Geral

Escolas de samba Vilage e Bola Branca vencem o carnaval de Nova Friburgo

  • PDF

Com um enredo contando a sua própria história de superação após o incêndio que atingiu o barracão no ano passado, e desfilando no domingo de carnaval debaixo de chuva, a Vilage do Samba foi a grande campeã do carnaval friburguense de 2019. Desde 2014, a escola verde e branca não ganhava um título.

Em segundo lugar ficou a Alunos do Samba. Bicampeã no ano passado, a Imperatriz de Olaria ficou na terceira posição, por um décimo de diferença para a escola de Conselheiro. Já a Unidos da Saudade, punida com a perda de dois pontos por ter ultrapassado os limites da área em que poderia montar seus carros alegóricos, amargou o último lugar.

O presidente da Vilage, Ricardo Pavão, disse que a escola ganhou porque entrou na avenida “com sangue nos olhos”. “Não houve renascimento das cinzas porque nunca morremos”, afirmou ele.

O resultado final do Grupo Especial ficou assim: 1º Vilage no Samba - 189,9; 2º Alunos do Samba - 188,8; 3º Imperatriz de Olaria - 188,7; e 4º Unidos da Saudade - 187,5

No Grupo A, a escola de samba Bola Branca foi a vencedora por dois décimos. Com isso, a agremiação do Catarcione conquista o tetracampeonato do carnaval.

Este ano, a Globo de Ouro, ficou em segundo lugar. A pontuação do Grupo A foi a seguinte: 1° Bola Branca - 199,7; 2° Globo de Ouro - 199,5; 3° Unidos do Imperador - 199,2; e 4° Raio de Luar - 199,1

A Bola Branca desfilou no sábado de carnaval com um enredo sobre festas populares. Com o enredo “Bola Branca em ritmo de festa”. A escola preto, branco, azul e rosa desfilou com 80 componentes na bateria e muita animação.



Adicionar Comentario

O cantagalense Tarcísio Zanon é o carnavalesco campeão pela Escola de Samba Estácio de Sá

  • PDF



A Estácio de Sá foi a grande vencedora da Série A no Carnaval 2019. A apuração revelou que a vermelho e branco poderá voltar a competir no Grupo Especial em 2020, o que não acontecia desde 2016, última passagem dela pela elite da folia carioca.

Com o enredo “A fé que emerge das águas”, a agremiação do Morro do São Carlos, no Centro do Rio, brindou o público da Sapucaí com um desfile sobre a imagem do Cristo Negro encontrada no mar do Caribe, na região do Panamá. 

O tema do desfile para o carnaval de 2019 foi “A fé que emerge das águas”, enredo da escola, que foi desenvolvido pelo carnavalesco, o cantagalense Tarcísio Zanon. Este é o quinto desfile assinado pelo profissional cuja trajetória começou no Berço do Samba, e o segundo em carreira solo.




“Nosso enredo vem carregado de emoção, cultura e muita alegria. A força da nossa comunidade, aliada à temática que vamos apresentar, vão proporcionar ao público um grande espetáculo no sábado de Carnaval. Sempre que apresentamos um tema cuja conjunção é a fé, a devoção e a força do estaciano, tudo flui e estamos apostando nisso. A Estácio reviverá dias de alegria e muita fé a desaguar na Sapucaí”, dizia o carnavalesco Tarcísio Zanon antes do desfile da escola.

A vitória da Estácio foi com vantagem expressiva sobre as outra escolas.



Adicionar Comentario

Teatro Amador do Colégio Anchieta completa 45 anos e prepara mais uma peça inédita

  • PDF



No ano em que o Teatro Amador do Colégio Anchieta (TACA) completa 45 anos, alunos da equipe de atores, preparam-se para mais uma peça inédita, no dia 14 de março. 

Formado por alunos do Ensino Médio, o TACA lançará, no dia 15 de Março, em parceria com o Laboratório de Redação, com a Biblioteca e com a Área de Artes do Colégio Anchieta, o projeto “O Menino Poeta” da obra de Henriqueta Lisboa.

A montagem cênica está prevista para apresentação, no dia 25 de Outubro, deste ano, às 19h, no Espaço de Eventos Santo Inácio.

A poetisa e tradutora Henriqueta Lisboa nasceu na cidade de Lambar, no Estado de Minas Gerais, no dia 15 de Julho de 1901, fruto da união entre o Deputado Federal João de Almeida e Maria Rita Vilhete Lisboa. Ela se torna, posteriormente, a primeira escritora a ser eleita integrante da Academia Mineira de Letras, em 1983. Henriqueta Lisboa será vivida pela aluna Amanda Bertolli. Além da personagem, o público poderá conferir também, uma de suas obras intituladas “O Menino Poeta” que será representado pelo aluno Lucas Freitas. A obra foi escrita por Henriqueta Lisboa aos 21 anos de idade, e contará fatos de um clássico da poesia brasileira, voltado exclusivamente ao público infantil. 

A trilha sonora ficará por conta da Dupla, Rob & Ana, com músicas do Folclore Mineiro e o figurino, produzido pelo estilista Virgílius Santos. 

Os atores ainda farão uma participação especial com a apresentação do grupo Caixeira da Guia, coordenados pelo Prof. e Músico Heitor Barcelos.

A Peça será composta por alunos do curso de teatro e também envolverá alunos da Oficina de Cinema, que estarão se preparando para a produção de um documentário escrito e dirigido por Felippe Nagato. 

Mais uma performance bonita que é esperada por todos.



Adicionar Comentario

Encontro de Passat em Santa Rita da Floresta

  • PDF



No dia 16 de fevereiro um grupo de amigos de carros antigos, principalmente o passar, visitou Santa Rita da Floresta, no município de Cantagalo. “Um passeio informal dos associados acabou se transformando em um pequeno e agradável evento de carros antigos  Amigos e Passat: mais uma vez, o objetivo do Passat Clube – RJ foi cumprido”, afirmaram os organizadores do evento.

O ponto de encontro para o início da carreata aconteceu em Guapimirim, de onde 10 Passats saíram na manhã de sábado pela BR-116, subindo a serra. Em Teresópolis, mais um Passat se juntou ao grupo para a viagem, totalizando 11 exemplares, produzidos entre 1976 e 1987. O passeio aconteceu sem problemas ou imprevistos, mesmo com as péssimas condições de parte da RJ-160, por onde se dá o acesso a Santa Rita da Floresta.

A chegada aconteceu por volta do meio dia, e a carreata acabou atraindo a atenção dos moradores. “Após acomodarmos as bagagens, o nosso destino foi uma cachoeira da região. Lá, os associados presentes ao passeio puderam aproveitar todo o período da tarde em meio a natureza”, garantiu o organizador.

Durante a noite, foi organizado os carros por ordem de ano na praça, fazendo uma exposição para o público, e os participantes foram se reunir na Cantina Vó Dalila. “Para nossa satisfação, as notícias correram nos dias anteriores ao evento e recebemos a visita de mais dois belos Passat da região: um GL Village 1987, da cidade vizinha de Carmo, e um GTS Pointer 1988 da cidade de Conceição de Macabu, a aproximadamente 100 km de distância! Também tivemos a presença do impecável Escort XR3 conversível do amigo Rui Guilherme que veio do Rio de Janeiro prestigiar o nosso passeio”, afirmou umm dos participantes.

Na noite foi comemorado o aniversário do associado Gutenberg Baptista, com direito a parabéns e bolo com a foto do seu Passat. “Ele ofereceu aos sócios uma linda miniatura de Passat TS, feita em madeira, para ser sorteada. Sorte do Alexandre Thomaz, que, além de ter um Passat na garagem, agora também possui um na sala de estar” afirmaram.

Na manhã de domingo foi a chance de mais bate papo e risadas entre os participantes, durante o café e a arrumação da bagagem no porta-malas. “Depois disso, tanque cheio e Passat na estrada, para terminar mais um passeio do clube já planejando quando será o próximo. Até o próximo passeio!”, afirmaram  os membros do Passat Clube do Rio de Janeiro, que agradeceram a hospitalizada dos moradores de Santa Rita da Floresta.



Adicionar Comentario

Prefeito de Trajano pede asfalto

  • PDF



O Palácio Guanabara, no bairro das Laranjeiras – no Rio de Janeiro, foi a sede do encontro entre o prefeito de Trajano de Moraes Rodrigo Viana e o vice Jorge Diniz com o Governador do estado do Rio de Janeiro Wilson Witzel. Na oportunidade o Prefeito apresentou as necessidades do município, como melhoria nas estradas, reforma de pontes, programas de incentivo a agricultura e a viabilidade de se construir mais dois DPOs no município, entre outros assuntos.

O Prefeito relatou que o encontro foi muito produtivo, e foi possível explanar todas as demandas do município, sendo assim buscar todas as melhorias fundamentais para Trajano de Moraes. Junto ao Prefeito e ao vice estava o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos Juninho Azevedo.

A ação foi promovia pelo Deputado Federal Áureo, que elencou ainda a mesa de reunião com a participação de vários prefeitos da região Noroeste do Estado. “O objetivo foi ouvir e atender as demandas de cada município. Hoje para nossa cidade, por exemplo, temos vários pedidos, mas um deles é o asfalto entre Trajano e Tapera, ou seja, pouco mais de 19 quilômetros”, disse o prefeito Rodrigo Viana.

Ainda durante o encontro o prefeito destacou a necessidade do reforço no efetivo da Polícia Militar no município, como por exemplo, a criação de duas unidades de DPO. “Terminamos mais um dia com o ar de dever cumprido. Na pauta os problemas enfrentados pelos municípios. Aproveitei o momento para reforçar e pedir ao governador através de ofício o tão sonhado asfalto na RJ-162 Trajano de Moraes x Tapera. Outro pedido foi com relação à construção de dois DPOs, sendo um para o distrito de Visconde de Imbé e outro para Vila da Grama”, destacou Rodrigo Viana.

Ainda na ocasião foi solicitado ao governador o serviço coordenado pelo DER de tapa buracos para atender a localidade de Serra das Almas, visto que o local é importante para o escoamento de parte da produção agrícola que atende o estado. “Na certeza que essa parceria dará certo é que saímos do Palácio Guanabara convictos e esperançosos por dias melhores para nossa população de Trajano de Moraes”, enfatizou o chefe do executivo.



Adicionar Comentario

Cantagalo completa 205 anos

  • PDF



O município de Cantagalo tem população estimada pelo IBGE em 2010 de 19 830 habitantes, dividida nos distritos de Cantagalo (sede), Santa Rita da Floresta (segundo distrito), Euclidelândia (terceiro distrito), São Sebastião do Paraíba (quarto distrito) e Boa Sorte (quinto distrito).

Os primeiros habitantes do território de Cantagalo foram os índios Coroados e Goitacases, que desapareceram da região por volta de 1855. A colonização não indígena do local teve início em meados do século XVIII, em função da chamada “febre do ouro”, que atraiu aventureiros de todos os cantos, entre eles o português Manoel Henriques, conhecido como “Mão de Luva”. Ele deixou Minas Gerais acompanhado pelo seu bando em busca de vertentes dos córregos afluentes dos rios Macuco, Negro e Grande, com objetivo de conseguir riqueza fácil, através da garimpagem clandestina.

O bando de “Mão de Luva” localizou o lugar onde hoje se ergue a Usina Cantagalo, dando origem à formação de um núcleo que, em 1794, já possuía cerca de 200 moradias, formando uma mistura de aventureiros efetivos do local. Porém, a Coroa Portuguesa mantinha o monopólio de exploração dos garimpos. Por isso, por ordem de dom Luiz de Vasconcelos e Souza, vice-rei do Brasil, diversas diligências foram efetuadas contra o grupo, o que culminou com a captura do renegado português e de seu bando.

A prisão dos aventureiros foi ocasionada por uma situação curiosa, que acabou por dar origem à atual denominação do município. Depois de inúmeras batidas pelo mato, já bastantes cansados e desanimados, os agentes se preparavam para voltar, quando ouviram um galo cantar. Penetrando mais fundo na mata, encontraram, dormindo à sombra de uma árvore, um dos companheiros de “Mão de Luva”. Preso, mas diante da promessa de liberdade e dinheiro, ele denunciou seus companheiros, que foram capturados quase sem oferecer resistência. Manoel Henriques, o “Mão de Luva”, foi enviado, em degredo, para a África.

Foi a partir de 1786 que a localidade passou a ser denominada de “Cantagalo”, em substituição ao seu antigo nome de “Sertões de Macacu”.

O crescimento de Cantagalo não foi interrompido pelo fim da febre do ouro. Se a terra era pobre em metais, por outro lado era extremamente fértil. Por isso, sua região cobriu-se de imensas plantações de café, milho, feijão, cana-de-açúcar, mandioca transformando a localidade em uma das mais importantes da província.

Tanto que, no seu período áureo, ela chegou a ser chamada de “Celeiro da Terra Fluminense”. Com o crescimento do setor agrícola, entrou em cena a mão-de-obra escrava e o elemento negro, que representou papel importante na formação do patrimônio social e econômico da região.

Durante alguns anos, a comemoração do aniversário de Cantagalo erá feito no dia 02 de outubro, mas de um período para cá, passou a ser comemorado no dia 9 de março, pois sua emancipação teria ocorrido em 1814.



Adicionar Comentario

Prefeitura de Cantagalo realiza renovação do Programa Saúde na Escola

  • PDF

A Prefeitura Municipal de Cantagalo, por meio de uma parceria entre as Secretarias de Saúde (SMS) e a Secretaria de  Educação fizeram mais uma vez adesão ao novo ciclo do Programa Saúde na Escola (PSE), biênio 2019-2020. Este termo de compromisso foi assinado no dia 08 de Fevereiro pelo Secretário municipal de Saúde, Dr. Márcio Barbas e pela Secretária municipal de Educação, Carla Guimarães.

O PSE foi instituído em 2007. Cantagalo realizou a sua adesão ao programa no ano de 2012, e em 2013 foram inciadas algumas ações nas escolas, intensificando estas nos anos seguintes.

Com o objetivo de incorporar a prevenção a saúde nas escolas municipais (e estaduais) , o município de Cantagalo, aderiu mais uma vez ao Programa, por entender que o mesmo contribuirá significativamente com a elevação dos indicadores de saúde de forma positiva para nossos educandos.

“Esperamos que este novo ciclo do programa seja um sucesso para o nosso município e assim continuarmos buscando a cada dia o melhor para a saúde de nossas crianças e jovens.” - Declarou a Coordenadora do Programa Saúde na Escola em Cantagalo, Rita Souza.

O Programa Saúde na Escola (PSE), política intersetorial da Saúde e da Educação, foi instituído em 2007. As políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira se unem para promover saúde e educação integral.

A articulação intersetorial das redes públicas de saúde e de educação e das demais redes sociais para o desenvolvimento das ações do PSE implica mais do que ofertas de serviços num mesmo território, pois deve propiciar a sustentabilidade das ações a partir da conformação de redes de corresponsabilidade. Implica colocar em questão: como esses serviços estão se relacionando? Qual o padrão comunicacional estabelecido entre as diferentes equipes e serviços? Que modelos de atenção e de gestão estão sendo produzidos nesses serviços?

A articulação entre Escola e Rede Básica de Saúde é à base do Programa Saúde na Escola. O PSE é uma estratégia de integração da saúde e educação para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas brasileiras. Sua sustentabilidade e qualidade dependem de todos nós!



Adicionar Comentario

Convênio entre Estácio Nova Friburgo e Prefeitura amplia atendimentos em hospitais municipais

  • PDF



A Estácio Nova Friburgo formalizou dia 19 de fevereiro deste ano com a Prefeitura Municipal, por meio da secretaria de Saúde, o Projeto Mãos Dadas. Trata-se da ampliação de um convênio com o governo local para aumentar o atendimento na rede municipal de saúde.

“A partir de agora não só os alunos de enfermagem, mas também os dos cursos de psicologia, farmácia, nutrição e fisioterapia, acompanhados de nossos preceptores, realizarão um trabalho multidisciplinar com os pacientes atendidos pela rede municipal de saúde da cidade”, explica o diretor da Estácio Nova Friburgo, Leonardo Jannotti. Ele acrescenta que o projeto aumenta a oferta de estágios para os alunos da universidade.

“A ideia é atuar com as diversas áreas de formação disponíveis no campus para que possamos colaborar na redução do tempo de internação ou até mesmo na prevenção primaria para evitar eventual internação, contribuindo para a melhoria de diversos índices locais”.

Os alunos irão atuar em conjunto com os profissionais de saúde do município no atendimento à população.

Durante o evento de apresentação do Projeto de Mãos Dadas, a secretária de Saúde de Nova Friburgo, Tânia Trilha, informou que, a princípio, os alunos serão indicados para atuar nos hospitais municipais Raul Sertã e Maternidade Mário Dutra de Castro, mas a ideia é que esses profissionais em formação possam auxiliar em todas as unidades de saúde do município.

“Essa é a primeira vez que um projeto como este é desenvolvido em Nova Friburgo. Já temos o estágio em enfermagem, agora ampliamos as especialidades. É excelente, porque além de trazer benefícios para a instituição de ensino, que poderá ter seus alunos colocando em prática tudo o que aprendem na teoria, também beneficia a população que terá atendimento ampliado nessas áreas. Aumentamos a gama de atendimentos e fortalecemos a rede de atenção básica com esse convênio”, explica Tânia Trilha.

Nova Friburgo tem hoje 24 Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo 20 unidades de Saúde da Família. Além disso, existe ainda uma policlínica, a Silvio Henrique Braune, no Centro. 

Os estágios não são remunerados, não havendo ônus ao município na contratação dos alunos. Também não há um número limite de vagas para serem preenchidas, a rede deve absorver quantos profissionais forem necessários. A oportunidade é aberta para todos os alunos a partir do 5º período dos cinco cursos contemplados pelo convênio. Atualmente, cerca de 800 alunos estão aptos a participar, só neste semestre.



Adicionar Comentario

Pgina 9 de 446

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado