Geral

Mais um passeio no Caminhos do Imperador

  • PDF

O circuito turístico Caminhos do Imperador, que é realizado em Boa Sorte, já algum tempo, contou com inúmeros turistas em mais uma de suas edições, no último final de semana. Desta vez, o grupo de visitantes vivenciaram grandes inovações no passeio. 




Além da tradicional passagem pela rota imperial, os turistas foram surpreendidos com um sensacional almoço caipira no Balneário Vale Dourado, contando até com um sanfoneiro para animar o local. O grupo estava diversificado com pessoas de várias localidades do Estado, como Volta Redonda, Cachoeiras de Macacu e Rio de Janeiro. 




Ao final da tarde os turistas tiveram um contato direto com as artesãs da localidade, podendo admirar o artesanato local. Finalizando o roteiro, os turistas foram agraciados com um maravilhosa Café colonial servido no Sítio Cantinho da Paz. 



Adicionar Comentario

1º Seminário de Compras Públicas reuniu mais de 80 representantes de 11 municípios em Nova Friburgo

  • PDF



Nesta quarta-feira (04/07) foi realizado o 1º Seminário de Compras Públicas da Região Serrana, evento realizado pela Rede de Agentes de Desenvolvimento (ADs) em parceria com o Sebrae/RJ. O encontro, que aconteceu na sede da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf) das 8h às 17h, reuniu mais de 80 representantes de 11 municípios que compõem o grupo de trabalho.

Durante o seminário, que tinha como lemas as palavras “Ideias, Interação, Inovação e Parcerias” os participantes tiveram a oportunidade de debater sobre as formas de contratação pelo Poder Público no Brasil, os capítulos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa que tratam deste assunto e quais são os impactos dela nos pequenos negócios da região. 

Também foram colocados em discussão quais são as principais perspectivas para as Compras Públicas no cenário econômico atual e nos próximos anos em termos de legislação e de gestão.

Outro assunto pautado no encontro foi como é possível disseminar ideias e conceitos de inovação, ao mesmo tempo em que haja a interação entre os agentes públicos de diferentes localidades, possibilitando a formação de parcerias.  

Na abertura do encontro, Jaqueline da Silva, agente de desenvolvimento do município do Carmo, responsável pelo seminário, destacou a importância do evento como consolidação das iniciativas da Rede de ADs e enalteceu as parcerias formadas ao longo dos três anos e sete meses de existência do grupo de trabalho. “No dia 04 de dezembro de 2014, quando representantes de apenas seis municípios participavam do Curso Avançado de Formação de Agentes de Desenvolvimento, jamais poderíamos imaginar que uma simples ideia pudesse trazer tanta transformação para nossa região no que tange ao desenvolvimento econômico e ao reconhecimento, inclusive no âmbito nacional, de nossas iniciativas. Por isso é um motivo de orgulho e de muita satisfação estarmos hoje reunidos aqui, participando deste seminário”, destacou.

As ações, o reconhecimento e a capacidade de mobilização da Rede de ADs também fizeram parte da fala do coordenador do grupo, Jorge Braz, secretário de Fazenda do município de Cantagalo, que mostrou a todos os participantes do seminário o troféu conquistado pela Rede de ADs no “Prêmio Sebrae – Prefeito Empreendedor” na categoria: “Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico”. “Somos representantes de uma região que a cada ano que passa, está obtendo o reconhecimento de um local próspero e favorável para as atividades empreendedoras e isso deve nos encher de orgulho e confiança de que novos desafios virão e de que a cada um deles conseguiremos obter sucesso, já que as parcerias formadas e os interesses em promover o desenvolvimento econômico de nossa região - seja no âmbito da sustentabilidade ou da inovação – são notórios e praticados com dedicação por todos os ADs envolvidos. Vale lembrar que todo agente de desenvolvimento é, em sua essência, um agente de transformação”. 

Jorge Braz também aproveitou para convidar os agentes de desenvolvimento presentes no seminário a participarem de evento que será realizado no dia 17 de julho (terça-feira), na Câmara Municipal de Cantagalo, que irá conceder Moção de Aplauso à Rede de ADs da Região Serrana em reconhecimento por suas ações em prol do desenvolvimento econômico regional.

Para a analista do Sebrae/RJ, Raquel Stumm, tudo o que está acontecendo em relação à Rede de ADs é fruto de muito esforço e dedicação dos envolvidos. “Já são quase quatro anos de capacitações, parcerias, dedicação e ações produtivas favoráveis ao ambiente de negócios da Região Serrana como um todo. Por isso parabenizo aos agentes de desenvolvimento por tudo o que eles estão realizando e, se Deus quiser, terão seu reconhecimento consolidado em todo país com a conquista da etapa nacional do Prêmio Sebrae – Prefeito Empreendedor. Torço muito que isso aconteça, pois todos os que estão envolvidos na Rede de ADs são muito dedicados e muito compromissados com a causa deste grupo e seus objetivos de promover o desenvolvimento econômico regional”, ressaltou. 

No 1º Seminário de Compras Públicas da Região Serrana estiveram representantes de Nova Friburgo, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Macuco, Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Trajano de Moraes, São Sebastião do Alto, Sumidouro, Duas Barras e Santa Maria Madalena. O evento também recebeu apoio da Escola de Contas e Gestão do Tribunal de Contas do Estado (ECG-TCE/RJ) e empresa Sumicity.




Adicionar Comentario

O nadador olímpico e atleta pan-americano Luiz Lima visita a região serrana

  • PDF

O atleta e comentarista Luiz Lima prestigiou a abertura da Fevest, em Nova Friburgo, no dia 04 de julho.

No dia 5, estará em Bom Jardim para palestrar em colégios e academias.

Após o almoço, Luiz Lima estará presente em Macuco, Cordeiro (OAB), Cantagalo (Fazenda Gamela e Porão), ministrando palestra de encontros com profissionais de educação física; e na sexta-feira, dia 6 de julho, pela manhã, segue para Carmo e Sumidouro, com os mesmos objetivos.

Na parte da tarde, Luiz palestra para vereadores na Câmara Municipal de Macuco e, na sexta-feira, segue para Carmo e Sumidouro, onde palestra para profissionais de educação física. 

Luiz Lima é um dos maiores fundistas do Brasil. 

Por muitos anos foi atleta profissional de natação, participando de Pan Americanos, Mundiais e das Olimpíadas de Atlanta e Sydney, nas provas de 400, 800 e 1500 metros. Foi recordista Brasileiro e sul-americano destas provas por vários anos, além de pentacampeão da Travessia dos Fortes e tricampeão da Travessia dos Bravos. 

Também foi Secretário Nacional de Esportes de Alto Rendimento entre 2016 e 2017, e hoje é técnico da mais importante equipe de águas abertas do país e comentarista da SporTV.

Através do desafio que venceu em 2008, a travessia do Leme ao Pontal, no Rio de Janeiro, onde nadou 35 km à noite, sem parar, durante 8 horas, Luiz Lima aborda na palestra Do Leme ao Pontal, de forma leve e descontraída, os ensinamentos preciosos que colheu em sua trajetória, além de abordar sobre fragilidades, incertezas, inteligência emocional e objetivos.

Luiz Lima é educador físico e coordenador de grandes eventos esportivos. 

Esteve à frente da Secretaria Nacional de Esportes de Alto Rendimento, entre junho de 2016 e junho de 2017. 

Durante o período em que foi secretário, por sua postura crítica, era descrito pelos colegas do Ministério como um homem "reaça, sonhador e ativista". 

Como secretário, Luiz Lima apontou uma série de falhas na forma como o esporte é conduzido no país, condenou a falta de democracia nas confederações e Comitê Olímpico do Brasil (COB) e deixou clara a insatisfação com a falta de planejamento e os gastos exorbitantes da pasta.



Adicionar Comentario

Carmo e Nova Friburgo se destacam no Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal

  • PDF

O Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM), divulgado pelo Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) com base em dados oficiais de 2016, últimos disponíveis, revela que as regiões Serrana e Centro-Norte têm três cidades entre as dez melhores do estado em desenvolvimento socioeconômico. Assim, como na última edição do estudo (2015), Nova Friburgo se manteve na segunda posição no ranking entre todos os municípios do Rio de Janeiro e está entre os 500 IFDMs mais altos do Brasil.

Petrópolis e Carmo também estão entre os dez maiores resultados do estado, ocupando o 6º e o 10º lugar, respectivamente. Teresópolis, um dos mais populosos municípios da região, deixou o topo da lista em 2015, onde era 3º e ficou na 14º posição. Além de Nova Friburgo, somente Itaperuna foi classificada como alto desenvolvimento em todo o estado.

O índice monitora todas as cidades brasileiras e a avaliação varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o seu desenvolvimento. Cada uma delas é classificada em uma das quatro categorias do estudo: baixo desenvolvimento (de 0 a 0,4), desenvolvimento regular (0,4 a 0,6), desenvolvimento moderado (de 0,6 a 0,8) e alto desenvolvimento (0,8 a 1).  São acompanhadas as áreas de Emprego e Renda, Saúde e Educação e avaliadas conquistas e desafios socioeconômicos de competência municipal: manutenção de ambiente de negócios propício à geração local de emprego e renda, Educação Infantil e Fundamental, e atenção básica em saúde.  O IFDM avaliou 5.471 cidades. As novas, para as quais ainda não há dados, e aquelas com ausência, insuficiência ou inconsistência de informações, não foram analisadas.

Para alcançar novamente um posto de destaque, Nova Friburgo obteve 0,8089 ponto, justificado através dos bons resultados nos quesitos Emprego e Renda e Saúde. Vale lembrar que a cidade ocupa as primeiras colocações do ranking desde o início da série histórica em 2005, nunca tendo ficado fora do Top 10 estadual.

Petrópolis ficou praticamente estável frente à 2015 em razão da menor geração de empregos, mas avançou nos outros dois quesitos. Teresópolis sofreu com o mesmo problema, retraiu 4,3% e, caiu quatro posições. 

A maior alta na região foi registrada por Cantagalo com aumento de 7,5% em relação ao estudo de 2015 justificado, principalmente, pelo crescimento da renda. Já a queda na variável de renda fez com que Sumidouro tivesse o maior recuo (-4,2%) e o pior resultado entre os municípios da região e ficasse com a 88º posição do ranking fluminense.

Na média geral, o IFDM das regiões foi inferior à do estado do Rio. Em relação à Saúde o resultado foi 6,4% abaixo do registrado no Rio. Já em relação aos investimentos em Educação e Emprego e Renda ficaram 3,1% e 1,6% acima da média estadual, respectivamente.

A crise econômica, que teve início em 2014 e causou forte recessão no país, fez com que o nível socioeconômico das cidades brasileiras retrocedesse três anos. A crise se manifestou fortemente no território fluminense na vertente Emprego e Renda, avaliada pelo IFDM: 62% dos municípios do Rio regrediram na comparação com o ano anterior.

As três cidades com pior colocação no IFDM são da Baixada Fluminense: Queimados, Belford Roxo e Japeri. As duas últimas estão entre as 10 com pior avaliação no estado desde 2005. Japeri, no entanto, melhorou em 14,9% sua pontuação no IFDM geral na comparação 2016 X 2015. A região como um todo foi a que apresentou pior avaliação:  o IFDM geral ficou 3,9% inferior ao do estado. Já no Sul e Centro-Sul Fluminense o quadro é o oposto: a média das cidades é 3,9% superior à média do estado.

No IFDM Geral, 95,7% das cidades fluminenses apresentaram desenvolvimento moderado, 2,2%, regular, e nenhuma baixo desenvolvimento. Nas vertentes Saúde e Educação, 52,2% dos municípios foram classificados como alto desenvolvimento.



Adicionar Comentario

Manutenção da RJ-166, estrada que liga Euclidelândia à Macuco

  • PDF

Preocupado com a situação das estradas de Cantagalo e região, o vereador Hugo Guimarães tomou a iniciativa de enviar ofício à Concessionária Rota 116, solicitando a manutenção da estrada que liga Euclidelândia, 3º distrito de Cantagalo, ao município de Macuco; a RJ-166. Além disso, o vereador solicita informações sobre se há alguma previsão para o asfaltamento da referida via.

Segundo o vereador, a manutenção da via é de extrema importância para a segurança e a comodidade dos moradores e trabalhadores de Cantagalo e de Macuco.

“Tal via é utilizada por grande parte dos trabalhadores das duas cidades e escoa grande parte da nossa produção industrial e agrícola. Além disso, existe a necessidade de asfaltamento completa desta estrada. Por isso, solicito também neste ofício mais informações sobre previsões de obras na RJ-166”, explica Hugo Guimarães.

As obras de asfaltamento da RJ-166 são de competência da concessionária que administra a RJ-116, neste caso a Rota 116, como cláusula prevista no contrato de concessão desta via.



Adicionar Comentario

Lei proíbe distribuição de sacolas plásticas no Estado do Rio

  • PDF

As sacolas feitas com plásticos derivados de petróleo terão que sair de circulação dos estabelecimentos comerciais no Estado do Rio de Janeiro em até 18 meses. É o que determina a Lei 8.006, sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão, que modifica a legislação anterior, de 2009. O texto, publicado no Diário Oficial desta terça-feira (26/06), prevê a substituição das sacolinhas tradicionais por sacos biodegradáveis ou reutilizáveis, mais resistentes e confeccionados com materiais provenientes de fontes renováveis.

A nova lei fixa em 18 meses o prazo para que micro e pequenas empresas façam a substituição. Para as demais, serão 12 meses. As sacolas reutilizáveis deverão ter resistência de quatro a dez quilos e ser compostas por no mínimo 51% de material renovável, como o bioplástico produzido a partir do plantio de cana de açúcar ou milho.

Segundo o texto, para ajudar o consumidor na separação do lixo e facilitar a coleta seletiva, os sacos deverão ser confeccionados em duas cores: verde, para resíduos recicláveis, e cinza, para outros rejeitos.

“Essa lei tem o objetivo de estimular a conscientização em torno do grave problema da poluição com sacos plásticos. Esse período que o comércio terá para fazer a substituição das sacolas servirá como adaptação. Com o apoio da população, será uma medida muito importante para a preservação do meio ambiente”, destacou o governador.



Adicionar Comentario

Representação Regional Centro Norte Fluminense doa obra de arte para o acervo da Casa FIRJAN

  • PDF



A Representação Regional Centro Norte Fluminense fez, na última terça-feira, 26/07, a doação de uma obra de arte para fazer parte do acervo da Casa Firjan, nova unidade da Federação, que será inaugurada em agosto, em Botafogo.

A obra, desenhada pelo Instituto Felga i Gracias e construída, em alumínio, pelos alunos do SENAI Nova Friburgo, foi entregue pelo presidente da RR, Carlos Eduardo Lima,  ao presidente da FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, em comemoração aos 200 anos da cidade, aos 75 anos do SENAI Nova Friburgo e aos 40, da Representação Regional.

O Instituto foi o mesmo que idealizou o monumento 'Raiz e Flor', inaugurado, em maio, em homenagem aos dois séculos de fundação do município.

A doação aconteceu durante o Encontro da Indústria 2018, que contou com a presença da diretoria do Sistema FIRJAN, inclusive das Representações Regionais, e presidentes dos sindicatos industriais.

Durante o encontro, o grupo teve oportunidade de debater e apresentar propostas sobre a maneira como o novo espaço contribuirá para o desenvolvimento da indústria. Adquirida em 2011, a Casa Firjan chega com a proposta de avaliar os impactos da nova economia no empreendedorismo e no mercado de trabalho, e apresentar respostas para questionamentos atuais: quais serão as competências exigidas para os profissionais e líderes do futuro, as principais tendências de negócio, o ambiente regulatório apropriado e os melhores modelos de conduta inclusiva, ética e transparente.

"Vamos plugar a FIRJAN nessa grande rede de pensamento, unindo empresários, academia e os jovens. A necessidade de diálogo social com o mundo foi se  aprofundando à medida que nos deparamos com a velocidade das transformações por que passa a indústria", ressaltou Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, ao explicar que a Casa será um espaço de diálogo, necessário neste momento de transformação dos bens de produção na nova economia. A Casa Firjan vai atuar na elaboração de políticas públicas ao mesmo tempo em que oferece um núcleo de empreendedorismo e inovação com cursos alinhados às novas exigências do mercado de trabalho e um centro cultural para envolver a sociedade em reflexões de temas da atualidade.



A empresária Marcia Carestiato; o presidente RR Centro Norte, Carlos Eduardo Lima;
o presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira; o presidente do
SINDVEST de Friburgo, Marcelo Porto; e o vice-presidente da Firjan, Carlos Mariani
(Foto: Divulgação)

Adicionar Comentario

Cantagalo é vencedor em duas categorias na X Edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

  • PDF

Foi realizada no dia 28 de junho no Palácio da Guanabara no Rio de Janeiro, a entrega do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor.

Cantagalo foi vencedor em duas categorias: Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico, através da Rede de Agentes de Desenvolvimento da Região Serrana formada por 11 municípios; e na Categoria Compras Governamentais de Pequenos Negócios, através do Programa "Cantagalo Compra de Cantagalo: Valorizando o Empresário Local". 

O prêmio é um reconhecimento a prefeitos e administradores regionais que implantaram projetos com resultados comprovados para o desenvolvimento dos pequenos negócios do município. 

Os seis prefeitos vencedores serão os representantes do Estado do Rio de Janeiro na etapa nacional do Prêmio, que ocorrerá em Brasília, em 2019.

Cantagalo foi inscrito no Projeto da Rede de Agentes de Desenvolvimento, que atualmente é o Município que coordena a Rede de Agentes através do presidente da Rede e secretário Municipal de Fazenda, Jorge Braz Cardoso Ferreira. 

Atualmente a Rede de Agentes de Desenvolvimento possui em sua estrutura 11 municípios da região serrana, as cidades de Cantagalo, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Carmo, Cordeiro, Duas Barras, Macuco, Nova Friburgo, Santa Maria Madalena, Sumidouro e Trajano de Moraes.

Já na categoria Compras Governamentais de Pequenos Negócios, o projeto inscrito foi o Programa "Cantagalo Compra de Cantagalo: Valorizando o Empresário Local", que com o grande apoio do prefeito Guga de Paula e o esforço da equipe da Prefeitura vem alcançando grande repercussão nacional desde sua implantação.

O Programa Cantagalo Compra de Cantagalo, foi lançado em junho 2017 e é uma realização da Prefeitura em parceria com o Sebrae/RJ através do Programa Compra Mais – Programa de Compras Governamentais das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio de Janeiro. 

Este Programa tem obtido destaque como Boas Práticas em Compras Públicas a nível nacional, tendo já sido apresentado no Fomenta Nacional em Brasília; no Seminário de Desenvolvimento Regional, em Teixeira de Freitas, na Bahia; e também servido de inspiração para replica das ações do

Programa em cidades como Cristianópolis - Sergipe e em Paty de Alferes, com o programa Paty Compra de Paty.

Algumas ações promovidas pelo Programa como a Elaboração do Decreto 3.155/17, no qual o prazo de pagamento de Microempreendedores Locais e Produtores da Agricultura Familiar com empenhos de até R$ 8 mil reais passaram a receber da Prefeitura com cinco dias. 

Já o Decreto 3.177/17 estabelece o fluxo processual de pagamento diferenciado para pequenos negócios sediados em Cantagalo, onde todo processo local que se enquadre recebe o Selo do Galo. 

Desta forma com os dois decretos os processos locais passaram a tramitar com maior rapidez e receber pagamentos com maior facilidade. 

Ainda houve também a criação do Plano Estimativo de Compras Municipal (PECOMPE) para os Pequenos Negócios, através do Decreto 3.127/17, elaborado duas vezes por ano o PECOMPE tem o objetivo de divulgar o que será comprado pela Prefeitura aumentando assim a participação dos Pequenos Negócios nas futuras aquisições da Administração Municipal.

Além dos Decretos mencionados, houve a votação na Câmara da Lei n°1372/17, que atualiza o tratamento favorecido e simplificado concedido pelo Município às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

Na Lei há a regulamentação e atualização de todos os capítulos da Lei n°123/06, que aborda o tratamento diferenciado aos pequenos negócios, além de trazer diversas inovações. Um destaque desta lei é a desburocratização da participação dos Produtores da Agricultura Familiar nos processos licitatórios do Município, uma vez que agora eles somente necessitam apresentar um número menor de documentos e que são os mesmos já apresentados na chamada pública. Outra inovação foi abolir a necessidade de apresentação do balanço patrimonial da micro e pequena empresa promovendo assim a desburocratização para este empresários.

Uma das diversas metas do Programa era por exemplo, aumentar em 10% a participação de negócios sediados em Cantagalo no volume total de contratações e o atingido através das ações do Programa foi de 341,88% de crescimento, ultrapassando em muito a meta proposta. Cantagalo que antes do programa era o terceiro município nas compras da Prefeitura de Cantagalo, passou a novamente ocupar a primeira colocação de municípios com o maior número de empresas contratadas.



Adicionar Comentario

Pgina 7 de 411

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado