardoso; Leone Reis da Silva; Luiz Fernando Bachini; Mário Corso Teixeira (Pascoal); Mauro Garius Fernandes; Miguel Ruiz Garbez; Moacyr Breder Filho (Parrudo); Moralino Capossi (Môra); Natanoel Souza Lino (Natal); Nelson Spitz; Odgir Rapizo; Olney Ribeiro Botelho; Overland Lourenço da Silva (Chico da Roça); Ozéas Gastin (Filó); Paulo Pinto de Menezes (Palatino); Roberto de Assis Bucharel (Beto Bucharel); Rodalvo Gomes; Rodolfo Abbud; Rudilardo dos Santos (Neném); Ruy Keller de Almeida; Silmar Rodrigues Gripp (Mazinho); Sinesio Ramos; Waldir Muniz Dutra; e Walter Soares de Andrade (Dunga).

José Duarte informa que tem ainda 25 exemplares deste livro. Ele está finalizando um livro sobre o carnaval, cujo nome é “Os carnavais da cidade real”, com 115 páginas.



Adicionar Comentario

Brasileiras vencem campeonato de jiu-jitsu no México

  • PDF

O Brasil foi muito bem representado em mais uma competição internacional. A representante brasileira, natural de Duas Barras e moradora de Nova Friburgo por muitos anos, Aline Prismo Machado, a Aline Féu, se destacou sendo campeã.

Mais uma dobradinha brasileira no jiu-jitsu ocorreu no México. Aline Féu foi campeã no Campeonato Internacional de jiu-jitsu sem kimono e Araceli Perez também conquistou a medalha de ouro na mesma competição. Ainda na categoria masculina Daniel Sanchez Vasquez subiu ao pódio e conquistou a medalha de ouro da categoria ate 95 quilos. As próximas etapas serão em um mês e meio.

Aline Féu dominou a categoria sem kimono até 55 quilos, e Araceli até 72 quilos fazendo a dobradinha DDRJJ Mexico na prova disputada na Vila Olimpica da Cidade de México.

Daniel Sanchez garantiu sua medalha de ouro com uma finalização espetacular (katagatame), derrubando e finalizando a luta rapidamente. Com essas três medalhas, a equipe DDRJJ Mexico confirma sua boa fase que segue se preparando na Academia Prok na Colonia do Valle, México, para os próximos eventos.



Adicionar Comentario

Copa do Mundo: 11 curiosidades sobre o evento mais importante do futebol

  • PDF

De 14 de junho a 15 de julho, acontecem os jogos da 21ª Copa do Mundo de Futebol masculino, promovida pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), na Rússia. Realizada pela primeira vez em 1930, desde então acumulou muitas histórias envolvendo as seleções dos países participantes. Para entrar no ritmo da competição, consultamos a enciclopédia Britannica Digital Learning® e o professor de Futebol do curso de Educação Física da Universidade Positivo (UP), Fábio Bandeira, para descobrir algumas curiosidades sobre o evento:

1- A primeira Copa foi realizada em Montevidéu, no Uruguai. O primeiro jogo, entre França e Argentina, contou com uma surpresa: o goleiro francês se machucou aos 26 minutos e, como não era prevista substituição de jogadores naquela época, a seleção teve que se adaptar e colocou o meio de campo como goleiro. Apesar disso, a França ganhou o jogo por 4 a 1. O Uruguai acabou levando a primeira Taça Jules Rimet. A Argentina foi vice-campeã.

2- Desde a sua criação, a Copa só deixou de acontecer de 1939 a 1949, por causa da Segunda Guerra Mundial.

3- Na copa de 1950, no Brasil, as seleções estavam comportadas: nenhum jogador foi expulso em nenhuma das 22 partidas disputadas.

4- As travas altas das chuteiras usadas pelo time da Alemanha, contra a Hungria, em 1954, em um gramado encharcado, foram fundamentais para a vitória. Até hoje, os alemães veem a Adidas, criadora dos calçados, como uma colaboradora da conquista do título. 

5- O jogo entre Brasil e Inglaterra, na copa da Suécia, em 1958, foi o primeiro empate em zero a zero na história das Copas do Mundo. Como era uma situação inédita, alguns jogadores chegaram a pensar que haveria uma prorrogação. 

6- A copa de 1962 foi a primeira que brasileiros puderam ver pela TV, apesar de não ao vivo. Fitas de videotape eram trazidas de avião e exibidas dois dias depois da realização dos jogos. 

7- O tricampeonato pelo Brasil, em 1970, no México, cedeu a posse definitiva da Taça Jules Rimet. Mas, em 1983, ela foi roubada da sede da CBF. Em 1984, a FIFA fez uma réplica da taça e deu-a de presente ao Brasil. A partir de 1974, a taça passou a chamar-se Taça FIFA.

8- A copa de 1982, na Espanha, contou com a maior goleada da história da Copa do Mundo: a Hungria venceu El Salvador por 10 a 1.

9- O fato trágico da eliminação do Brasil, na Copa de 2014 nas semifinais, pela Alemanha, pela goleada de 7 a 1, foi a maior derrota da Seleção Brasileira, o maior placar em uma semifinal de Copa do Mundo e o mais desastroso resultado enfrentado por um país-sede na história das Copas. 

10- Em 2014, a Alemanha foi a primeira equipe europeia a vencer uma Copa do Mundo sediada nas Américas.

11- O Brasil é o único país a ter participado de todas as edições da Copa do Mundo de Futebol.



Foto Oficial da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo da Rússia 2018.
Em pé: Marquinhos, Filipe Luis, Danilo, Marcelo, Ederson, Alisson, Cássio, Renato Augusto, Casemiro, Paulinho, Fernandinho e Geromel; No meio: Ricardo Rosa (preparador físico), Fábio Mahseredjian (preparador físico), Rodrigo Lasmar (médico), Taffarel (treinador de goleiros), Edu Gaspar (coordenador de Seleções), Tite (técnico), Cléber Xavier (auxiliar técnico), Sylvinho (auxiliar técnico), Fernando Lázaro (analista de desempenho) e Matheus Bachi (auxiliar técnico e tecnológico); Sentados: Roberto Firmino, Taison, Philippe Coutinho, Thiago Silva, Gabriel Jesus, Miranda, Neymar, Fágner, Fred, Willian e Douglas Costa.

Adicionar Comentario

Escola de Boa Sorte participa do Dia do Desafio

  • PDF

No dia 30 de maio, o Colégio Estadual João de Abreu Júnior, localizado em Boa Sorte, distrito de Cantagalo, realizou atividades esportivas como marco ao Dia do Desafio 2018. 

Esse dia é comemorado todos os anos na última quarta-feira do mês de maio e é destinado a fomentar práticas esportivas na sociedade em, geral. 

Na ocasião, desenvolvemos jogos e competições esportivas que fizeram o dia tornar-se sensacional e empolgante. aproveitando o embalo, realizou-se também uma das etapas do Projeto Matemática 360° envolvendo alunos e professores num clima de muita animação e aprendizagem.

O Dia do Desafio foi coordenado pela professora de Educação Física Patrícia Félix, pelo Grêmio Estudantil “Paulo César da Cruz” e contou com o apoio dos demais professores.

As atividades do Projeto Matemática 360° foram desenvolvidas pelos professores de matemática da unidade escolar e teve apoio dos demais professores presentes.

A diretora geral da unidade escolar, Nilda Dalbrônio, e o diretor adjunto, Douglas Rosa de Souza, apoiaram, incentivaram e participaram das atividades desenvolvidas ao longo do dia. Estiveram presentes em média 150 alunos.

Os professores de matemática aproveitaram a ocasião do Dia do Desafio e incrementaram com o Projeto Matemática 360°.



Adicionar Comentario

Gallense é o campeão da 15ª Copa de Bairros em Trajano de Moraes

  • PDF

O grito de campeão foi ecoado em alto e bom som e sobre as explosões dos fogos de artifício no Estádio Francisco Limongi, no início da noite de domingo (20) pelos torcedores e jogadores do time Gallense. Faltando no segundo tempo, apenas 25 minutos para termino da partida, o time do morro do Galo, venceu a equipe do Serrano por 1 a 0, e levou o título de campeão da 15ª Copa de Bairros de Trajano de Moraes.

O primeiro tempo foi de muita movimentação, mas o placar ficou no zero a zero. Na volta do intervalo, o time do Serrano foi para cima do adversário com tudo, mas não teve muito sucesso. Ambos fizeram tentativas de chutes para o gol, arriscaram passes, e o time do Serrano chegou até a fazer troca de jogadores. O time do Galo também efetuou trocas no time.  

Não demorou muito, o time Gallense emplacou o primeiro gol da partida e levou à torcida a empolgação na arquibancada. A taça de campeão foi entregue pelo prefeito Rodrigo Viana, pelo vice Jorge Diniz e pelos vereadores Messias e Daniel Fagundes além da equipe da Coordenadoria de Esportes da prefeitura.

A felicidade tomou conta dos vencedores, que deram a volta olímpica no campo, aos gritos de “é campeão, é campeão”. A torcida compareceu em massa ao estádio para prestigiar as equipes. Os goleiros dos dois times receberam premiação, além dos jogadores que se destacaram.

“Fico feliz em ver uma competição como essa trazendo a nossa cidade algo bom. Parabéns as duas equipes que participaram até o final e as demais que também tentaram nos jogos anteriores. Quando trabalhamos com futebol amador, sempre vemos um empenho maior dos jogadores e dos torcedores. Quem venha a 16ª Copa de Bairros ano que vem”, disse o prefeito Rodrigo Viana.

Já o coordenador de esportes Alex Pinheiro enfatizou que a Copa de Bairros buscou durante as rodadas fortalecer os vínculos, e assim realizar grandes competições. O show de comemoração focou por conta da banda de forró das estrelas Katucanela, que animo e empolgou os torcedores durante os festejos.

“Estamos agora prevendo fazer o jogo municipal na cidade. Vamos estudar formas e já posso adiantar será muito bom para todos. Essas partidas aquecem e ajudam na economia da cidade, direta e indiretamente. Quero agradecer a todos que compõem a equipe da coordenadoria de esportes, empenhados nessa Copa de Bairros”, agradeceu Alex Pinheiro.



Adicionar Comentario

A Seleção Brasileira treinou em Nova Friburgo para a Copa do Mundo de 1962

  • PDF

Antes de Teresópolis, Nova Friburgo foi a casa da seleção de Pelé e Garrincha em 1962. Jogadores são aplaudidos nas ruas, mas após time do bicampeonato no Chile perder amistoso no estádio local superlotado, Nelson Rodrigues profetiza: ‘Seremos campeões’

Na preparação para a conquista do Mundial do Chile, em 1962, a seleção de Garrincha, Pelé, Didi, Nilton Santos e outros craques se concentrou em Nova Friburgo, cidade colonizada por imigrantes suíços e alemães e com temperaturas semelhantes às chilenas.

Em vez do Centro de Treinamento na Granja Comary em Teresópolis, que foi só inaugurado em 1987, a concentração foi no hotel friburguense Sans Souci, mesmo nome do palácio alemão de belos gramados em Berlim, na Alemanha. 

Na chegada à cidade de Nova Friburgo, no dia 9 de abril, os jogadores foram recebidos com aplausos pelos moradores durante desfile do ônibus que levava o grupo.

Nova Friburgo foi a segunda etapa do treinamento dos jogadores para o Mundial no Chile, a primeira havia sido realizada na também serrana Campos de Jordão, em São Paulo. 

Durante os dez dias na cidade, os jogadores cumpriram uma rotina de exames médicos, treinos físicos, táticos e coletivos no campo do Fluminense de Friburgo. 

Nos momentos de folga,  a Confederação Brasileira de Desportos (CBD) selecionou na época filmes de bang-bang, preferidos dos atletas, para exibir no hotel Sans Souci. E o toque de recolher, pelo menos em tese, era sempre as 23h.

Para assistir a seleção mais de perto, o torcedor tinha que pagar. Com as arquibancadas de madeira e laterais do campo do Fluminense local superlotadas, os dois coletivos brasileiros na cidade tiveram ingressos vendidos pela CBD. 

No primeiro, realizado à noite, o treino terminou 3 a 1 para o time amarelo, titular, com gols de Garrincha, Pepe e Zequinha, descontando Quarentinha para a equipe azul. 

Num domingo, diante novamente de um grande público, o segundo jogo-treino no estádio terminou em vaia. 

Os torcedores não pouparam a seleção titular de Garrincha e Pelé, que perdeu para a reserva por 3 a 1 (gols de Germano, Quarentinha e Zequinha para os azuis, descontando Coutinho para os amarelos). Depois das vaias na derrota e do tumulto no hotel da concentração no dia do jogo,  políticos e candidatos locais assediaram os craques, a Confederação Brasileira de Desportos (CBD) encurtou a temporada na serra.  A seleção voltou para o Rio, onde se concentrou no Hotel Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca.



Adicionar Comentario

Macuco é campeão da Super Copa Noroeste

  • PDF

Depois de perder dentro de casa por 2 a 1, o Macuco visitou o Atlético Noroeste para segunda partida das finais neste domingo, dia 20 de maio, no Estádio José Gonçales Brandão Filho, em Aperibé, a equipe aplicou uma goleada no time adversário conquistando o título de campeão da Super Copa Noroeste.

Mesmo tendo perdido o primeiro confronto em casa, o Macuco teve maior controle da partida em Aperibé, e em momento algum passou perto de não levantar a taça. 

Com gols de Léo Rocha (2), Felipe Carioca e Emerson Negueba, o Macuco Esporte Clube venceu o Atlético Noroeste por 4 a 0. Com placar agregado de 5 a 2 contra o Atlético Noroeste, o Macuco conquistou a Super Copa Noroeste 2018.

“Parabenizamos a todos jogadores, a comissão técnica, os torcedores e a Diretoria pela conquista. Quero parabenizar pela brilhante organização e agradecer ao Marcio Monzato pelo convite em poder depois de 11 anos recolocarmos o Macuco EC em uma competição regional e sermos coroados com o título.

E o trabalho foi muito bom, porque além da conquista veio os prêmios de: melhor goleiro Dodô, revelação Pablo Megalete, artilheiro Léo Rocha e o melhor treinador Geovane Pereira”, afirmo o vereador DiogoLatini, que também é coordenador de futebol da Federação do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) na região.

Já o atual prefeito, Bruno Boaretto, afirmou nas redes sociais: “É muito bom ser Macuco, campeão”.

No ano passado, a equipe do Monte Carmelo conquistou o título de campeão da Super Copa Noroeste.



Adicionar Comentario

Pgina 4 de 108

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado