Ex-prefeito de Bom Jardim fica inelegível por cinco anos

Celso Jardim ainda pode ter que pagar cerca de R$ 21 milhões

O ex-prefeito de Bom Jardim, Celso Jardim, sofreu uma dura derrota na justiça. Ele é acusado de improbidade administrativa por deixar de repassar, entre os anos de 2000 e 2004, os valores da previdência dos servidores municipais. Uma perícia constatou vários atos de apropriação indébita ao longo desse período, totalizando um prejuízo de, aproximadamente, R$ 9,7 milhões aos cofres da Prefeitura de Bom Jardim. Para ler a notícia completa, faça seu login

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado