Esporte

Três campeonatos em Macuco

  • PDF

Diogo Latini participou de dois encontros no Rio de Janeiro visando movimentar o futebol no município. Pela manhã, esteve numa reunião para definir temas referentes à participação da Escolinha de Futebol de Macuco na Copa Léo Moura Sub-17, prevista para o mês de abril, e que está gerando imensa expectativa, especialmente nos jovens atletas, que enxergam nesta competição uma forma de alimentar o sonho de se tornarem profissionais e atuarem em grandes clubes.


O outro encontro foi com o vice-presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Plínio Jordão, e demais coordenadores da entidade. Em pauta, o pontapé inicial para garantir a realização do Campeonato de Ligas Sub-17, também com início em abril, modalidade em que Macuco é o atual campeão e lutará pelo bicampeonato. Ainda na entidade, ficou confirmado o apoio ao Campeonato Municipal de Futebol de Macuco, que acontece mês que vem.

Falando no torneio de futebol mais importante e aguardado de Macuco, o Campeonato Municipal – Categoria Adulto terá início no próximo dia 6 de março, com todos os jogos sendo realizados no Estádio Dr. Mário Freire Martins, campo do Macuco Esporte Clube, aos domingos no período da tarde, como ficou definido no arbitral realizado no último dia 15 de fevereiro.

Foram confirmadas as equipes da Reta, Barreira, Volta do Umbigo, Latini e Unidos, com a competição sendo realizada em parceria firmada entre Liga Desportiva de Macuco (LDM), Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Macuco Esporte Clube e Ferj.

– Trata-se de uma competição amadora, mas que atrai um público considerável pela rivalidade sadia apresentada entre as equipes postulantes ao título. Poderão participar atletas residentes em Macuco ou eleitores do município. Depois da primeira fase, quatro equipes disputarão a semifinal tentando vaga na grande finalíssima. As inscrições, bem como a entrada para assistir aos jogos, serão gratuitas e a tabela será divulgada nos próximos dias – esclareceu o secretário Diogo Latini.

Adicionar Comentario

Equipe do Serrano Esporte Clube

  • PDF

O Serrano Esporte Clube é um clube de valorização esportiva e apoio à base de futebol de campo. O clube Serrano vem jogando há mais de um ano com um grupo formado com mais de 25 atletas selecionados, estando estes atletas distribuídos em vários municípios da Região Serrana, com uma base numérico de atletas trajanenses. 

O time conta com muitos atletas veteranos e em atividade. Outro número destes jogadores que estão na equipe são jogadores em plena atividade e de faixa etária entre 23 e 26 anos, e outro percentual vem da base sub-17 e sub-20, que estão em constante acompanhamento e também jogando dentro da categoria nos amistosos.


A proposta de trabalho do Serrano Esporte Clube é criar uma estrutura de clube de esporte e lazer e jogos amistosos contra grande equipes, principalmente em pré-temporadas dos clubes profissionais, criar atividades recreativas e esportivas de base, direcionar atletas em evolução a testes em clubes de referência nacional e promover socialmente o clube, na expansão de apoios e patrocínios, sede, e que ao longo prazo, possamos promover, levar o clube a terceira divisão estadual.

O Serrano, a convite da organização da Copa Madalenense de Futebol, disputou no ano passado a Copa Municipal de Santa Maria Madalena, quando ficou com o vice-campeonato, e foi premiado como equipe fair play como a mais disciplinada da competição.

Um dos principais jogos do ano foi contra o Unidos da Ponte, de Nova Friburgo, quando goleou por 4 a 1. De acordo com seu diretor técnico, Fábio Rodrigues, o Fadá, o Serrano continua marcando amistosos para manter os seus atletas em constante treinamento e ritmo de competição.

Adicionar Comentario

Friburguense teve participação positiva no hipismo em 2015

  • PDF

Em janeiro de 2014, Matheus Garrido participou da clínica de aprendizagem e aperfeiçoamento em equitação, promovida pelo Centro Equestre Luiz Felipe de Azevedo, em Miguel Pereira. Luiz Felipe de Azevedo, Felipinho, como é conhecido, é tricampeão brasileiro sênior 1974, 1997 e 1985, diversas vezes vencedor nos principais GPs  dentro e fora do país, detentor de uma medalha de ouro conquistada no panamericano de Havana (Cuba 1991), duas medalhas olímpicas de bronze (Atlanta, em 1996, e Sidney, em 2000) e recordista em provas de potência (salto em altura) no CSIO de Roma, em 2002, quando ultrapassou a marca 2,32 metros em salto sobre muro na Piazza di Siena.


A partir deste encontro e com o bom desempenho durante a clínica, Matheus foi convidado para ser treinado por Felipinho, no Centro Equestre que leva o seu nome.

Após dois anos de uma proveitosa imersão com Felipinho, onde muito se praticou e aprendeu, não só como cavaleiro, e tendo concluído o ensino médio no colégio Cepe, de Miguel Pereira, Matheus encontra-se de mudança para o Rio de Janeiro, onde dará continuidade aos treinamentos no hipismo e cursará sua faculdade.

Matheus foi indicado por Felipinho a Hélio Pessoa, um dos mais conceituados formadores de cavalos e cavaleiros de salto no país, ‘course designer’ internacional, importante representante de uma das famílias mais tradicionais do hipismo mundial.

 Em primeiro no ranking, foi convidado para participar da equipe que representaria o estado do Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro de Salto, em agosto, na Sociedade Hípica Paranaense, em Curitiba (PR).

Ficando sem cavalo, “por motivo de força maior”, não participou do campeonato brasileiro e das demais competições de 2015. 

Mesmo com mais pontos que o segundo colocado, por não ter disputado mais de 50% das provas, terminou o ano em terceiro lugar no ranking.

Adicionar Comentario

Zico visita Nova Friburgo e lança escolinha

  • PDF

Maior ídolo da história do Flamengo e figura respeitada até pelos adversários de outros clubes, o ex-jogador Arthur Antunes Coimbra, o Zico, fez uma visita oficial a Nova Friburgo quinta-feira da semana passada, 14 de janeiro. O primeiro compromisso do Galinho de Quintino foi um encontro na Stam, onde foi recebido pelo empresário Rogério Faria.


É quase desnecessário dizer que Zico praticamente parou a Stam, assim como fazia nos gramados. Distribuiu abraços e centenas de autógrafos. Numa reunião com diretores e funcionários da Stam e convidados se disse “impressionado” com o que viu na empresa de cadeados e fechaduras, a maior da América Latina. O ex-jogador também elogiou muito o trabalho social desenvolvido pela Stam, sobretudo, com relação aos projetos de inclusão social.

– Conhecia a Stam de nome, usando os seus produtos. Estou impressionado com o que ela é e representa – destacou.

A visita de Zico a Nova Friburgo tem como objetivo divulgar o projeto Zico 10, uma escolinha de futebol instalada em Riograndina. A partir de sua presença na cidade, o ex-jogador dará início a outros núcleos, um deles em Olaria. O Galinho de Quintino veio pedir aos empresários friburguenses que, na medida do possível, colaborem com a iniciativa que é comandada pelo jovem Cláudio Melo. Zico participou do segundo compromisso no Campo do Pastão, em Conselheiro Paulino, e, posteriormente, foi recebido na Prefeitura, pelo prefeito Rogério Cabral.

Adicionar Comentario

Gerente da Votorantim é indicado para carregar tocha olímpica

  • PDF

O engenheiro e gerente da fábrica de cimento Votorantim, em Euclidelândia, o venezuelano Carlos Vicente Flores, está indicado para conduzir a tocha olímpica, símbolo das Olimpíadas do Rio de Janeiro, que será realizada este ano.


A sua indicação partiu da sua esposa, Maria Halabi. “Carlos é meu esposo, falar dele é muito emocionante. Estamos casados desde o ano 2006, somos da Venezuela e estamos no Brasil desde 2009, formando nossa família. Desde que chegamos, ele está envolvido em atividades sociais e faz parte do conselho comunitário do município de Cantagalo. Ele trabalha incentivando a prática esportiva na juventude de baixo recurso e, até agora, conseguiram organizar duas maratonas com a participação de mais de 300 pessoas, atividade inédita num local rural. Somos orgulhosos dele”, diz.

Já Carlos Flores fala entusiasmado da indicação. “Muito feliz pela indicação, especialmente de alguém que conhece muito bem o meu perfil e sabe do trabalho que realizo no intuito de incentivar as práticas esportivas e lazer na comunidade. Para mim, será uma grande honra ajudar a levar a energia centenária dos jogos olímpicos por 200 metros. Nesse trajeto, estarei representando a minha família e todas as pessoas que até agora conseguimos ajudar. Será uma grande honra fazer parte dessa corrente infinita de boas vontades.”

O resultado oficial sairá dia 29 de fevereiro, pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Adicionar Comentario

Quenianos que venceram São Silvestre já correram em Macuco

  • PDF

Na lista, o queniano Stanley Biwott e a etíope Ymer Ayalew

Cerca de 30 mil pessoas de 42 países correram a 91ª edição da tradicionalíssima Corrida de São Silvestre por ruas e avenidas de São Paulo, na manhã do dia 31 de dezembro de 2015. Completar a prova festiva de 15 quilômetros já é uma grande alegria para a maioria delas, mas são os africanos quem têm mais uma vez os maiores motivos para celebrar. Campeão da Maratona de Nova York deste ano, o queniano Stanley Biwott, que já disputou a Corrida Rústica de São João Batista, em Macuco, venceu a disputa masculina, com o tempo de 44min31s, e aumentou o jejum brasileiro que perdura desde 2010. O brasileiro Giovani dos Santos ficou com a quinta colocação.


Dentre as mulheres, a seca nacional é ainda maior. Com o segundo triunfo seguido da etíope Ymer Ayalew, que fez o tempo de 54mins01, o jejum brasuca pode completar dez anos em 2016. Dentre as brasileiras, Sueli Pereira ficou com a quarta colocação e Joziane Cardoso foi a quinta. A etíope Ymer Ayalew também já correu em Macuco.

– Foi uma grande vitória. A corrida foi fantástica. É um percurso muito difícil, senti muito a umidade. Estou muito feliz por ser o campeão da São Silvestre 2015 – disse Biwott.

Dentre as mulheres, a brasileira Roselaine de Souza Ramos liderou a prova até pouco depois do fim da Avenida Pacaembu, cerca de três quilômetros do percurso. Depois, ela ficou para trás e um pelotão de nove atletas passou a ditar o ritmo. Eram seis africanas, as brasileiras Joziane Cardoso e Sueli Pereira, além de uma peruana.

A briga seguiu intensa até a metade da dura subida da Rua Brigadeiro Luís Antônio. A partir daí, a etíope Ayalew, a queniana Delvine Meringor e Failuna Matanga, da Tanzânia, descolaram do grupo e protagonizaram a disputa pela vitória. Acabou dando o bi de Ymer Ayalew, que vibrou muito ao cruzar a linha de chegada, na mesma Avenida Paulista da largada, em primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo. 

Melhor brasileira na corrida, Sueli Pereira ficou com a quarta colocação. Joziane Cardoso passou mal logo após cruzar a linha de chegada em quinto e precisou ser retirada de maca. 

– Agradeço aos brasileiros pela hospitalidade. Eu sempre tento fazer meu melhor, porque quero ganhar sempre. Consegui novamente aqui – comentou a vencedora.

Nas redes sociais, o prefeito de Macuco, Félix Lengruber, também lembrou que os líderes quenianos na São Silvestre deste ano participaram da Corrida de São João Batista, no ano passado.

Adicionar Comentario

Academia Ducorpo recebe medalha na Câmara de Cordeiro

  • PDF

Os proprietários da Academia Ducorpo, David de Souza Figueiredo Neto, Bruno da Silva e Eduardo Guimarães, estão felizes por terem sido lembrados pela Câmara de Vereadores de Cordeiro para receber uma homenagem. O vereador autor da indicação foi Mário Antônio Barros de Araújo, que concedeu a Medalha Alcimar Sarruf, entregue, durante solenidade, aos proprietários da Academia Ducorpo, Eduardo Guimarães e David Figueiredo.


A Câmara Municipal de Cordeiro homenageia várias personalidades, empresas e entidades no município que se destacam em suas atividades. A solenidade este ano foi realizada no dia 27 de novembro e contou com a presença de autoridades, políticos, empresários, professores e líderes comunitários.

– É bom termos o reconhecimento do trabalho que fazemos na academia, que é considerada a maior e melhor da cidade. Agradecemos ao vereador pela lembrança e reconhecimento do nosso trabalho – destaca David Figueiredo. 

A Academia Ducorpo é um espaço criado para a busca de uma melhor qualidade de vida, condicionamento físico e estético. Com o intuito de se adequar aos anseios e necessidades de diversos públicos, a Academia Ducorpo funciona no horário de segunda à sexta-feira, das 6h às 21h30min., e, aos sábados, das 8h30min. às 12h.

Adicionar Comentario

3ª Paralimpíada de Macuco

  • PDF

Há três anos, surgia em Macuco, de forma pioneira na região, a ideia de mobilizar crianças e jovens com necessidades especiais num evento que unisse práticas esportivas, atividades de lazer e inclusão social. Assim nascia a Paralimpíada de Macuco, idealizada pelo secretário de Esporte e Lazer do município, Diogo Latini.

Integrante do projeto ‘Esporte para Todos’, a 3ª Paralimpíada de Macuco foi realizada na manhã do dia 4 de dezembro, no Maracanãzinho, no bairro Santos Reis. O evento reuniu alunos que integram o projeto ‘Esporte na Pestalozzi’, cujas atividades são desenvolvidas em parceria com a Associação Pestalozzi de Macuco.


O sucesso das duas primeiras edições dos jogos foi fundamental para o rápido crescimento do movimento na cidade e o seu consequente reconhecimento. Hoje, a população apoia integralmente a paralimpíada por entender que é mais uma importante competição do calendário esportivo anual do município. 

– Creio que as pessoas absorveram bem nosso objetivo. Afinal, é essencial cuidar do bem-estar dessas crianças e jovens com necessidades especiais, oferecendo atividades desse porte. Assim, além de proporcionar alegria a eles, promovemos a inclusão social – acredita Diogo Latini.

Lançando mão de atividades previamente adaptadas à realidade dos competidores, a 3ª Paralimpíada de Macuco foi marcada pelas disputas de competições como boliche, cabo de guerra, zigue-zague, arremesso de basquete e chutes a gol. Ao final dos jogos, em clima de festa e se sentindo vencedores, os alunos participaram da solenidade de entrega de medalhas, que emocionou o público presente por conta do clima de união e confraternização entre os atletas participantes.

Após a entrega da premiação, Diogo Latini destacou a excelência do trabalho desenvolvido pela direção da Associação Pestalozzi de Macuco, em particular dos esforços de Irinildes Ribeiro e dos professores da instituição.

Adicionar Comentario

Pgina 9 de 102

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado