Próximo encontro do Seminário Economia Criativa será nesta sexta, em Cordeiro

  • PDF

‘Café Criativo’ também é destinado a conhecimento do projeto e inscrição de interessados

O evento ‘Café Criativo’ vai lançar, em Cordeiro, na sede do Clube Social Cordeirense (Rua Adir Vahia de Abreu, 226 - Centro), nesta sexta-feira, 13 de abril, às 10 horas, para todo o Centro-Norte Fluminense, o Seminário Serrano de Economia Criativa, que acontecerá nos dias 10 e 11 de maio, no Teatro Municipal de Nova Friburgo.

O evento, destinado à sensibilização e inscrição de empresários e demais interessados, está sendo realizado descentralizadamente. Na última terça-feira, 10 de abril, foi em Teresópolis. Em Nova Friburgo, o ‘Café Criativo’ foi realizado no último dia 3, na Casa da Cultura.

O seminário em si - em 10 e 11 de maio - tem por objetivo inserir a economia criativa como estratégia de desenvolvimento para Região Serrana, por meio da apresentação de casos nacionais e internacionais de sucesso da indústria criativa. O evento contará com palestrantes de renome internacional, que darão dicas de sucesso da indústria criativa, que envolve setores de moda, audiovisual, música, turismo, gastronomia, eventos, publicidade e entretenimento. Ana Carla Fonseca Reis, assessora em Economia Criativa para a ONU (Organização das Nações Unidas), consultora e conferencista internacional, tendo palestrado em todos os estados brasileiros e em 22 países, é uma das palestrantes e abordará o tema ‘Economia Criativa, Inovação e Negócios e Cidades Criativas’.

A economia criativa engloba desde mercados informais até multinacionais; movimenta e desenvolve setores que envolvem trabalho, educação e entretenimento; gera trabalho e renda; promove a inclusão social; desenvolve a capacidade criadora e inventiva do ser humano; possui baixo impacto ambiental; respeita a diversidade; promove a integração da sociedade, além da possibilidade de crescimento econômico mesmo em momento de crise.

Segundo Thiago Mello, diretor de marketing do Instituto Serrano de Economia Criativa (Isec) e um dos realizadores do evento, “é uma audácia trazer à luz a discussão e a criação de uma agenda positiva para a Região Serrana na perspectiva da inclusão do elemento humano como fio condutor primário e absoluto capaz de criação, do valor simbólico inteligível e criador de riquezas; essas, inestimáveis e imponderáveis”, destacou.

Para Vicente Bastos, presidente regional da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), “a realização do seminário é uma iniciativa importante e relevante pelo momento em que vivemos. A economia criativa é um conceito amplo que se permite trabalhar de forma segmentada. É uma excelente oportunidade para indivíduos que querem se exprimir, de forma criativa, uma indústria de fácil entrada”, relatou.

- O Sebrae-RJ (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro) apoia e patrocina este evento porque a instituição vem atuando em ações de cultura e turismo na região. Em Nova Friburgo, este seminário resgata tudo o que a cidade tem de bom e a importância cultural, que é muito forte. O momento é oportuno e os temas são relevantes. O resultado será muito positivo - disse a gerente regional do Sebrae-RJ, Fernanda Gripp.

Para Flávio Stern, diretor do Convention & Visitors Bureau, a participação das pessoas no evento é de suma importância, principalmente pelo desdobramento. “Em minha opinião, não basta apenas conhecer o conceito de economia criativa. Mesmo que os resultados apareçam a médio ou longo prazos, têm de seguir o caminho novo, que é da criatividade, da inovação, do avanço. Isso é muito bom porque poderá alavancar o turismo regional. Essa ação é pioneira no interior do estado e será um grande sucesso devido à possibilidade de as pessoas crescerem economicamente criando, desenvolvendo e modificando o seu dia a dia”, concluiu.

Já o secretário municipal de Cultura de Nova Friburgo, David Massena, diz que Nova Friburgo é um grande celeiro criativo em todos os segmentos e debate o assunto frente a todo o estado do Rio, com exceção da capital. “O mundo inteiro discute a economia criativa como um caminho para redescobrir novas possibilidades de desenvolvimento econômico de um país, estado ou cidade. Então, o município, mais uma vez, sai na frente, exatamente quando se comemora o centenário da industrialização no município, trazendo à tona um seminário sobre economia criativa”, disse.

Elizabeth Meyer, representante da Associação Comercial Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), lembrou que “Steve Jobs era um expoente da criatividade mundial por isso, e toda ação que traga qualquer tipo desenvolvimento para a cidade deverá ser apoiada e incentivada”.

O próximo ‘Café Criativo’ será realizado na cidade de Petrópolis, no próximo dia 18 de abril, a partir das 18 horas, no Palácio de Cristal (Rua Alfredo Pachá, s/nº - Centro).

O Seminário Serrano de Economia Criativa é uma realização do Instituto Serrano de Economia Criativa (Isec) e Lausanne, tendo como patrocinadores a ApexBrasil, o Sebrae-RJ e a concessionária de energia elétrica Energisa, com apoio da Prefeitura de Nova Friburgo, Acianf e da Universidade Estácio de Sá.



Adicione essa página em sua rede social
Artigos Relacionados:

blog comments powered by Disqus

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado