Política

Partido Humanista da Solidariedade cria diretório municipal em Cantagalo

  • PDF

 

O Partido Humanista da Solidariedade (PHS 31) é o mais novo diretório partidário registrado em Cantagalo. Concluídas todas as fases de legalização, no dia 13 de setembro o partido fez a sua primeira reunião geral, quando foram conferimos os assuntos mais relevantes: a apresentação do estatuto e do histórico do partido; as sugestões iniciais de propostas para as eleições de 2012; o plano de novas filiações; análise das condicionantes para estabelecer coligações e o planejamento para criação dos Núcleos de Ações Setoriais.

O JORNAL DA REGIÃO conversou com o presidente da sigla, Dionísio Vettoraci.

JORNAL DA  REGIÃO (JR) - Fale mais sobre o PHS.

Dionísio Vetoracci (DV) - Quando só haviam a Arena e o MDB, as pessoas descobriram, especialmente nos princípios do livro “Neo-Capitalismo, Socialismo e Solidarismo”, que os homens não se constituem apenas em situação e oposição, de direita ou de esquerda, posto que as criaturas nutrem outros valores. Por isso, eles inspiraram todos os grupos que, a partir daí, se agregaram em torno das siglas de democracia ou socialismo cristão. Uma dissidência cristã então decidiu aglutinar no humanismo e no solidarismo esses valores. Assim, o PHS 31 é um partido com registro nacional desde 1997, com diretório em 72 municípios fluminenses . Todavia, como a atuação no estado não era condizente com a grandeza do partido, uma nova executiva estadual assumiu, decidindo e nos convidando para  criar diretórios nos 20 municípios que ainda não o tinha, planejando forte participação nas eleições 2012.

JR - Para que um novo partido em Cantagalo?

DV - Em resumo, para aglutinar líderes que nunca se sentiram motivados a ingressarem num partido ou que já estejam vinculados a alguma sigla qualquer, sem vez nem voz, sem poder de influência nas decisões, muitas vezes tendo de seguir os ditames da cúpula, talvez contrários aos seus princípios. No PHS, todos terão voz e vez.

JR - Você já recebeu convites para se filiar a outros partidos?

DV - De fato, já recebi. Mas, como  outros companheiros que estão ingressando no PHS, declinei devido não ver motivação para defender as teorias de algumas correntes ou porque os projetos não eram consistentes para o município. Na última campanha, da qual participei mais de perto, dois  fatos, especialmente, me chamaram a atenção: a ausência de alguns cantagalenses valorosos no processo político e a falta de projetos de médio e longo prazos para o município, que pudessem recuperar, parcialmente, as oportunidades que Cantagalo deixou se perder pelo tempo.

JR - Recuperar parcialmente? Explique melhor.

DV - Faz parte de um estudo que fiz de Cantagalo, onde se conclui que o município perdeu o bonde da história. Aliás, seria mais correto dizer que perdeu o trem da história. Com a diferença de que nos outros lugares restou a estação. Simples: Cantagalo foi ou tinha vocação para ser o município mais importante de toda a região, mas deixou passar o ciclo do ouro, do café, do leite, do gado de corte, do cimento e entrou na era dos royalties do petróleo sem aproveitar adequadamente.

JR - De quem é a culpa?

DV - Quando apenas olhar para traz  não resolve, costuma-se dizer que erro de todos, culpa de ninguém. Daí que defendemos o princípio de que as cabeças pensantes do município devem se colocar em torno de um projeto maior, para recuperar, repito, parcialmente o tempo perdido.

JR - Um exemplo.

DV - Fácil. Vocês devem perceber que há algum tempo, alguns comerciantes, em Cantagalo, tiveram coragem e investiram nos seus negócios. Nesses segmentos, podemos dizer que todos eles recuperaram parcialmente o tempo perdido. Se isso tivesse ocorrido em maior escala e há muito mais tempo, quantos benefícios teria gerado!

JR - Pareceu que o grupo defende alguns princípios que tornaria até difícil algumas coligações.

DV - Sem propósitos bem definidos, a criação do PHS em Cantagalo até perderia a razão de ser. Portanto, é  de importância inalienável que apresentemos uma proposta diferente para a governança municipal, de tal sorte que, ao mesmo tempo que possa ser complementar a qualquer outro programa de governo,  provoque profundas reflexões, capazes de mudar a forma de condução na administração pública, incluindo o Legislativo.

JR - Está tudo errado?

DV - Não. Mas, sem deixar de enaltecer o conjunto das últimas realizações, ratificamos que há espaço e até necessidade de novas ideias e ações. O orçamento  participativo, por exemplo, veio para ficar. E todos os governos devem adotar, conservar e aperfeiçoar. Mas faltam projetos de médio e longo prazos, o que faz com que os rumos dos investimentos sejam para soluções estanques a cada administração e dependendo do grupo político à frente do governo. Voltando, então, à história a que me referi, podemos entender que o desenvolvimento do município tem sido historicamente prejudicado, ora por falta de planejamento, ora por interrupção das ações, mesmo quando eventualmente bem planejadas. No Brasil, se fala muito de corrupção, mas a falta de continuidade e a desídia são igualmente desastrosas. Com base nessa assertiva, é que o PHS pretende formular e divulgar, em tempo hábil, ou seja, antes das eleições 2012, um conjunto de princípios e projetos que deve compor o programa do partido ou inserido no programa de governo da chapa majoritária que eventualmente vier apoiar. E essa seria, basicamente, a principal exigência para eventual apoio, mas da qual, entretanto, não pretende abrir mão.

Desídia seria a inércia, o descaso, enfim, a negligência dos governantes. Na administração pública, aliás, isso é passível de processo criminal . Mas, raramente acontece, porque não há cultura de fiscalização ou é difícil de se mensurar. Ela é especialmente desastrosa porque, na nossa teoria, um problema não resolvido  sempre gera outros em cadeia, geralmente impossíveis de serem contornados. Podemos dizer que, enquanto os problemas não resolvidos a seu tempo se multiplicam em progressão geométrica, os governos, no máximo, geram capacidade de soluções em progressão aritmética, tornando impossível recuperar o tempo perdido.

JR - O PHS já definiu os candidatos do partido?

DV - Política não é uma coisa estática. E sendo algo dinâmico, cremos que será indispensável manter um olhar sobre tudo o que irá acontecer  no plano político em Cantagalo nos próximos meses para, então, decidir. Aguardamos, também, o prazo final, previsto para 7 de outubro, a filiação de novos companheiros, para, só então, definir essa lista. Filiem-se, porque o mal só prevalece quando os homens de bem se omitem.

 

Adicionar Comentario

Ministro abona ficha de Saulo no PT visando disputa das eleições 2012

  • PDF


Em solenidade realizada na sede social do Cantagalo Esporte Clube (CEC), no Centro da cidade, no último sábado, 24 de setembro, o ministro da Pesca e Aquicultura, Luiz Sérgio, que também preside a executiva estadual do PT, abonou a ficha de filiação ao partido do dentista Saulo Gouvêa, que disputará a Prefeitura de Cantagalo ano que vem com apoio do prefeito Guga de Paula (PP).

Saulo Gouvêa, que foi secretário de Saúde do município na gestão do ex-prefeito Wilder de Paula (1997/2000), pai do prefeito Guga de Paula, disse, durante a cerimônia, que a principal proposta de trabalho é dar sequência ao que já vem sendo feito pelo atual prefeito. “É importante que eu, como pré-candidato do partido, tenha a consciência da responsabilidade que isso representa. Cantagalo é minha cidade do coração, amo este município e seu povo, e estou disposto a dar tudo de mim para que possamos obter a vitória e prosseguir na caminhada do desenvolvimento. Agradeço muito a todo o diretório do PT em Cantagalo, partido que me acolheu com todo carinho, assim como ao ministro Luiz Sérgio, que me dá um enorme prazer de estar aqui para abonar minha filiação. Para mim, isto é um grande privilégio”, disse Saulo Gouvêa.

Para a presidente do diretório do PT em Cantagalo, Rozimar Robadey, o ato de filiação é um momento importante e histórico para o partido no município, que, nas eleições de 2004, elegeu o prefeito Guga de Paula, o primeiro prefeito eleito pela sigla em Cantagalo. “Quero cumprimentar a todos os companheiros e dizer da nossa satisfação de recebê-los e da importância de ter Saulo Gouvêa em nosso partido”, comemorou.

Somente de Cantagalo, foram nove novos filiados, alguns deles com pretensão de se lançarem candidatos à Câmara Municipal. O ministro Luiz Sérgio preferiu falar da responsabilidade de cada um dos novos filiados, especialmente os que pretendem disputar cargos eletivos. “Tenho certeza de que são pessoas imbuídas dos melhores propósitos para a sociedade. É um prazer estar aqui diante de decisões tão importantes e reunindo pessoas que querem fazer a diferença, e essa diferença já foi feita quando vocês escolheram o PT como a sua base de idealismo. Ao Saulo Gouvêa, quero dar as boas-vindas, já que estamos reunidos em Cantagalo, e dizer que a proposta de continuidade da administração do prefeito Guga de Paula, com quem tenho um grande relacionamento político e pessoal, é essencial para a sua proposta de campanha, porque Cantagalo só ganhou nesses últimos sete anos”, disse

Mas o ato de filiação do PT, como foi chamado o evento pelo diretório local, também serviu para o ministro Luiz Sérgio abonar fichas de filiação de novos membros de outros municípios. Também participaram os pré-candidatos de Macuco, vereador Bruno Boaretto, que atualmente preside a Câmara Municipal; de São Sebastião do Alto, Cármod Bastos; de Carmo, César Ladeira; e de Cordeiro, João Mantizuma. Estiveram presentes os presidentes de outros diretórios municipais do partido: José Campagnucci Calvelli (Macuco), David da Silva (Cordeiro), e Wanessa Gonçalves (Santa Maria Madalena). Pedro Alves, presidente do PSL em Cantagalo, também foi convidado a compor a mesa, assim como Júlio Mourão, da executiva estadual do PT, e a secretária de Assistência Social de Cantagalo, a primeira-dama Jussara Figueira de Paula.


Adicionar Comentario

Ministro de Dilma inaugura obras com Guga de Paula em Cantagalo

  • PDF


A Prefeitura de Cantagalo entregou oficialmente à comunidade, sábado passado, 24 de setembro, as obras de revitalização completa, contemplando urbanização, contenção de encostas, recapeamento asfáltico e sinalizações horizontal e vertical de trânsito dos 1,6 mil metros de extensão da Avenida Rodolfo Tardin, que liga o Centro da cidade à RJ-160, altura do Condomínio Desembargador Alcides Carlos Ventura, no Santo Antônio.

Os investimentos tiveram início em 2005, primeiro ano do primeiro mandato do prefeito Guga de Paula (PP). O próprio prefeito, que recebeu, para a inauguração, o ministro da Pesca e Aquicultura, deputado federal licenciado Luiz Sérgio (PT-RJ), fez questão de lembrar as várias fases de obras por que passou a avenida, uma das portas de entrada da cidade. No total, foram aplicados mais de R$ 2,6 milhões, com recursos dos governos federal e estadual, além de próprios da Prefeitura, já que houve etapas que foram bancadas com recursos e pessoal do município, sem falar na participação do Governo Municipal nas contrapartidas financeiras dos convênios com o Estado e a União.

A última investida foi este ano, quando foram realizadas as obras de recapeamento asfáltico e sinalizações horizontal e vertical de trânsito, num investimento de R$ 706.092,74, recursos do Governo Federal. O secretário de Obras e Serviços Públicos, Arthur Jevoux, explicou que, antes, a avenida havia recebido obras de contenção de encostas, com implantação de cortina atirantada, além de drenagem pluvial e rede de esgotamento sanitário, com aplicação de mais R$ 632.950,26, verba do Governo do Estado, através do programa ‘Somando Forças’. A avenida também foi contemplada com outra cortina atirantada para contenção de encosta, num investimento de outros R$ 699,370 mil, com recursos do Governo Federal, além de construção de calçadas, muretas de contenção e iluminação pública com luminárias padronizadas, representando mais R$ 595.350,05 de investimento, também com verba da União.

O secretário de Defesa Civil e Trânsito, Gustavo Bard, lembrou que, complementando a obra executada na avenida, a Prefeitura também conseguiu uma parceria com o DER-RJ (Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Rio de Janeiro) para a realização de obras de melhoria no entrocamento entre as avenidas Rodolfo Tardin e Djalma Beda Coube com a Rua Maria Pontes Jucá e o acesso ao bairro São José e ao Condomínio Desembargador Alcides Carlos Ventura, no Santo Antônio. O novo trevo organizou o trânsito, embelezou o local e ainda contribuiu para um trânsito mais seguro para motoristas, motociclistas e pedestres.

De acordo com o prefeito Guga de Paula, os recursos federais para execução do trabalho foram conseguidos por intervenção do ministro Luiz Sérgio, ainda quando no exercício do mandato de deputado federal. “Até hoje, Luiz Sérgio foi o responsável por dar a Cantagalo mais de R$ 8 milhões em obras, nas mais variadas áreas. Por isso, ministro, temos tanto prazer e orgulho em recebê-lo aqui para a entrega da conclusão deste trabalho à população, pois é a nossa maior prestação de contas”, disse o prefeito ao ministro, acrescentando que, como ministro, é a segunda visita de Luiz Sérgio a Cantagalo.

Durante a cerimônia, que contou com participação de vários convidados e da comunidade em geral, o ministro Luiz Sérgio destacou que é fácil canalizar recursos para Cantagalo. “A administração do prefeito Guga de Paula tem todas as contas em dia, todas as certidões negativas de débito e as prestações de contas das obras realizadas foram apresentadas e aprovadas pelos ministérios envolvidos. Quando a gente trabalha com uma administração séria e competente, fica fácil conseguir verba em Brasília. Conheço municípios que eu tentei ajudar e não consegui, porque a prefeitura está inadimplente, deve FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), entre outras contribuições”, revelou. O ministro também conclamou a população a preservar, ajudar a cuidar da obra. “Tudo que aqui está é nosso, é patrimônio público, e todos devemos contribuir para que tudo seja preservado e limpo”, disse.


Adicionar Comentario

Vereador cria, em Cantagalo, o diploma ‘Cidade do Calcário’ para reconhecer apoio ao setor turístico

  • PDF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projeto de resolução de autoria do vereador Ciro Fernandes (PR), apresentado na Câmara Municipal de Cantagalo, criou o diploma ‘Cidade do Calcário’.Segundo o parlamentar, serão agraciados com o diploma personalidades, empresas e entidades que, reconhecidamente, tenham prestado meritória e destacada contribuição ao desenvolvimento do setor turístico do município de Cantagalo.

– A honraria tem como principal objetivo incentivar as pessoas, empresas e entidades que colaboram com o crescimento turístico de nosso município, concedendo-lhes um diploma de reconhecimento por todo seu trabalho – disse Ciro.

Esporte - No dia 7 de setembro, Cantagalo sediou um dos maiores eventos futebolísticos da cidade, o jogo entre os veteranos de Cantagalo e o master do Flamengo.

O evento contou com a  presença de nomes como Andrade, Zé Carlos, Rondinelli, Marquinhos, Nélio, Piá, Júlio César Urigueli, Adílio, Nunes entre outros grandes nomes.

– As crianças adoraram, pois, além de entrarem em campo com esses fenômenos do futebol, ainda tiveram a oportunidade de conhecer de perto, tirar fotos e conseguirem autógrafos dos craques que fizeram história no futebol na época de seus pais – afirma Ciro Fernandes, bastante empolgado com os resultados obtidos pelo evento.

Após o jogo, Ciro Fernandes inaugurou a ‘Galeria da Fama’, uma homenagem, mais que merecida, aos ex-atletas.

 

Adicionar Comentario

Nova Friburgo conta com trabalho da ONG Observatório Social

  • PDF

 

A cidade de Nova Friburgo conta, desde julho, com o Observatório Social, uma ONG cujo objetivo é acompanhar os gastos públicos e realizar ações de cidadania fiscal e que conta com 80 voluntários. Para ler a notícia completa, faça seu login

Macuco inaugura praças e estação de tratamento de esgoto

  • PDF

No último dia 21 de setembro, o prefeito de Macuco, Rogério Bianchini (PMDB), recebeu o governador em exercício e coordenador executivo de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, para a solenidade de inauguração de mais uma sequência de obras. Desta vez, com recursos do Governo do Estado, através do programa ‘Somando Forças’, além de contrapartida de cerca de 5% do total investido por parte da Prefeitura, foram entregues à comunidade uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no bairro Glória, e melhorias nas praças Nilo Peçanha e João Brazil, no Centro. No total, foram investidos R$ 1,5 milhão.

Para ler a notícia completa, faça seu login

Pgina 184 de 184

Área exclusiva - Login

Notícias completas e versão digital exclusivas para assinantes

Informativo JR

Cadastre-se e fique bem informado