Águas de Nova Friburgo inaugura obras de modernização da ETA Debossan

  • PDF

A concessionária Águas de Nova Friburgo vai dar início, no dia 30 de novembro, às obras de modernização da Estação de Tratamento de Água (ETA) Debossan, que fica localizada no Km 70 da RJ 116. O objetivo da obra é melhorar a capacidade de tratamento de água e acabar de vez com as interrupções do sistema, que são necessárias para obedecer aos padrões de potabilidade do Ministério da Saúde.  Segundo o superintendente de Águas de Nova Friburgo, João Henrique de Sá, as obras devem levar de 10 meses a um ano para serem concluídas e serão financiadas pelo BNDES e recursos próprios da concessionária.

As obras preveem a implantação do sistema de floto-filtração, solução que permite o tratamento eficiente de águas superficiais, quando estas atingem altos níveis de coloração em períodos de chuvas torrenciais. O aumento de cor ocorre devido à presença de matéria orgânica na água, característica particular do manancial que abastece a ETA Debossan. 

“Levamos quase um ano para conseguir a liberação das licenças solicitadas pelo INEA, pois a ETA Debossan está localizada em Área de Proteção Ambiental. O projeto de modernização da ETA foi desenvolvido com tecnologia de ponta e, após as obras, será a mais moderna já implantada no país. O tratamento proposto baseia-se no processo de floto-filtração com capacidade total de 160 l/s, incluindo instalações complementares para armazenagem e preparo de produtos químicos, além do tratamento de lodos flotados e drenagem de lavagem de filtros. Nossos investimentos agora estão prioritariamente voltados para a melhoria da distribuição de água em nosso município”, frisou o superintendente.

As etapas aplicadas no processo de floto-filtração consistem em pré-oxidação; coagulação química; floculação mecânica; clarificação por flotação a ar dissolvido; filtração rápida. A gerente de Operações, Danielle Moreira, lembrou ainda que a concessionária também já colocou em prática o Plano de Contingência para atender a população durante as obras da ETA Debossan, principalmente nesse período de chuvas fortes na região.

“O Plano de Contingência prevê a solicitação de pelo menos 10 carros-pipa e a recuperação de parte do reservatório do Dom Bosco, no Bairro Cordoeira, com capacidade de 300 metros cúbicos, para atender as unidades residenciais sem reservação. As obras da estrutura e de recuperação do reservatório devem ser concluídas em dezembro desse ano”, informou Danielle Moreira.





Adicione essa página em sua rede social
Artigos Relacionados:

blog comments powered by Disqus

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado