Guga de Paula: “O município não tem dívidas”

Qua, 20 de Março de 2019
Seção:
Categoria: Política
Ver Comentarios
Curtir



Numa entrevista exclusiva ao Jornal da Região, o atual prefeito de Cantagalo, Guga de Paula faz um balanço deste dois anos de governo, sua pretensão de ser candidato pela quarta vez


Jornal da Região (JR) – Qual o balanço que você faz destes primeiros dois anos e dois meses de governo?

Guga de Paula (GP) – Inicialmente, gostaria de cumprimentar a todos os leitores do JORNAL DA REGIÃO, especialmente aos munícipes de Cantagalo.

Sem dúvida, os primeiros dois anos de governo foram muito difíceis, muitas dificuldades financeiras, muitas contas para pagar e muita coisa para arrumar. Tenho certeza que ainda faltam algumas coisas para acertar, como a limpeza urbana, por exemplo, mas o cidadão cantagalense pode ter a convicção de que estamos empenhados em resolver cada problema do município.

As dificuldades com mão de obra são grandes, muitas aposentadorias nos últimos anos, mas, em breve, estaremos chamando os aprovados no concurso que está sendo realizado, o que contribuirá muito na prestação de serviços públicos.


JR – Hoje, a Prefeitura de Cantagalo não tem dívidas. Conseguiu pagar todas?

GP – Não, o município não tem dívidas. Atualmente, o município de Cantagalo consegue arcar com todos os seus compromissos financeiros correntes, tendo quitado todos os compromissos que estavam pendentes.

Não posso deixar de destacar que, em todos os 26 meses do atual mandato, o servidor municipal recebeu seu salário dentro do mês trabalhado, bem como o 13º salário, 14º e o ticket-alimentação sempre em dia.


JR – Você tem afirmado que os servidores serão sempre prioridade. Como conseguiu antecipar os pagamentos dos salários dos servidores municipais? E a questão do aumento salarial?

GP – Reafirmo que os servidores são prioridade. O atual governo tem a preocupação de pagar o servidor de forma antecipada, pois isto faz com que o servidor trabalhe sem a preocupação se vai receber ou não e pode desempenhar melhor suas funções, prestando um melhor serviço público, além de propiciar um maior aquecimento da economia local.

Quanto ao aumento salarial, é uma pretensão nossa, mas, para isto, precisamos continuar a baixar o índice da folha de pagamento e ter uma maior confiança no avanço das receitas, pois de nada adianta aumentar o salário e não conseguir pagá-lo.


JR – Já inaugurou algumas obras e tem previsão de entrega de outras. Fale sobre estas inaugurações.

GP – Fizemos e estamos fazendo obras importantes em Cantagalo: Construímos um Posto de Saúde no bairro Novo Horizonte, reformamos postos de saúde em Boa Sorte, Santa Rita da Floresta e São José, implantamos academia da saúde em Santa Rita da Floresta, realizamos obras de infraestrutura e asfaltamento em todo o bairro Morada da Sol, praças em São Sebastião do Paraíba, muro de contenção na Rua Vereador Francisco Eugênio Vieira, no Centro, e na entrada do Loteamento Vila Bella. Ainda temos obras na iminência de inaugurar, como o Laboratório Citopatológico, as Praças dos bairros Quinta dos Lontras e São Pedro, Centro Cultural, Estação Ferroviária de Euclidelândia, asfaltamento e infraestrutura do bairro Novo Horizonte, além de muitas outras que virão.

Estou confiante de que todas as obras realizadas e em realização serão de grande utilidade para o nosso município e trazem imenso desenvolvimento para todas as localidades de Cantagalo.


JR – Como tem sido o relacionamento de seu governo com os vereadores do município? Ainda tem a maioria na Câmara Municipal?

GP – Tenho um bom relacionamento com pelo menos 9 vereadores. Acredito que a democracia impõe independência e tenho certeza de que os vereadores possuem compromisso com o município. Com certeza, existem algumas divergências entre posicionamentos e opiniões, mas, no fim, reafirmo que acredito e espero que todos possuam compromisso com Cantagalo.




JR – E o novo governador do Estado? Como espera se relaciona com Wilson Witzel?

GP – Eu ainda não conheço o governador. Espero ter um bom relacionamento, afinal, os homens e mulheres públicos que têm compromisso com a população precisam estar juntos e imbuídos em efetivar as políticas públicas da melhor maneira possível, pois a eleição acaba com a apuração das urnas.


JR – Em 2020, completam-se 50 anos que as indústrias de cimento começaram a funcionar no município. A Cimento Alvorada, hoje CRH Brasil, foi a primeira a começar a produzir cimento na região. Qual sua avaliação sobre a importância destas fábricas para Cantagalo?

GP – São de imensa importância. Cantagalo é a capital estadual do cimento e 3º maior polo do Brasil neste ramo. É um nicho industrial que gera receitas para o município e emprega muitas famílias há décadas. Sempre fui e sempre serei um defensor das cimenteiras.


JR – Qual sua avaliação sobre o novo governo federal, que anunciou mais Brasil do que Brasília, demonstrando interesse em repassar mais recursos para os municípios?

GP – Ainda é muito cedo para falar do novo governo. As medidas prometidas ainda estão em fase de implantação. Precisamos aguardar um pouco mais para avaliar. Acredito apenas que os filhos do presidente deveriam ter mais cautela ao se manifestarem, pois algumas afirmativas têm gerado algum mal-estar desnecessário. Mas, quanto ao governo, ainda é cedo para formar uma opinião. Acerca da promessa de mais apoio aos municípios, é uma expectativa que espero seja cumprida, afinal de contas, a vida acontece nos municípios, que, ao longo tempo, viram suas receitas caírem, enquanto suas obrigações só aumentam.


JR – Cantagalo completou 205 anos de emancipação político-administrativa no último dia 9 de março. Qual sua mensagem ao povo de Cantagalo e o que a população pode esperar de sua administração?

GP – Gostaria de parabenizar todos os cantagalenses, tanto os aqui nascidos quanto os que escolheram viver aqui, e dizer que meu compromisso sempre foi e sempre será o de servir ao povo que me elegeu. Reitero meu juramento pela honestidade e seriedade com a administração pública e meu amor por Cantagalo.


JR – Já declarou que será candidato à reeleição. Se for reeleito, será o único prefeito com quatro mandatos em Cantagalo e um dos políticos que mais venceu eleição na região. O que significa isso para sua vida profissional e pessoal?

GP – Ser prefeito de Cantagalo é uma honra inexplicável. Ter sido o único prefeito reeleito da história e, depois de quatro anos, eleito novamente, foi fruto de trabalho sério e de muita luta e paixão por este município. Essa questão de um quarto mandato fica a critério do povo e ele saberá decidir quando chegar o momento.





Adicione essa página em sua rede social
 Mais...
Artigos Relacionados:
Ministro de Dilma inaugura obras com Guga de Paula em Cantagalo
Noticias > Política
Calcário já tem semifinalistas
Noticias > Esporte
Cantagalo já tem semifinalistas do Municipal de Futebol
Noticias > Esporte
Hospital Antônio Castro tem visitação regulamentada através de uma ação civil
Noticias > Geral

blog comments powered by Disqus
back to top