Geral

Associação Comercial de Cordeiro realiza eventos para animar comércio na cidade

  • PDF

O empresário e ex-presidente e atual vice-presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Cordeiro (Aciacor), Elesbão de Paula Mattos decidiu, junto com a diretoria da entidade inovar este ano, realizando quatro dias de eventos, e durante a semana, para animar as ruas de Cordeiro, durante o mês de dezembro.

O evento “Natal é mais divertido em Cordeiro” conta com atrações de culturais, pula pula para a garotada, pipoca e algodão doce, que começou no dia 4 de dezembro com a participação da Fanfara do Colégio José Pinho de Carvalho desfilando pelas ruas da cidade, terá prosseguimento nos dias 14 e 18 de dezembro, sempre as terças e sexta-feiras. “Procuramos fazer  o evento em dias de semana, pois nos finais de semana, já é normal o movimento maior”, garante Elesbão de Paula.

A programação dos próximos dias de evento do “Natal Divertido” da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Cordeiro (Aciacor) é a seguinte:

No dia 14 de dezembro, sexta-feira, coreografia infantil da Igreja Batista Nacional do Rodolfo - Grupo Nascidos para Adorar - a partir das 15 horas.

Já no dia 18 de dezembro, terça-feira,  terá apresentação da Academia de Dança Cecília Gym a partir das 15 horas, no centro da cidade.

Todos os dias pipoca, algodão doce e pula pula para a criançada!

A realização é da Aciacor, com o patrocínio do Supermercado Superthal e da Riedy, com apoio da Prefeitura Municipal de Cordeiro.



Adicionar Comentario

Entrega do troféu "Melhores do Ano 2018" foi realizada em Nova Friburgo

  • PDF



O Jornal da Região conquista o troféu “Melhores do Ano” pela terceira vez consecutiva. 

Idealizado pelo produtor cultural Sérgio Arouca, o evento “Melhores do Ano 2018”, já em sua vigésima edição, engloba Nova Friburgo e a região Centro Norte Fluminense, e foi realizado no salão nobre do Caledônia Montanha Clube, com presença de autoridades políticas municipais, estaduais,  judiciais, religiosas e empresariais.

A primeira premiação do Jornal da Região foi em 2016. Em 2017, a entrega foi na cidade de Bom Jardim. Este ano, o evento foi realizado no dia 8 de dezembro, nas dependências do Caledônia Montanha Clube, em Nova Friburgo.

Durante a entrega da premiação ao jornalista Célio Figueiredo, editor e proprietário do semanário, foi destacada pelo jornalista Henrique Amorim, o apresentador do evento, a credibilidade e a importância do jornal na região. 

“Mais uma vez queremos agradecer aos organizadores do evento, principalmente ao seu idealizador, Sérgio Arouca, por mais esta conquista do troféu ofertado ao Jornal da Região, e esperamos que no próximo ano, possamos estar mais presentes na comunidade friburguense”, afirmou Célio Figueiredo, que está a frente do jornal há 32 anos.




Os presidentes das Câmaras Municipais de Duas Barras, Bebeto e de Nova Friburgo, Alexandre Cruz, o secretário de Saúde de Bom Jardim, Marcos Welber Pinheiro Vieira, e o prefeito de Macuco, Bruno Boaretto, foram algumas personalidades politicas homenageadas.

O juiz federal Elmo Gomes, de Nova Friburgo, mais uma vez recebeu o troféu "Melhores do Ano".

O juiz Mauro Nicolau, que já atuou durante quatro anos na Comarca de São Sebastião do Alto.  Atualmente, trabalha no Rio de Janeiro, mas reside em Nova Friburgo. Os dois juízes fizeram questão de enaltecer o trabalho de Maria das Dores Melo Pacheco a frente da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Nova Friburgo. Diversos empresários de Nova Friburgo, Bom Jardim e Duas Barras foram também homenageados. Representantes da Polícia Militar e Civil receberam homenagens no evento, promovido por Sérgio Arouca.



Adicionar Comentario

Itaocara realizou mobilização para limpeza do Rio Paraíba do Sul

  • PDF



A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Itaocara organizou no dia 24 de novembro (sábado) o ITA + LIMPA, uma grande mobilização para limpeza do rio Paraíba do Sul em Itaocara/RJ, com a participação de vários voluntários.  

A ação foi programada de forma integrada e envolveu outros movimentos da cidade: Associação de Catadores de Matérias Recicláveis de Itaocara, Associação de Canoagem de Itaocara – ACAI, Pedal de Batom, Polo de Itaocara CEDERJ/UAB, Maçonaria, Dojo Ishimura, Ita Jipe Clube, Falcões de Cristo Motoclub, Projeto Piabanha e Banzé Fishing Team. 

 Também foi realizada a Ação Global 2018. Um grande mutirão de profissionais das secretarias de Assistência Social e Saúde, onde estiveram disponíveis para atender a população de Itaocara. 

O Rio Paraíba é responsável pelo abastecimento de 184 municípios, incluindo aí Grande Rio e a capital, e é necessário para a sobrevivência econômica e financeira do estado. A bacia do rio Paraíba do Sul corta três dos principais estado do país – SP, RJ e MG. Onde estão instaladas 6.100 indústrias, responsáveis por 11% do PIB, Produto Interno Bruto, nacional. A água da bacia é um elemento estratégico para o abastecimento de seis mil pequenas, médias e grandes propriedades rurais e de 15 milhões de pessoas.



Adicionar Comentario

Prefeitura de São Sebastião do Alto recebe parecer prévio favorável à aprovação de contas

  • PDF



A cidade de São Sebastião do Alto recebeu parecer prévio favorável à aprovação de suas contas referentes ao exercício de 2017. O plenário do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) aprovou no dia 27 de novembro o voto apresentado pela conselheira substituta Andrea Siqueira Martins. 

Responsável pelas contas, o prefeito Carlos Otávio da Silva Rodrigues realizou os investimentos obrigatórios em Saúde e Educação e não gastou com pessoal acima do limite de 54% da Receita Corrente Líquida (RCL), imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) - gasto de 51,15%. O parecer será enviado para a Câmara Municipal local, que decidirá pela aprovação ou reprovação das contas.

O gestor aplicou 26,11% das receitas de impostos e transferências em Educação, enquanto o mínimo é de 25%. Em Saúde os investimentos chegaram a 22,47%, sendo 15% o percentual imposto por lei. 

A conselheira substituta, no entanto, apontou 20 ressalvas e determinações, entre elas o déficit de R$ 1.033.552,53; a inscrição de R$ 294.855,55 em restos a pagar não processados, sem a devida disponibilidade de caixa; e a existência de sistema de tributação deficiente, que prejudica a efetiva arrecadação dos tributos instituídos pelo município.



Adicionar Comentario

Mercado de flores e plantas ornamentais deve movimentar R$ 500 milhões no Estado do Rio

  • PDF

Setor de flores e plantas ornamentais já é responsável por cerca de 17 mil empregos diretos e indiretos


Nem tudo são flores na economia fluminense. A exceção são as rosas, crisântemos, lírios, helicônias, alpínias e bastões do imperador que, apesar do mau tempo nas finanças estaduais, estão fazendo crescer o delicado mercado floricultor no Estado do Rio, que já é responsável por 17 mil empregos diretos e indiretos.

Pelos cálculos da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappa), a floricultura deve movimentar cerca de R$ 500 milhões, em toda a cadeia, incluindo produção e comércio, em 2018. Um aumento de 8% em relação ao ano passado, na estimativa da gerente setorial do Programa Florescer da Seappa, Nazaré Dias.

O crescimento acompanha a média nacional, que deve crescer entre 7% e 8%. Com isso, as vendas ao consumidor final podem chegar a cerca de R$ 8 bilhões no Brasil, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor). O Estado do Rio, que há 20 anos era o quarto posicionado no ranking dos produtores, hoje ocupa a segunda colocação. Fica atrás de São Paulo, onde apenas a cidade de Holambra, no interior paulista, responde por 45% do mercado de flores nacional.

No Estado do Rio, 88% dos produtores de flores e plantas ornamentais estão nas regiões Serrana e Metropolitana. Nova Friburgo responde por quase 60% da produção de flores de corte de clima temperado, de acordo com a Ibraflor. A cidade vizinha, Bom Jardim, é a capital fluminense das rosas, com produção de cerca de três milhões de maços, no ano passado.

Já quando o assunto é flor de corte de clima tropical, o município do Rio lidera a produção. Porém, as regiões Serrana e Metropolitana também produzem plantas para jardinagem e paisagismo. "A maioria dos nossos produtores da Serra são familiares. Os pais na produção, os filhos no mercado", conta Nazaré, garantindo que a atividade já está consolidada no estado. "Não tende a sumir, como algumas atividades. Porque tem setores na agricultura, como hortigranjeiros, que os filhos não querem prosseguir. Na flor, não", garante a gerente do Programa Florescer.

Segundo ela, as flores de clima temperado, como rosas, gérberas, astromélias e lírios exigem do produtor um pouco mais de tecnificação. "Existem culturas, como crisântemos, que precisam de estufa, controle de luminosidade, pois crescem muito e não dão flor", explica Nazaré, contando que muitas vezes os produtores precisam até de luz artificial. "É comum na Região Serrana. Chega à noite na área de produção e as estufas estão todas iluminadas", diz.


Flores tropicais enfeitam a Zona Oeste

Os maiores produtores de flores de corte de clima tropical do Brasil estão localizados na Zona Oeste do Rio. Antúrios, helicônias, alpínias e bastões do imperador florescem em abundância na região escolhida pelos produtores justamente por causa do clima.

Cezar Vital, 43 anos, faz parte da terceira geração à frente da Guandu Tropical Flores, que produz, em média, 800 dúzias de antúrios todos os meses. "Quem começou foi meu avô, Luiz Jesus de Vital Abreu, que iniciou com plantação de legumes, depois passou para rosa e, já na década de 1970, para flor de corte tropical e folhagem, onde estamos até hoje", conta ele, que toca o negócio com o pai, os tios e os primos, além de três empregados.

Vital revela que ninguém da família fez faculdade ou buscou uma especialização. Eles aprenderam plantando. "Planta aqui, deu errado, muda o jeito de plantar. A gente vai aprendendo no dia a dia", destaca. Eles são donos de uma propriedade de 150 hectares, mas cultivam em apenas 30 hectares. "Os outros 120 a gente preserva. É só mato", explica Vital, que outro dia vendeu 4,8 mil maços de helicônia para a Hípica de Campinas, em São Paulo.



Adicionar Comentario

Exército fará palestras para estudantes da rede municipal de ensino em Trajano de Moraes

  • PDF



Dando continuidade aos trabalhos em várias escolas no estado do Rio de Janeiro, por meio do Programa "Ações Educativas e Culturais: Meio Ambiente, Segurança, Saúde e Vocação vão à escola", o Exército Brasileiro vai realizar, no dia 5 de dezembro, mais uma atividade voltada aos jovens estudantes da rede municipal de ensino em Trajano de Moraes. De acordo com a secretária da Junta Militar 060 – Elisângela Monteiro, a ação terá a finalidade de promover o desenvolvimento dos jovens através de palestras educativa motivacional.

A palestra esta marcada para começar às 9h e 30min, no distrito de Visconde de Imbé. Já às 11h no Ginásio. Em seguida terá uma pausa pra o almoço e às 14h e 20min a palestra será ministrada no CIEP 279 – Professora Guiomar Goncalves Neves. “Quero agradecer ao prefeito Rodrigo Viana, ao vice Jorginho Diniz e ao secretário municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer Eliandro Garcia pela oportunidade, e também aos militares do Exército pelo incentivo aos jovens de nossa cidade”, comentou Elisângela Monteiro.

Na oportunidade, o militar irá mostrar aos alunos a perspectiva de um futuro melhor e também orientar os estudantes a trilharem por caminhos seguros, na busca por uma carreira sólida e promissora. “Outro assunto será sobre o plano de carreira Militar do Exército Brasileiro, a progressão hierárquica e também sobre as diversas formas de ingressar no Exército. Será muito importante para nossos jovens”, disse Elisângela.

Ao decorrer da palestra, o militar levará os alunos a refletirem sobre o compromisso que a carreira exige ao ingressarem na vida militar. “Será feita uma abordagem do assunto desde o perfil de um Militar que deve reunir: a determinação, força, coragem, responsabilidade, honestidade, como também sobre os direitos e as obrigações. Eles sempre orientam os estudantes com vídeos explicativos sobre como ingressar e a formação dentro da Academia Militar, entre outros assuntos”, destacou.

Ao término das apresentações, os estudantes vão poder fazer relatos que comprovam o despertar da vocação. “A palestra é muito explicativa, e tira muitas dúvidas. Por isso é importante a participação do Exército para a nossa pátria. Podemos notar que, durante esse evento educativo, por exemplo, os alunos são orientandos, estimulados, evangelizado a sua doutrina e preceitos adquiridos ao longo de uma carreira militar”, concluiu. 



Adicionar Comentario

Estado do Rio de Janeiro divulga calendário para pagamento do IPVA 2019

  • PDF


Calendário de vencimentos do IPVA/2019 para veículos automotores terrestres usados
Pagamento em cota única ou em 3 parcelas


A Secretaria de Fazenda e Planejamento (Sefaz) definiu as datas de pagamento do IPVA de 2019 para os veículos do Estado. De acordo com o calendário, o vencimento da cota única e da primeira parcela será no mesmo dia, a partir do dia 21 de janeiro, de acordo com o número do final da placa do automóvel. A resolução Sefaz n° 354, que estabelece os prazos, está publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (30/11).

As tabelas de valores venais dos veículos que serão utilizadas como cálculo para a alíquota serão publicadas em breve. Conforme a resolução publicada hoje, o IPVA deverá ser pago em cota única ou em três parcelas mensais e iguais.

A guia para o pagamento do IPVA poderá ser retirada pelo contribuinte pela Internet, no Portal da Secretaria de Estado de Fazenda e Planejamento (www.fazenda.rj.gov.br) ou do banco Bradesco (www.bradesco.com.br). O pagamento da Guia de Regularização de Débitos - GRD deverá ser efetuado em dinheiro e poderá ser realizado em qualquer agência bancária.

O primeiro vencimento da tabela, para os veículos com final de placa número 0, será no dia 21 de janeiro, tanto para o pagamento da primeira parcela, quanto para a quitação integral do imposto.  Já para os veículos com final de placa 9, o vencimento inicial será no dia 1º de fevereiro.



Adicionar Comentario

Projeto social e literário Cantos de Leitura chega à Cantagalo

  • PDF



No dia 28 de novembro o município carioca de Cantagalo recebeu unidade do projeto Cantos de Leitura. Acervo de novos 1200 livros chega ao Centro Comunitário Cantagalo, que atende 80 crianças entre 2 e 4 anos, e passa a beneficiar também suas famílias e comunidade do entorno. A implantação do Cantos de Leitura é uma realização da Rede Educare com patrocínio da State Grid Brazil Holding via Lei Rouanet e Ministério da Cultura.

Além dos livros, que contemplam diversos temas, materiais pedagógicos e brinquedos educativos farão parte do acervo que contemplará a instituição escolar. “Nós estamos recebendo um grande presente, que sempre foi nosso sonho, mas que estava muito difícil de se concretizar. Agora nosso projeto é que, até o final desse ano, nossas crianças já possam ter experiências de leitura no novo espaço e também já prevemos para 2019 a visita semanal das crianças que estão deixando a escola esse ano,  assim como a comunidade. Todos nós estamos muito contentes e vamos trabalhar duro para que este espaço seja conservado e possa beneficiar muitas gerações de alunos”, comemora a diretora geral Cristina Fernandes.

O Cantos de Leitura foi recentemente avaliado pelo Ministério da Cultura como projeto modelo de leitura dentre os projetos patrocinados pela Lei Rouanet  Ao apostar na educação e na cultura como poderosos elementos de promoção da paz e combate à violência, o Cantos de Leitura busca dar sua contribuição em comunidades localizadas em áreas de vulnerabilidade social. O projeto parte do acesso aos livros para possibilitar aos seus usuários uma nova forma de ler o mundo. 

"Viabilizar os cantos de leitura é dar oportunidade às crianças de multiplicarem seus sonhos através da literatura, possibilitando o desenvolvimento da imaginação, das emoções e de sentimentos de forma prazerosa e significativa para suas vidas”, reforça Ramon Haddad, vice-presidente da State Grid Brazil Holding.

Kátia Brasileiro, diretora da Rede Educare, realça que o Cantos de Leitura busca estimular o prazer pelo ato de ler, promove a autoestima de pessoas, pois muitos nunca tiveram o livro em suas vidas. “O projeto propõe, também, o acesso a um espaço onde podem ‘aprender a ser, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a  conhecer’ , seguindo os princípios ensinados por Jacques Delors”. 

O Cantos de Leitura é realizado pela Rede Educare e busca estimular o contato de crianças, jovens e adultos com a literatura, possibilitando o acesso gratuito da comunidade ao conhecimento. A partir de uma metodologia social de desenvolvimento de atividades em torno do acesso aos livros, o projeto busca criar espaços de valorização e socialização desses indivíduos que vivem em regiões vulneráveis. Com foco na formação de novos leitores, o Cantos de Leitura acredita na abertura de perspectivas, na partilha de entendimentos e na socialização. O acervo do Cantos de Leitura é formado por jornais, revistas, periódicos além de um vasto catálogo de livros. 

Em 2010, o Brasil foi escolhido pela State Grid Corporation of China para a realização do primeiro grande investimento do conglomerado em países não-asiáticos. Detentora de 18 concessionárias nacionais de energia e com 51% de participação em cinco concessões de grupos de consórcio, a State Grid Brazil Holding (SGBH), está entre as maiores empresas de energia do Brasil. Grandes cidades brasileiras são beneficiadas com o modelo de fornecimento confiável, econômico, limpo e sustentável da SGBH, que até 2040 estará operando cerca de 16 mil Km de linhas de transmissão, cobrindo Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e outras grandes áreas próximas aos centros de carga. 

A Rede Educare nasceu em 2008 inspirada pela crença de que é possível transformar a realidade desde que pessoas, empresas, governos e organizações estejam imbuídos do mesmo propósito. Em 10 anos, a missão de fazer essa rede se comunicar e funcionar construiu sua trajetória, tornando-se referência no Brasil em projetos de transformação social. Em outras palavras, a Rede Educare promove diálogos para modificar vidas. 

Especializada em leis federais de incentivo, atua em oito estados, tecendo encontros entre produtores e empresas que acreditam em cultura, esporte, saúde e ações sociais para realizar projetos inovadores de impacto social. Mais de 100 mil pessoas foram impactadas pelos projetos realizados através da Rede Educare nos últimos anos. “Hoje temos certeza do nosso propósito. Somos uma empresa diversa, com crenças, força e ideias. Sim, ideias mudam o mundo quando temos pessoas que querem realizar o novo”, comemora Kátia Brasileiro, diretora da Rede Educare. 



Adicionar Comentario

Pgina 2 de 427

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado