Geral

Rei Momo e Rainha do Carnaval 2017 são eleitos em Nova Friburgo

  • PDF

A noite de domingo foi especial para os foliões de Nova Friburgo, que puderam participar de um dos eventos mais tradicionais da cidade. O concurso para Rei Momo e Rainha do Carnaval foi realizado na Praça Dermeval Barbosa Moreira, mais conhecido como reduto do samba neste período do ano, e atraiu centenas de pessoas, que encheram o espaço com muita alegria.


Os candidatos representavam as agremiações friburguenses. As atribuições da Rainha e do Rei Momo são participar de todos os eventos carnavalescos da cidade, pois são os elementos que retratam a importânciadesta grande festa no município

Os candidatos à Corte do Carnaval 2017 se apresentaram para um público bastante expressivo e foram avaliados pelo “samba no pé” e ainda pelos quesitos comunicação e simpatia, principais temas do


A oportunidade ainda deu destaque para outros dois personagens muito relevantes na composição do carnaval friburguense: a Embaixatriz Rosângela Cassano, da Vilage, e o Cidadão do Samba Júlio Santos, também da Vilage, que contribuíram para abrilhantar ainda mais a festa.


RAINHA DO CARNAVAL 2017


A grande vencedora deste ano, Jéssica Ferreira Gomes, mostrou elegância e muito samba no pé. Sua beleza e performance na apresentação a levaram a conquistar o primeiro lugar e fazer o público vibrar.
O Rei Momo vencedor foi Manoel Eduardo Morais da Silva, que também mostrou muito samba no pé e esbanjou simpatia. Sua entrada no palco fez a plateia se manifestar positivamente, com muitos e demorados aplausos.


O prefeito Renato Bravo e o secretário de Turismo, Wilton Neves, destacaram a felicidade de participar do evento. “Este é um grande momento do carnaval de Nova Friburgo e me sinto muito feliz de poder prestigiar esta festa”, disse o prefeito. O secretário reiterou a alegria de estar ali e acrescentou: “Estamos trabalhando muito para proporcionar a todos um carnaval de qualidade e esta é a celebração de um desses momentos”.


REI MOMO DO CARNAVAL 2017

O Rei Momo vencedor foi Manoel Eduardo Morais da Silva, que também mostrou muito samba no pé e esbanjou simpatia. Sua entrada no palco fez a plateia se manifestar positivamente, com muitos aplausos.


Adicionar Comentario

O melhor vendedor do Brasil

  • PDF

Os especialistas em Vendas Leandro Branquinho e Fred Rocha viajaram o país em uma expedição inédita, à procura do Melhor Vendedor do Brasil. A viagem foi do Oiapoque ao Chuí, começando por Minas Gerais e indo até Rio Grande do Sul; depois subindo até o extremo do Amapá, fazendo pesquisas com consumidores reais, para entender quem atendia melhor, quem tinha a melhor história, etc.

 

A viagem toda foi feita pela estrada, com várias paradas e muita pesquisa. Segundo o especialista em vendas, Leandro Branquinho, a sua maior surpresa durante a expedição foi ver o empenho espontâneo dos moradores locais, de se interessarem para contar suas próprias histórias.

 

As estratégias usadas para fazer a pesquisa com as pessoas da cidade se basearam em três perguntas: “quem é o melhor vendedor que você conhece?”; “quem é o melhor vendedor daqui da cidade?” e “quem atende bem?”. A partir daí, juntamente com a ajuda de parceiros locais como o Sebrae, as buscas começaram a ser filtradas.

 

Os critérios usados para escolher o vencedor foram baseados nas histórias que ouviram de consumidores e comerciantes. Para Branquinho, o importante era escolher alguém que inspirasse outros vendedores e empreendedores, pois os segmentos de vendas são muito abrangentes e diferentes uns dos outros. Alguns dados foram descartados, como lucratividade, volume de vendas e carteira de clientes, pois algumas empresas preferem manter em sigilo essas informações.

 

Leonardo de Matos, de São José do Rio Preto, o vencedor do concurso, ficou conhecido por conseguir vender qualquer coisa, e por ser extremamente criativo. Seus amigos declararam que, mesmo falido de seus negócios, Leonardo conseguia vender até “cocô em lata”, modo vulgar de chamar “adubo em lata”. Foi então que ele teve a ideia de fazer exatamente isso. O produto do vendedor é útil: ele vende adubo orgânico para floriculturas.

 

Durante a viagem, Branquinho notou, após entrevistar e conhecer mais de 200 vendedores pelo Brasil, que os melhores são aqueles que possuem os 3 C’s em comum: criatividade, consistência e coração (Teoria criada pelo próprio Branquinho). Para o especialista em vendas, sem essas três qualidades não se torna um bom vendedor.



Adicionar Comentario

Mesmo com pouco dinheiro, cidades da região terão carnaval

  • PDF
Mesmo com crise financeira do país, e principalmente nas prefeituras, na região algumas cidades irão realizar o Carnaval, com exceção dos municípios de Cordeiro, São Sebastião do Alto e Trajano de Moraes, que já decidiram não realizar o evento.

Em Nova Friburgo, a Prefeitura está investindo no Carnaval, liberando recursos para as escolas de samba e blocos carnavalescos. Cada escola de samba – são cinco – receberá da Prefeitura a importância de R$ 57.775,17, pagos em duas parcelas antes do Carnaval. Já os blocos carnavalescos levarão R$ 28.887,59 cada um.

Em Cantagalo, estão previstos o desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Cantagalo (Gresuc), a Vermelha e Branca, e mais 16 blocos. A Prefeitura não irá liberar nenhum recurso para os blocos carnavalescos e a escola de samba, apenas dará a estrutura para a realização do evento na cidade, como palco, arquibancadas, som, segurança e bailes populares, com investimento estimado em R$ 84 mil. 

Os blocos previstos para desfilar em Cantagalo são: Piranhas, Infantil Jujuba, Sujo, Filhos do Álcool, Bola Murcha, Galo Goy, Urubloco, Amigos do Boi, Galo Louco, Veteranos, Mamaleke, da Padaria, Folia dos Reis, Boteco do Gão, H-Rei e  Sopão do Boy.
O desfile da escola de samba Vermelha e Branca está previsto para a segunda-feira, 27 de fevereiro, a partir das 22h30min., no Centro da cidade.

Em Duas Barras, o prefeito Luiz Carlos Lutterbach fez questão de se reunir com os carnavalescos e prometer apoio ao Carnaval. O presidente da escola de samba Unidos do Morro (Esum), Joacir José Zão, confirmou que a escola desfilará normalmente este ano, apesar da difícil condição financeira em que passa a agremiação e da grande responsabilidade que é mantê-la. 

Após cinco anos afastados do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Monnerat (Gresum), retornam ao comando da escola a presidente Maria Auxiliadora Moreira, a popular Santinha, e o carnavalesco Carlos Lúcio, prometendo resgatar os tempos de glória à frente da agremiação.

Questionados se confirmam a participação da escola este ano, Santinha e Carlos Lúcio alertam: “sem liberação da subvenção, a Gresum não desfila”. Segundo Carlos Lúcio, a Prefeitura já se posicionou favorável ao repasse da verba para possibilitar o carnaval da escola, mas, de acordo com Santinha, ainda há pendências a serem resolvidas.

Na cidade de Carmo, o prefeito César Ladeira garantiu realizar o Carnaval, que terá desfile de blocos, bailes carnavalescos e participação de escola de samba.

Em Bom Jardim, está previstos o desfile de dez blocos carnavalescos, segundo o secretário de Turismo da cidade, Ademir da Bateria. Há muitos anos que em Bom Jardim não há desfile de escolas de samba, apenas os blocos carnavalescos animam a cidade, e os blocos com shows durante o período de Carnaval.

Em Itaocara, o prefeito Manoel Faria confirmou a festa, mas de forma mais modesta, embora com boa infraestrutura. A Avenida Beira Rio será fechada até a terça-feira (28), com segurança e uma banda animando os quatro dias de folia.

Mas não haverá subvenções para nenhuma entidade, sejam os blocos ou escolas de samba. Alguns blocos estão prometendo sair para a rua, mesmo com fantasias do ano passado.

Em Macuco, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Turismo, vai garantir a diversão da maior festa popular do país nos cinco dias – sexta, dia 24, a terça, dia 28.
Embora com uma programação mais modesta, a exemplo das demais cidades, o município também contará com duas escolas de samba. Na programação, a Império do Samba desfila na noite de segunda-feira (27), às 22 horas, enquanto a Beija-Flor passará pela avenida na terça-feira (28), também às 22 horas.

A folia contará com animação do DJ Loop na sexta (24) e bailes populares nos demais dias, sempre após os desfiles de blocos e escolas de samba: Cesário Ramos e Gabriel (sábado, 25), Grupo Simplicidade (domingo, 26), Banda Up Brasil (segunda, 27) e Maycon Mello e Banda (terça, 28).

Os blocos de embalo e a banda de metais completam a alegria ao longo dos cinco dias de folia. A criançada ainda terá diversão garantida com a realização de duas matinês: uma na tarde de domingo (26), às 17 horas, e outra na terça-feira (28), também às 17 horas. Ambas serão animadas pela banda de metais.


Adicionar Comentario

Quintaneja Tropical em Carmo é sucesso

  • PDF

Idealizado e criado por Willians Cândido e Vinícius Abreu, a Quintaneja Tropical, que é realizada na cidade de Carmo, tem sido um grande sucesso.

O bar Tropical funciona no  Centro da cidade, na Avenida Mário Mesquita, 238,  e tem como atração musical, todas as quintas-feiras, o cantor sertanejo Vinícius Abreu e banda, que já vem sendo considerado por muitos como a mais grata e surpreendente revelação do sertanejo universitário na região.

A ‘Quintaneja Tropical’ tem como principal atração o cantor Vinícius Abreu, que se apresenta com um trio formado por ele, Vinícius Abreu (violão/viola 10 cordas e voz), Matheus Huguenin (contrabaixo e violão) e Samuel (bateria).

– Dono de um potencial musical incontestável e de uma carisma imenso com o público que o acompanha por onde vem se apresentando, o cantor também tem muito carisma e futuro promissor na música em nossa região – garante o também músico Janílson Meirelles, que coordena o Projeto Ensaio.

O Bar Tropical é responsável por um grande movimento na vida noturna da cidade de Carmo, principalmente nas noites de quintas-feiras, com a já tradicional ‘Quintaneja Tropical’. Aos sábados, também são oferecidos outros estilos musicais, como pop rock e MPB.

– Trata-se de um local de ambiente totalmente familiar, onde as famílias carmenses e dos municípios vizinhos, entre eles, Além Paraíba (MG), Sumidouro, Cantagalo, Sapucaia, Duas Barras, Cordeiro, entre outros visitantes, vão buscar uma noite de lazer e alegria – garante Janílson Meirelles.




Adicionar Comentario

Jovem cantagalense quer lançar livro sobre a história do município

  • PDF
O jovem Matheus Ladeira, trabalhou como marketing consultant na empresa Rei dos Colchões, em Niterói. Atuou também como assessor de imprensa no Colégio Estadual Lameira de Andrade, em Cantagalo, e trabalhou como marketing na empresa Riedy.

Fez o curso superior de tecnólogo em design gráfico na Universidade Estácio de Sá,  campus do Centro, no Rio de Janeiro, no qual concluiu em 2016.

Desde o primeiro período da faculdade, Matheus Ladeira dizia que seu trabalho de conclusão de curso (TCC),  seria sobre o município de Cantagalo: um projeto de sinalização, um projeto de identidade visual ou um projeto editorial, que foi o escolhido.

Através das pesquisas que ele fez no município para a realização do TCC, notou a carência que Cantagalo tem em materiais de divulgação sobre o turismo e até mesmo sobre a própria história do município.

– Temos grandes livros com a história do município, mais detalhado, histórias para quem gosta de se aprofundar mais. Eu não poderia fazer um trabalho sobre o turismo no município sem antes falar de suas origens e tal, e nem sem mencionar o período cafeeiro, pois acho que é nessa parte que mora o maior potencial turístico que o município deveria explorar – justifica Matheus Ladeira.

E a decisão então foi juntar as várias informações já existentes em outros matérias, sejam matérias retiradas de algumas edições do próprio JORNAL DA REGIÃO, matérias divulgadas no site da Prefeitura de Cantagalo, partes dos livros de Clélio Erthal e de Acácio Ferreira Dias, ou publicações de Sebastião Carvalho sobre as grutas.

“Pegar todas essas informações “espalhadas” e unificar num só material  para rápida consulta e leitura, um material mais chamativo, mais interativo, mais dinâmico, colorido, explorando fotografias históricas e atuais. O resultado final foi o livro ‘Cantagalo em Traços’”, informa Matheus Ladeira.

'Cantagalo em Traços' contém ilustrações feitas a partir de traços irregulares dos pontos mais marcantes do município, como o santuário, o coreto da Praça João XXIII, a própria Praça João XXIII, a rodoviária, o toco, a caixa d’água,  etc.; e traços de resumos da grande história que envolve Cantagalo e toda a região.



Adicionar Comentario

Lauren Hermsdorff continua sua carreira de modelo

  • PDF

 A modelo cordeirense Lauren Hermsdorff, que, durante um período, trabalhou no programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo de Televisão, continua sua carreira de modelo, tirando fotos para marcas famosas, bem como participando de desfile de roupas em várias cidades do país.

– Fiz alguns trabalhos nesse início de ano, mas, como são de roupa de inverno, só divulgam quando mudar a estação – informou Lauren Hermsdorff à reportagem do JORNAL DA REGIÃO.

No final do ano passado,  Lauren participou de uma sessão de fotos para uma rede de lojas de Armação dos Búzios e Cabo Frio (Região dos Lagos), chamada ‘Pôr do Sol’.

Lauren também participou de uma série de fotos com Edu Rodrigues, mas que não foi recentemente. “Não são de agora não, foi quando fiz um book com ele”, contou.

A modelo cordeirense também disse saber da modelo cantagalense Kethelin Vila Nova, que está participando de uma temporada em Milão, na Itália, embora não a conheça pessoalmente.
– A Kethelin eu não conheço pessoalmente. Ela é prima de um primo meu, de Euclidelândia (distrito de Cantagalo). Ele já me falou dela algumas vezes – afirmou.



Adicionar Comentario

Mais quatro diáconos são formados na região

  • PDF

Diáconos Fabrício Melo Salomão, Higor Moraes de Jesus, Rafael de Oliveira Archetti e Yves Barcellos Mozer. Esses são os quatro sacerdotes da Diocese de Nova Friburgo. Com grande alegria, a comunidade deste território episcopal se reuniu na Catedral São João Batista para a Santa Missa presidida pelo Bispo, Dom Edney Gouvêa Mattoso, e concelebrada pelos padres desta Igreja Particular. 

Para chegar ao sonhado dia da ordenação, os quatro Diáconos se prepararam ao longo de nove anos, incluindo o tempo do diaconato. Formados em Filosofia e Teologia, os futuros padres terão como missão Ministrar os Sacramentos da Igreja Católica, cuidar do povo que lhes for confiado, anunciar o Evangelho, entre outras responsabilidades.

Fabrício Melo Salomão

Nascido no município de Cordeiro em 28 de março de 1977, Fabrício Melo Salomão é filho de Odete Maria Conceição e Ricardo Lima Salomão, tendo como lema “Sou o que sou, pela graça de Deus!” (“Gratia autem Dei sum id, quod sum”) (ICor 15, 10). Sobre a ordenação, o Diácono disse que esta é a ocasião mais importante de sua vida.

- É o momento mais feliz e importante da minha vida. Sou muito agradecido a Deus pelo dom da vocação. Toda ansiedade deste momento peço ao Pai que transforme em graças e bênçãos para mim e para todos que estiveram comigo nesta caminhada. O Senhor sempre foi muito generoso comigo. “Sou o que sou pela Graça de Deus!”

A primeira missa foi celebrada no dia 12 de fevereiro, na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Cordeiro.

Higor Moraes de Jesus

Filho de Rozinei e Dailton João de Jesus, o Diácono Higor nasceu em 10 de julho de 1990, em Nova Friburgo. Iniciou seus estudos no Seminário em Nova Friburgo, concluindo Teologia no Colégio Eclesiástico Internacional BIDASOA, na Espanha.

- O sacerdócio é sempre um dom de Deus, um gesto do Seu amor e misericórdia. O que espero do ministério que me será confiado é que eu seja um fiel administrador do amor e da misericórdia do Senhor através da celebração dos Sacramentos da Eucaristia e da Confissão. Espero servir com fidelidade e generosidade de coração à Igreja e a todo o povo de Deus. Desejo também que através de mim muitas almas se acerquem a Deus e façam a experiência do Seu amor - disse o Diácono.

Rafael de Oliveira Archetti

Rafael de Oliveira Archetti nasceu em 24 de abril de 1987. A sua primeira Missa foi na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Olaria. Filho de Maria Eliza e João Carlos Archetti, o futuro sacerdote desta Diocese afirmou estar feliz e emocionado com o momento. Archetti também concluiu seus estudo no Colégio Eclesiástico Internacional BIDASOA.

Yves Barcellos Mozer

Com o lema “Guiai-me Senhor”, o futuro Pe. Yves celebrou sua primeira Eucaristia na Capela Nossa Senhora de Fátima, na localidade de Boa Esperança, em Lumiar – distrito de Nova Friburgo. Nascido em 13 de dezembro de 1988, em Nova Friburgo, filho de Iraci e Arino Mozer, o jovem falou sobre a vocação ao sacerdócio.

- A vocação sacerdotal é um chamado do Altíssimo que independe das virtudes e capacidades do eleito. O Senhor me escolheu por pura graça e misericórdia. O sacerdote é o homem escolhido para servi a Deus onde e da forma que Ele desejar, lembrando que é para servi-Lo e não a si mesmo, as suas vontades e predileções. O padre precisa ser no mundo uma referência que ilumine, forme e conduza a tantos que se encontram sem um horizonte e até mesmo perdendo o sentido de suas vidas, esquecendo que fomos criados para a Glória do Deus. A vida sacerdotal é uma continuação da presença de Cristo que zela e conduz as suas ovelhas – enfatizou o Diácono.

Segundo o Reitor do Seminário, Pe. José Ruy Corrêa Junior, a formação sacerdotal é dividida em etapas e pode variar entre sete e 10 anos. Para a formação dos seminaristas menores de idade, a Diocese de Nova Friburgo possui parceira com o Seminário Diocesano Nossa Senhora do Amor Divino, da Diocese de Petrópolis. Já para a área Teológica do Seminário Maior, a parceria é com os Seminários São José, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, e com o Colégio Eclesiástico Internacional BIDASOA, na Espanha. Informações sobre o Seminário Diocesano em Nova Friburgo podem ser obtidas pelo telefone (22) 2523-1459, pelo site www.diocesenf.org.br ou pelo e-mail seminario.ic@diocesenf.com.br.


Adicionar Comentario

Votorantim Cimento dá dicas para não errar na hora de colocar a mão na massa

  • PDF
Diante dos importantes programas de incentivo anunciados para o setor da construção, muitos brasileiros aproveitam o início do ano e a volta do período de férias para colocar a mão na massa e tirar do papel aquela reforma da casa que vem sendo adiada. Mas como calcular a quantidade ideal de materiais para evitar o desperdício, de material e dinheiro, e garantir o resultado final que se espera? Pensando nisso, a Votorantim Cimentos reuniu cinco dicas para ajudar o consumidor na hora da compra do material de construção:

CONCRETO ARMADO

Utilizado para fundação, pilares, vigas e laje, aumentando a resistência da estrutura, é a junção do concreto com estrutura de aço em seu interior. De acordo com Marcus Vinicius Magliano, gerente de Desenvolvimento Técnico de Mercado da Votorantim Cimentos, os ingredientes escolhidos, como brita e cimento, devem atender às normas técnicas para que o concreto tenha boa qualidade. A dosagem de cada um deles será a mais adequada à função estrutural do concreto armado e suas características em projeto.

CIMENTO BRANCO

Usado em diferentes empreendimentos - de residências a grandes edifícios -, o cimento branco proporciona economia no orçamento e no tempo de obra, pois dispensa acabamentos, como massa corrida e pintura. Além disso, dá um toque charmoso quando exposto na parede ou no piso, ressalta os formatos da construção e torna-se parte da decoração, garantindo um acabamento delicado. Outra vantagem é a possibilidade de ser misturado com pigmentos coloridos, eliminando a necessidade de contratar um pintor. Para locais que buscam um aspecto mais rústico e arrojado, é possível utilizar o cimento branco queimado sobre bases já executadas ou contrapisos existentes.

ARGAMASSA

A argamassa, uma composição de cimento, areia e aditivos químicos, tem a capacidade de unir materiais, impermeabilizar e Calculadora Virtual para argamassa (Mapa da Obra) nivelar superfícies, garantir resistência, regularidade e durabilidade do serviço. Ao comprar o material, é importante verificar o tipo adequado ao serviço a ser executado para não gerar futuros problemas como o desplacamento do revestimento, além de comprar a quantidade necessária para não gerar prejuízo. Para ajudar nessa etapa, o site Mapa da Obra, por exemplo, calcula a quantidade de argamassa que será necessária para a obra.
Gesso e massa corrida

Utilizadas para regularizar superfícies e conferir acabamento em paredes e tetos de ambientes internos, a massa corrida e a pasta de gesso são misturadas com água e devem ser aplicadas rapidamente após o preparo, pois endurecem e se tornam descartáveis. Para evitar esse tipo de perda, o ideal é calcular o consumo necessário do revestimento, cujo volume deve se adequar à metragem quadrada da superfície que receberá o material. O rendimento em m² costuma ser expresso na embalagem do produto, assim como a quantidade necessária de água para o preparo. É importante ressaltar que os dois materiais têm funções distintas. Enquanto a massa corrida regulariza imperfeições e deixa a superfície lisa, sendo ideal para aplicação de tintas, o gesso é utilizado para conferir acabamento final à parede ou ao teto.


Adicionar Comentario

Pgina 7 de 387

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado