Confecções empregam mais de 25 mil na região

  • PDF


Um dos setores que mais empregam na região, sem dúvida é o têxtil, com destaque para as confecções de moda íntima. Atualmente, são mais de 25 mil pessoas empregadas nos municípios que fazem parte do Polo de Moda Íntima de Nova Friburgo e Região, que engloba, além de Nova Friburgo, os municípios de Cantagalo (incluindo o distrito de Santa Rita da Floresta), Cordeiro, Bom Jardim, Macuco e Duas Barras.

A informação foi passada a cerca de 50 estudantes do 9º ano do ensino fundamental das quatro escolas de Cantagalo que participam do projeto ‘Despertar’, promovido pela Lafarge, controladora da fábrica de cimento Mauá, em parceria com as secretarias municipais de Educação de Cantagalo, Cordeiro e Macuco, das quais duas da rede municipal – Elestar Caetano Mendes, de Euclidelândia, terceiro distrito, e Cel. Manoel Marcelino de Paula, de São Sebastião do Paraíba, quarto distrito –, uma da rede estadual – Dr. Francisco Leite Teixeira, de Santa Rita da Floresta, segundo distrito – e uma da rede particular – Colégio Euclides da Cunha, do Centro da cidade.

Quarta-feira, 21 de setembro, no auditório do Ciep 277 - João Nicolau Filho, foi realizada a palestra de setembro, que abordou o setor têxtil. O palestrante convidado foi o consultor de empresas Rosemberg Mafort Leite, especialista na área técnica de confecção de moda íntima. Ele também destacou que o mercado ainda é muito carente de mão de obra, especialmente de costureiras. “Apesar dos cursos que vêm sendo ministrados nas cidades envolvidas, a oferta de vagas é bem superior à oferta de profissionais”, disse, esclarecendo aos alunos que a região está cheia de oportunidades na área, tanto para quem quer trabalhar com confecção quanto para aqueles que pensam em se tornar empresário do ramo.

O projeto ‘Despertar’, que teve início em março, terá duração de dez meses, com um encontro por mês em cada um dos três municípios – Cantagalo, Cordeiro e Macuco. O principal objetivo é despertar o interesse justamente nas classes onde se encontram os jovens que precisam começar a pensar no que vão ser daqui a poucos anos. “A proposta, como diz o próprio projeto, é despertar os jovens para suas vocações pessoal e profissional, levando em consideração as oportunidades atuais do mercado de trabalho na própria região”, explicou a professora Luíza Fontão, da Secretaria de Educação de Cantagalo, e que integra a comissão da Lafarge para gerenciamento do projeto.

De acordo com o palestrante, o setor de confecção tem muito a oferecer aos jovens em áreas como desenvolvimento de produtos, produção, recursos humanos, financeira e técnicas como estilismo ou modelismo, costura, entre outras. “O importante é mostrar que este, como outros setores, oferecem oportunidades de trabalho e crescimento profissional, bastando que se qualifique, que se prepare para o mercado”, destacou o palestrante.

Durante a explanação, Rosemberg Mafort Leite também falou um pouco da história do setor têxtil da região, que teve início em Nova Friburgo com a implantação da Fábrica Filó, que começou a operar em 1925.

Na década de 1970, a Filó teve suas ações vendidas para a alemã Triumph International, uma empresa transnacional com filiais em todos os continentes, extinguindo, em 2000, com a linha praia, dispensando 400 postos de trabalho. “Cheguei a trabalhar um bom tempo na Triumph, onde aprendi muito”, disse o palestrante, como que motivando os alunos com o seu exemplo. Inclusive, a Triumph International de Nova Friburgo é, segundo Rosemberg Leite, a única do grupo alemão nas Américas, apesar de a empresa ser uma das maiores do mundo e contar com fábricas e centros distribuidores (filiais e ou  representantes) em 125 países.




Adicione essa página em sua rede social
Artigos Relacionados:

blog comments powered by Disqus

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado