Produtores de Cantagalo enviam 30 mil litros de leite por dia para Cooperativa de Macuco

  • PDF



Durante as homenagens que recebeu na Câmara Municipal de Cantagalo, o atual presidente da Cooperativa Regional Agropecuária de Macuco, Silvio Marini contou um pouco da história da indústria, e suas ligações com o município cantagalense.

“Eu queria dizer que a Cooperativa de Macuco por acaso está em Macuco, mas é uma cooperativa regional. Eu acho que lá atrás, há muitos anos, há 80 anos, o pessoal escolheu Macuco porque era talvez mais interior do que aqui em Cantagalo, eu acho que foi essa a indicação, mas a Cooperativa tem lá, na sua descrição, regional”, garantiu Silvio Marini.

O presidente informou que hoje 26 municípios fornecem leite para a Cooperativa de Macuco. “Nós estamos atuando no Estado do Rio de Janeiro, e Cantagalo é o maior fornecedor de leite da Cooperativa de Macuco, aproximadamente 30 mil litros de leite por dia de 196 produtores. Nós temos cinco caminhões circulando por todo o município de Cantagalo”, informou Marini.

“Cantagalo e Macuco é tudo a mesma coisa: a ata que tem lá na loja da Cooperativa, se os senhores forem lá na loja tem a ata de fundação, e está lá escrito: “Cantagalo, 20 de Junho de 1939” e é um juiz de direito aqui de Cantagalo que homologou a ata de fundação da Cooperativa. Então a gente está na mesma situação, estamos juntos e Cantagalo tem um potencial enorme para produzir leite”, informou o presidente da Cooperativa, Silvio Marini.

“Nós devolvemos para os produtores do município aproximadamente mais de um milhão de reais por mês, que circula dentro do município e gera empregos dentro do município”, disse. “No passado, nós tentamos uma conversa de fazer uma mega empresa na região, porque a concorrência do leite é muito forte, então é preciso de volume, é preciso trabalhar com escala de produção. Tínhamos pequenas cooperativas, e nós mesmo eramos muito pequenos, e falamos ‘vamos juntar, vamos nos aproximar’ e isso não foi possível pois havia um ‘bairrismo’, e isso atrapalhou muito a atividade aqui na região”, afirmou Silvio Marini, durante seu discurso na Câmara de Cantagalo.

Hoje a Cooperativa de Macuco industrializa diariamente 150 mil litros de leite por dia para o estado do Rio de Janeiro. Trabalha com 40 diferentes produtos. 

“Nós estamos preocupados em estar sempre inovando. Essa atividade leiteira é uma atividade de extrema concorrência. Nós concorremos com muitas nacionais, grandes empresas no mundo inteiro que estão vindo para o país querendo o mercado. Eu recebo, às vezes, na Cooperativa aquela coisa assim: “a Nestlé paga mais 10 centavos do que a Cooperativa” ou “paga mais 20 centavos”, para citar o nome de uma das multinacionais aqui mais perto da gente. Ela paga isso porque tem a Cooperativa como parâmetro: se nós perdermos essa identidade, nossa atividade vai sofrer muito”, justifica Silvio Marini.

Silvio Marini enalteceu o município cantagalense: “Cantagalo tem uma imensidão de terra ociosa e que é importante, senhores vereadores, valorizar a produção e valorizar quem produz. O que gera riqueza é produção. O comércio circula a riqueza. Onde não tem produção, não tem riqueza. 

Então é bom que a gente valorize, que se chame a atenção para o prefeito, para quem cuida das estradas vicinais: Colabora com o produtor rural, ajuda o produtor rural. Porque nós temos cinco caminhões circulando na região, a Cooperativa hoje tem 40 caminhões coletando leite, imagina hoje se o custo destes caminhões nessas estradas vicinais que nós temos na região. Eu não estou citando Cantagalo, estou citando todos os municípios. Isso é custo, e quem paga este custo é o produtor; a gente tem que distribuir custo e quem paga o custo é o produtor. Na verdade, acaba caindo em cima do produtor. Então chamo atenção sempre quando surge essa oportunidade de falar sobre isso”, pediu Silvio Marini.

A Cooperativa Regional Agropecuária de Macuco hoje emprega 250 pessoas diretamente. “Temos 1.500 produtores com faturamento aproximadamente de 140 ou 150 milhões de reais no ano. Nós distribuímos na região 12 milhões de reais por mês. Então é dinheiro que circula na atividade rural e que a gente tem que valorizar essa entidade que é uma entidade da região”, informou o presidente.





Adicione essa página em sua rede social
Artigos Relacionados:

blog comments powered by Disqus

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado