2 de outubro de 1968 foi lançada a pedra fundamental da primeira fábrica

  • PDF


Severino Pereira da Silva e Penalva Santos quando mostravam ao prefeito, João de Abreu,
ao secretário Antonio Carlos Gonçalves e ao vice-prefeito Djalma Coube os planos da Cia. no município


Um fato interessante marcou o início desta empreitada, e se talvez, tivesse tido outro rumo, alguns milhares de reais o município de Cantagalo não teria gasto no futuro, para defender o Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para outros municípios.

É que durante uma licença do então prefeito João Carlos Burguês de Abreu, assumiu a chefia do Executivo o vice-prefeito Djalma Beda Coube durante 30 dias. Pressionado por alguns amigos e políticos, o prefeito em exercício procurou o empresário Severino Pereira da Silva, proprietário do Grupo Paraíso, que estava determinado em construir a primeira fábrica de cimento em Cantagalo para pedir que a indústria se instalasse na fazenda dos Tanquinhos, dentro do distrito de Euclidelândia. Os argumentos usados era de que o local até então definido estaria próximo a divisa de municípios, imaginando que no futuro poderia haver uma disputa pelos impostos gerados pela indústria cimenteira.

O empresário pernambucano concordou com o pedido, mas impondo que a Prefeitura de Cantagalo arcasse com os custos de um novo projeto que já teria sido encaminhado para Alemanha. O prefeito então em exercício, Djalma Beda Coube, concordou com estes gastos, que era de pouca monta.

Mas, quando o prefeito João Carlos Burgues de Abreu reassumiu o cargo, não concordou com a mudança, inclusive chamou atenção dos interessados, alegando que o local até então definido era o melhor, pois iria beneficiar outros municípios da região, não prevendo que no futuro, esta decisão viria a fazer que as futuras autoridades municipais gastassem fortunas para definir o território cantagalense. E, com isso, a fábrica Alvorada, do Grupo Paraíso, foi construída próximo a divisa entre os municípios de Cantagalo e Cordeiro. Algumas pessoas chegam a afirmar que a portaria da fábrica está em território cordeirense, hoje emancipado, pertencente ao município de Macuco.

No dia 2 de outubro de 1968, foi lançada a pedra fundamental para uma mudança da economia regional. O Grupo Paraíso, do então empresário Severino Pereira da Silva, estava começando a fazer a terraplanagem do terreno onde iria abrigar a futura fábrica de Cimento Alvorada. 

O prefeito, João Carlos Burguês de Abreu, um dos grande batalhadores para implantação das indústrias cimenteiras em Cantagalo, ao lado do empresário Severino Pereira da Silva ficaram na história, ao fazerem o lançamento da pedra fundamental da fábrica de cimento Alvorada.


Curiosidades (I):

Na inauguração da fábrica de Cimento Alvorada, do Grupo Paraíso, em 1970, o pároco Crescênio Lanciotti fez a benção das instalações da empresa, tendo ao lado o então governador de Estado, que era evangélico, Geremias de Matos.


Curiosidades (II):

O morador de Boa Sorte, David de Souza Figueiredo, já falecido, contava que antigamente o costume era guardar dinheiro debaixo do colchão ou debaixo do travesseiro. 

Num final de semana, o então prefeito de Cantagalo, João Carlos Burguês de Abreu procurou David Figueiredo perguntando se ele não tinha nenhum dinheiro guardado em casa para emprestá-lo, pois iria viajar para o Rio de Janeiro logo na manhã de segunda-feira, e não daria tempo para pegar dinheiro na Prefeitura para suas despesas. 

Segundo este senhor, que era pequeno produtor rural, ele arranjou por várias vezes este dinheiro, e logo que João Carlos Burguês de Abreu retornava do Rio, procurava-o para devolver o dinheiro. Estas viagens eram certamente para que o prefeito pudesse ter audiência com outras autoridades estaduais e federais, e principalmente, com os empresários da indústria cimenteira.


Curiosidades (III):

O interessante é que João Carlos Burguês de Abreu era um homem totalmente ligado ao meio rural, sendo inclusive grande criador de gado guzerá, mas foi um dos responsáveis pela vinda dos grupos industriais do cimento para o município de Cantagalo.




Esta pose oficial registra um encontro no Palácio do ingá, em Niterói, capital do Estado, de autoridades
municipais e estaduais com lideranças empresariais de cimento no município.
A audiência foi com o governador de Estado, Geremias de Mattos Fontes



Adicione essa página em sua rede social
Artigos Relacionados:

blog comments powered by Disqus

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado